Balanço e futuro em análise

7MARGENS reuniu colaboradores

| 17 Set 2022

 

Cerca de seis dezenas de pessoas participaram este sábado, 17, no primeiro encontro de colaboradores do 7MARGENS, numa jornada que, além do conhecimento mútuo, serviu para repensar os quase quatro primeiros anos deste projeto jornalístico e refletir sobre o futuro.

O encontro, realizado por vídeo, teve um primeiro tempo em que Luís António Santos, professor da Universidade do Minho, refletiu sobre o panorama dos jornais “nativos digitais” em Portugal, com as suas características e contributos específicos para o panorama informativo, ajudando, por outro lado, a situar o projeto do 7MARGENS.

Os colaboradores participantes no encontro, oriundos de Portugal, mas também da Alemanha, Brasil, Estónia, França, Macau, Moçambique e Reino Unido, sublinharam o lugar imprescindível da informação sobre o campo religioso, que mostra que o 7MARGENS veio ocupar um espaço que não existia. Isso ocorre, nomeadamente, no esforço por manter na agenda temas que a maior parte dos média rapidamente esquecem; na cobertura de situações e eventos em várias partes do mundo, no noticiário sobre as violações dos direitos humanos e liberdade religiosa, na atenção à situação de refugiados e povos esquecidos ou na referência á relação entre o campo religioso e expressões culturais como a música, cinema, literatura ou artes plásticas.

Sobre o caminho percorrido nestes mais de três anos, anotaram as vantagens de reforçar a presença de noticiário sobre outras igrejas e religiões para além da Igreja Católica; aposta em géneros como a entrevista e mesas-redondas entre pessoas com ideias diferentes; valorização da diáspora portuguesa; atenção aos que são religiosos, mas sem pertença a uma confissão ou aos que não se interessam pelo fenómeno religioso, mas praticam a meditação e o jejum, entre outros aspetos.

Quanto ao futuro, os editores explicitaram algumas áreas do estatuto editorial que, por terem sido menos abordadas, merecem especial atenção, como os países lusófonos, o diálogo inter-religioso, etc. Por sua vez, vários colaboradores gostariam de ver utilizadas mais frequentemente outras linguagens que o digital permite, apontando em particular, o caso dos podcasts, entrevistas em direto, etc. Foi também proposta uma maior atenção às várias áreas da cultura, através de recensões, apresentações, críticas, etc.

O encontro de colaboradores foi visto como importante para a construção e aprofundamento do projeto do 7MARGENS, tendo sido reforçada a intenção de fazer este tipo de iniciativas também com os leitores, através de encontros em diferentes pontos do país.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

O que têm dito os papas sobre a paz

Debate e oração no Rato, em Lisboa

O que têm dito os papas sobre a paz novidade

As mensagens dos Papas para o Dia Mundial da Paz é o tema da intervenção do padre Peter Stilwell neste sábado, 3 de Dezembro (Capela do Rato, em Lisboa, 19h), numa iniciativa integrada nas celebrações dos 50 anos da vigília de oração pela paz que teve lugar naquela capela, quando um grupo de católicos quis permanecer em oração durante 48 horas, em reflexão sobre a paz e contra a guerra colonial.

Ministro russo repudia declarações do Papa

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa novidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This