Há menos países a aplicar a pena de morte, mas número de execuções foi o mais elevado em quase uma década
Há menos países a aplicar a pena de morte, mas número de execuções foi o mais elevado em quase uma década
Juliana Batista | 29/05/2024
Santa Eufémia: comer a marrã, pagar promessas e receber certificados
Santa Eufémia: comer a marrã, pagar promessas e receber certificados
Rúben Castanheiro | 27/05/2024
Benigni com o Papa às crianças: “Sejam heróis para, juntos, vencerem a guerra”
Benigni com o Papa às crianças: “Sejam heróis para, juntos, vencerem a guerra”
7MARGENS | 26/05/2024
“Desmasculinizar a Igreja?”
“Desmasculinizar a Igreja?”
Linda Pocher | 25/05/2024
previous arrow
next arrow
Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão

Ataques sucedem-se

Há uma “nova vaga de terror contra os cristãos” no Paquistão novidade

O recente ataque a um cristão falsamente acusado de ter queimado páginas do Corão, por uma multidão muçulmana enfurecida, no Paquistão, desencadeou “uma nova vaga de terror” contra a minoria religiosa no país. Depois deste incidente, que aconteceu no passado sábado, 25 de maio, já foram registados outros dois ataques devido a alegados atos de “blasfémia” por parte de cristãos.

A memória presente em pequenas tábuas

Museu Abade de Baçal

A memória presente em pequenas tábuas novidade

“Segundo uma Promessa” é o título da exposição inaugurada a 18 de maio no Museu Abade de Baçal, em Bragança, e composta por uma centena de pequenos ex-votos, registados em tábuas, que descrevem o autor e o recetor de vários milagres, ao longo dos séculos XVIII e XIX. “O museu tem a obrigação de divulgar e de mostrar ao público algum do património que está disperso pela diocese de Bragança-Miranda”, disse ao 7MONTES Jorge Costa, diretor do museu.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Podcast

 

As mais lidas

 

Desta vez, o Papa desiludiu?

Francisco é o primeiro a admitir que as mulheres continuam hoje, em muitos locais e circunstâncias, a ser “diáconos”. Faz sentido que seja negada às mulheres a graça sacramental da ordenação, em vez de celebrado e apoiado esse magistério que tão bem podem exercer – e que a Igreja Católica tanto precisa que exerçam?

Lisboa

Cerveja artesanal, restauros ao vivo e túneis secretos: assim se revitaliza a igreja do Castelo

São necessários 200 mil euros para preservar o património cultural e religioso da igreja do Castelo, em Lisboa. Missão impossível? Não na perspetiva do seu pároco, Edgar Clara, que acaba de apresentar um plano de atividades para angariar o dinheiro que é preciso: dele fazem parte sessões de restauro ao vivo, visitas guiadas à igreja e ao bairro do Castelo de São Jorge, e o lançamento da cerveja artesanal “Santa Cruz”, em cujo fabrico até deu uma mãozinha.

Este fim de semana, em Roma

Felizes os meninos de mais de 100 países – incluindo Portugal – que participam na Jornada Mundial das Crianças

Foi há pouco mais de cinco meses que, para surpresa de todos, o Papa anunciou a realização da I Jornada Mundial das Crianças. E talvez nem ele imaginasse que, neste curto espaço de tempo, tantos grupos e famílias conseguissem mobilizar-se para participar na iniciativa, que decorre já este fim de semana de 25 e 26 de maio, em Roma. Entre eles, estão alguns portugueses.

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

50 anos de Liberdade no 7MARGENS

Cristianismo

Outras Religiões

Cristianismo

“Moçambique ainda cheira a sangue”

Bispo de Tete, Diamantino Antunes

“Moçambique ainda cheira a sangue”

“Quisemos já exorcizar” os fantasmas da guerra, diz Diamantino Guapo Antunes, bispo português de Tete, no norte de Moçambique, em entrevista à TSF. “Eu próprio, quando aqui cheguei, tive medo. Gostaria que já estivesse definitivamente enterrado machado de guerra em Moçambique.” Mas isso não aconteceu, como se tem visto em Cabo Delgado.

Cada diocese em Portugal deveria ter “uma pessoa responsável pela ecologia integral”

Susana Réfega, do Movimento Laudato Si'

Cada diocese em Portugal deveria ter “uma pessoa responsável pela ecologia integral”

A encíclica Laudato Si’ foi “determinante para o compromisso e envolvimento de muitas organizações”, católicas e não só, no cuidado da Casa Comum. Quem o garante é Susana Réfega, portuguesa que desde janeiro deste ano assumiu o cargo de diretora-executiva do Movimento Laudato Si’ a nível internacional. Mas, apesar de esta encíclica ter sido publicada pelo Papa Francisco há precisamente nove anos (a 24 de maio de 2015), “continua a haver muito trabalho por fazer” e até “algumas resistências à sua mensagem”, mesmo dentro da Igreja, alerta a responsável.

Outras Religiões

Eis os remédios para um mundo doente: “reconciliação e resiliência”, diz o Vaticano aos budistas

Mensagem pela celebração de Vesak

Eis os remédios para um mundo doente: “reconciliação e resiliência”, diz o Vaticano aos budistas

Com o aproximar da celebração de Vesak – o tempo sagrado em que se comemora o nascimento, a iluminação e a morte de Buda, e que este ano será assinalado a 23 de maio -, o Dicastério para o Diálogo Inter-religioso faz questão de manifestar proximidade aos seus “amigos budistas”. Numa mensagem de saudação divulgada esta segunda-feira, 6, o organismo da Igreja Católica reflete sobre a “responsabilidade partilhada” por cristãos e budistas de “promover a paz” e prescreve dois “remédios” para a “cultura de violência” que alastra no mundo: “reconciliação e resiliência”.

