Franciscanos recordam Greccio

Concurso nacional de presépios nos 800 anos do primeiro

| 7 Nov 2023

Pormenor do cartaz do concurso, com a imagem do fresco que decora a gruta em Greccio onde São Francisco recriou o primeiro presépio.

Pormenor do cartaz do concurso, com a imagem do fresco que decora a gruta de Greccio onde S. Francisco recriou o primeiro presépio.

 

Para assinalar o oitavo centenário do primeiro presépio recriado por S. Francisco de Assis, na montanha de Greccio (Itália), pelo Natal de 1233, a Província Portuguesa da Ordem Franciscana está a promover um concurso nacional de presépios. Todos os artesãos e criadores são convidados a participar nesta iniciativa, que culminará numa exposição visitável e na constituição de um núcleo museológico do presépio popular e contemporâneo.

O concurso pretende, assim, assinalar a efeméride, mas também permanecer como “memória viva” no futuro, explicam os Franciscanos no seu site oficial. “É nossa intenção conseguirmos mapear a imensa criatividade que o tema presépio (Belém e Greccio) continua a inspirar em todo o nosso território”, assinalam, acrescentando: “Pedimos a cada aderente a generosidade de nos oferecer uma peça da sua arte, que passará a integrar o museu de arte popular e imaginário franciscano, já existente no Convento da Luz-Lisboa”.

Cada concorrente poderá apresentar, até 20 de novembro, não mais que uma peça, utilizando todo o tipo de arte ou materiais, com as dimensões máximas de 150 cm de largura e 150 cm de altura, explica o regulamento, que está disponível no site.

O vencedor do concurso ganhará cinco mil euros, o segundo lugar será premiado com dois mil e quinhentos euros, e o terceiro classificado receberá uma viagem à Terra Santa para uma pessoa.

A exposição final, com os trabalhos propostos a concurso, poderá ser visitada entre 8 de dezembro e 7 de janeiro de 2024, no Seminário da Luz, em Lisboa. Algumas das peças serão expostas no Museu Nacional do Azulejo e no Museu de Lisboa – Santo António.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This