Balanço a um mês do encontro

663 mil peregrinos, 32 mil voluntários, 2 mil jornalistas e 737 bispos inscritos na JMJ

| 30 Jun 2023

Peregrinos JMJ Lisboa 2023. Foto © Duarte Mourão Nunes

O pódio dos países com mais peregrinos que já finalizaram a sua inscrição é ocupado por Espanha (58.531), Itália (53.803), e França (41.055). Portugal só surge no quarto lugar (com 32.771 jovens inscritos).  Foto © Duarte Mourão Nunes.

 

Falta precisamente um mês para o arranque da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 e os números vão-se aproximando do que até agora eram apenas estimativas. A dúvida é: irão ultrapassá-las? Ninguém tem a resposta. O que se sabe é que há 663 mil peregrinos registados na primeira fase, dos quais 313 mil já finalizaram a sua inscrição, somando-se a estes 32.717 voluntários, 2.069 jornalistas e 737 bispos, de acordo com os dados divulgados esta sexta-feira, 30 de junho, pela organização. E sabe-se, claro, que estes números vão continuar a crescer.

“Dos mais de 663 mil peregrinos inscritos logo na primeira fase e provenientes de 204 países, 480 mil prosseguiram a segunda fase de inscrição e, neste momento, há 313 mil com a inscrição finalizada, que representam 151 países diferentes”, avança a organização da JMJ Lisboa 2023. O pódio dos países com mais peregrinos que já finalizaram a sua inscrição é ocupado por Espanha (58.531), Itália (53.803), e França (41.055). Portugal só surge no quarto lugar (com 32.771 jovens inscritos) e os Estados Unidos da América são o país de fora da Europa com maior número de participantes confirmados até ao momento (14 435).

Do total de peregrinos que finalizaram já a sua inscrição, 70% (214.500) pediram alojamento. Através das paróquias nas dioceses de acolhimento (Lisboa, Santarém e Setúbal), estão já registadas 7.138 Famílias disponíveis para acolherem jovens peregrinos nas suas casas, e identificados mais de 470 mil lugares de pernoita (nomeadamente em escolas e clubes desportivos).

Quanto às refeições durante a Jornada, foram solicitadas por 90% dos inscritos, o que totaliza 289 mil jovens, tendo a Fundação JMJ Lisboa 2023 contratualizado já o fornecimento de quase 3 milhões de almoços e jantares, através de milhares de restaurantes e estabelecimentos aderentes.

“Relativamente ao número de voluntários, neste momento, há 32 717 jovens que iniciaram o seu processo de inscrição, dos quais 22 282 têm o processo de inscrição completa”, avança ainda a organização. Destes, 500 são médicos, enfermeiros ou estudantes do final da licenciatura na área da saúde e assegurarão a prestação de primeiros socorros a todos os peregrinos ao longo da semana do encontro.

 

10 mil paramentos e duas toneladas de trigo para hóstias

Paramentos JMJ Lisboa 2023. Imagem reproduzida a partir de reportagem na RTP.

Uma fábrica de burel, na Serra da Estrela, foi escolhida para elaborar uma faixa que será incluída no paramento principal a usar pelo Papa. Imagem reproduzida a partir de reportagem na RTP.

 

Estão também já inscritos na Jornada 737 bispos, 29 dos quais cardeais. Os países com mais bispos inscritos são Itália (113), Espanha (77), França (75), EUA (76) e Portugal (45). Para estes, e também para os milhares de padres que participarão nas cerimónias religiosas da Jornada, “estão a ser produzidos um total de 10 mil paramentos”, através de uma parceria entre Portugal e Itália.

“Mas uma fábrica de burel, na Serra da Estrela, foi escolhida para elaborar uma faixa que será incluída no paramento principal a usar, em Lisboa, pelo Papa Francisco”, destaca a organização, acrescentando que “é a primeira vez que o burel é utilizado numa veste papal, representando o símbolo da participação do interior do país – e da cultura tradicional portuguesa – nestas celebrações”.

Quanto ao fabrico de hóstias para as eucaristias do encontro, cuja produção está a cargo das irmãs Clarissas do Mosteiro do Imaculado Coração de Maria, na Estrela, será possível devido à doação de duas toneladas de trigo alentejano pela Associação Nacional de Produtores de Proteaginosas, Oleaginosas e Cereais.

Relativamente ao processo de acreditação dos profissionais de comunicação social, a decorrer desde o passado dia 31 de maio, havia, até dia 29 de junho, 2 069 pedidos efetuados.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados novidade

Estou na Calábria com vista para a Sicília e o vulcão Stromboli ao fundo. Reunião de Coordenadores das Redes Internacionais do Graal. Com uma amiga mexicana coordeno a Rede de Migrantes e Refugiados que abrange nada mais nada menos que 10 países, dos Estados Unidos, Canadá e México às Filipinas, passando por África e o sul da Europa. Escolhemos reunir numa propriedade de agroturismo ecológico (Pirapora), nas escarpas do mar Jónio, da antiga colonização grega. Na Antiguidade, o Mar Jónico foi uma importante via de comércio marítimo, principalmente entre a Grécia e o Sul da Itália.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This