50 Vozes para Daniel Faria

| 7 Abr 21

Retrato de Daniel por Siza Vieira

Retrato de Daniel Faria, por Siza Vieira

Dois livros publicados em vida, Homens que são como lugares mal situados e Explicações das árvores e de outros animais, e um póstumo, Dos líquidos, todos editados pela primeira vez pela Fundação Manuel Leão, fizeram de Daniel Faria o último grande poeta português do século XX. Morreu há pouco mais de vinte anos. No sábado, dia 10, assinala-se o 50.º aniversário do seu nascimento. A Associação Casa Daniel assinala a efeméride com a iniciativa “50 Vozes para Daniel Faria” para evocar os poemas e a memória do poeta.

O programa comemorativo, que prosseguirá até ao próximo ano, inclui múltiplas iniciativas, designadamente o colóquio “Daniel, nome de poeta” (12 de Junho 2021, na Igreja Santa Maria, Marco de Canaveses); a residência artística de pintura “A Casa do Daniel”, orientada pelo pintor Alberto Péssimo (10 a 12 de Setembro de 2021, na Casa Daniel, Granjinha, Tabuaço); a tertúlia “A poesia de Daniel Faria a partir da Estética” (4 de Outubro de 2021, no Círculo de Bellas Artes, Madrid); a exposição dos trabalhos realizados no âmbito da residência “A Casa do Daniel” e a apresentação do livro de actas dos colóquios (1 de Dezembro de 2021, na Casa da Cultura, Paredes).

A Associação Casa Daniel formulou um convite público de modo a que todos os que o desejarem se possam associar às comemorações, enviando, até ao próximo sábado, através do WhatsApp (937 059 427), “uma mensagem gravada com duração até um minuto de um dos seus poemas ou uma memória, para depois ouvir e partilhar no site ou na página Facebook”.

Na evocação do 50.º aniversário do nascimento de Daniel Faria participam as Câmaras Municipais de Marco de Canaveses, de Paredes e de Tabuaço; a Igreja de Santa Maria, Marco de Canaveses; a Companhia de Teatro Seiva Trupe; o atelier do pintor Alberto Péssimo; o Círculo de Bellas Artes de Madrid e a Fundação Manuel Leão.

A Associação Casa Daniel dará conta de outros eventos evocativos de Daniel Faria.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Interiormente perturbador

Cinema

Interiormente perturbador novidade

Quase no início d’O Acontecimento, já depois de termos percebido que o filme iria andar à volta do corpo e do desejo, Anne conclui que se trata de um texto político. Também esta obra cinematográfica, que nos expõe um caso de aborto clandestino – estamos em França, nos anos 60 –, é um filme político.

Sondagem

Brasil deixa de ter maioria católica  novidade

Algures durante este ano a maioria da população brasileira deixará de se afirmar maioritariamente como católica. Em janeiro de 2020, 51% dos brasileiros eram católicos, muito à frente dos que se reconheciam no protestantismo (31%). Ano e meio depois os números serão outros.

Bispos pedem reconciliação e fim da violência depois de 200 mortes na Nigéria

Vários ataques no Nordeste do país

Bispos pedem reconciliação e fim da violência depois de 200 mortes na Nigéria

O último episódio de violência na Nigéria, com contornos políticos, económicos e religiosos, descreve-se ainda com dados inconclusivos, mas calcula-se que, pelo menos, duas centenas de pessoas perderam a vida na primeira semana de Janeiro no estado de Zamfara, Nigéria, após vários ataques de grupos de homens armados a uma dezena de aldeias. Há bispos católicos a sugerir caminhos concretos para pôr fim à violência no país, um dos que registam violações graves da liberdade religiosa. 

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This