Boas notícias

Sociedade

Boas notícias

Na ilha de Mindanao, catequistas vão aprender o diálogo inter-religioso

Filipinas

Na ilha de Mindanao, catequistas vão aprender o diálogo inter-religioso

É um projeto inovador em Mindanao, a segunda maior ilha das Filipinas, que tem sido palco de fortes tensões inter-religiosas: um curso destinado a catequistas e outros líderes católicos leigos, que visa prepará-los para “melhor difundir e fortalecer a fé das comunidades católicas”, ao mesmo tempo que “capacita para o diálogo inter-religioso com a população muçulmana da ilha”. A formação, organizada pelo Movimento Silsilah e apoiada pela Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), vai arrancar no próximo mês de junho.

Sociedade

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Entre Margens

Ver e Ouvir

Entre Margens

O aumento da intimidação católica

O aumento da intimidação católica

A intimidação nos meios católicos está a espalhar-se por todos os Estados Unidos da América. No exemplo mais recente, a organização Word on Fire, do bispo de Minnesota, Robert Barron, ameaçou a revista Commonweal e o teólogo Massimo Faggioli por causa de um ensaio de Faggioli, “Será que o Trumpismo vai poupar o Catolicismo?”

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

Na semana depois de Pentecostes é oportuno recordar a publicação da declaração Dignitas Infinita sobre a Dignidade Humana, elaborada durante cinco anos e divulgada pelo Dicastério para a Doutrina da Fé, pondo a tónica na dimensão universal, filosófica e antropológica, do respeito pela pessoa humana enquanto fator de salvaguarda dos direitos humanos, do primado da justiça e do reconhecimento de que todos os seres humanos como livres e iguais em dignidade e direitos.

Ver e Ouvir

Cultura

Pessoas

Cultura

Uma estranha serenidade…

Uma estranha serenidade…

Talvez o leitor já tenha tido a estranha sensação de conversar com um monge e sair dessa conversação cheio de interrogações, mas também de entrar em si com o sentimento de uma estranha serenidade. Uma sensação enigmática que nos desloca da nossa condição habitual e doméstica, para um outro nível de relação com os demais, uma outra maneira de habitar o mundo e de nos sentirmos a nós próprios. [Texto de João Paulo Costa a propósito do filme de Wim Wenders Perfect Days]

Pessoas

Espiritualidades

Crónicas

Agenda

Espiritualidades

Crónicas

Cartografia da miséria: “o desamparo das flores”

[Moçambique, margem Sul]

Cartografia da miséria: “o desamparo das flores”

Vivemos, portanto, numa sociedade mutilada e a pedir socorro! A resposta aos gritos tem sido quase silenciosa, quase muda e sem expressão, ante o agravamento dos acontecimentos diários. Quive convida-nos a reflectir sobre o país em que hoje vivemos, cheio de atrocidades sociais, desde as que parecem menores, até às de grande vulto que acontecem à luz do dia.

A inteligência prática das mulheres – relembrando o Livro de Rute

[Nas margens da filosofia (LXIII)]

A inteligência prática das mulheres – relembrando o Livro de Rute

Muitas vezes ao falar de inteligência se contrasta um modo masculino e feminino de utilizar esta capacidade. Não me irei debruçar teoricamente sobre esta temática mas imediatamente declaro que encontro diferenças no modo como homens e mulheres raciocinam no que se refere à resolução dos problemas concretos da vida. E vou tomar como exemplo (entre muitos outros possíveis) um dos livros do Antigo Testamento onde as mulheres desempenham um papel central – O livro de Rute. [Texto de Luísa Ribeiro Ferreira]

7Partidas

7Margens

7Partidas

Hospitalidade, foco e atenção

Hospitalidade, foco e atenção

Numa entrevista a Tolentino Mendonça ouvi uma palavra que, não sei bem porquê, não ouvia, ou não pensava, há muito tempo. Hospitalidade. “Modo generoso e afável de receber ou tratar alguém.” Assim diz o dicionário Priberam. A palavra ficou. Anda aqui por dentro, “da cabeça para o coração e do coração para a cabeça”.

Por quem os sinos dobram

Por quem os sinos dobram

Nas férias da passagem de ano li Não Terão o Meu Ódio, o diário que Antoine Leiris escreveu nos dias que se seguiram ao ataque ao Bataclan [em Paris], onde perdeu a sua companheira. O quotidiano subitamente rasgado pela violência. As coisas simples: a hora do banho do filhinho, as papas que as mães de outras crianças do infantário preparavam para o bebé, os vestígios da existência da companheira no cheiro das coisas espalhadas pela casa, nos rituais. E em tudo, para sempre: a sua ausência. [Texto de Helena Araújo]

7Margens

Desta vez, o Papa desiludiu?

Desta vez, o Papa desiludiu?

Francisco é o primeiro a admitir que as mulheres continuam hoje, em muitos locais e circunstâncias, a ser “diáconos”. Faz sentido que seja negada às mulheres a graça sacramental da ordenação, em vez de celebrado e apoiado esse magistério que tão bem podem exercer – e que a Igreja Católica tanto precisa que exerçam?

Serve para alguma coisa a ida dos bispos a Roma?

Análise

Serve para alguma coisa a ida dos bispos a Roma?

Nesta segunda-feira, 20 de Maio, os bispos portugueses iniciam a sua visita “ad limina apostolorum”, ao Vaticano. Nas duas visitas anteriores (2007, com Bento XVI e 2015, com Francisco), os bispos ouviram várias chamadas de atenção de ambos os papas. Servirá esta semana para alguma coisa?

Parceiros

Autores

Parceiros

Autores

Pin It on Pinterest

Share This