Papa Francisco à TVI/CNN

“A entrada de mulheres [na Cúria] não é uma moda feminista, é um ato de justiça”

| 5 Set 2022

maria joao avillez entrevista papa francisco foto cnn portugal agosto 2022

Sobre os abusos na Igreja, Francisco reiterou a política de “tolerância zero” para com os padres que pratiquem este tipo de crimes. Foto © CNN Portugal.

 

O papel das mulheres na Igreja foi um dos temas abordados na entrevista que o Papa Francisco deu em agosto à TVI/CNN, e que foi transmitida na íntegra esta segunda-feira, 5 de setembro. Durante a conversa com a jornalista Maria João Avillez, Francisco fez questão de sublinhar que “a entrada de mulheres [na Cúria] não é uma moda feminista, é um ato de justiça que culturalmente estava deixado de lado”.

Para o Papa, “a mulher está encarregue de garantir a ‘maternalidade’ na Igreja”, e isso significa também que, “para eleger bispos, é bom que haja mulheres que pensem como deve ser um bispo”. Até porque “há que encontrar a harmonia na diversidade”, diz.

Uma diversidade que reconhece também como positiva no processo de preparação do Sínodo dos Bispos, que terá lugar em 2023. “Em todos os processos, há os que entendem que está bem, os que vão mais à frente e os que estão mais atrás. Há que deixar que termine o processo. É a teologia do caminho. Uns vão adiante, a correr, e outros mais atrás”, disse.

Quanto ao tema dos abusos na Igreja Católica, Francisco reiterou a política de “tolerância zero” para com os padres que pratiquem este tipo de crimes e foi perentório ao afirmar que “um sacerdote não pode continuar a ser sacerdote se é abusador. Não pode. Porque é doente ou um criminoso”.

Sobre a participação do Papa na Jornada Mundial da Juventude, revelou o seu habitual sentido de humor na resposta: “Vai Francisco ou João XXIV. Mas o Papa vai!”, assegurou, com um sorriso.

Ao longo da conversa de pouco mais de uma hora, Francisco falou ainda sobre o conflito na Ucrânia, para garantir que tem feito “o que pode”, embora reconhecendo que o caminho do diálogo “está difícil”. Proibido pelo médico de se deslocar, para já, a Kiev ou Moscovo, Francisco referiu, no entanto, que já vários representantes do Vaticano estiveram em Kiev desde que começou a guerra: “A minha presença lá é forte”, garantiu.

“Faço o que posso. E peço a toda a gente que faça o que puder. Entre todos, pode fazer-se alguma coisa. Acompanho com a minha dor e com as minhas orações tudo o que consigo. Mas a situação é deveras trágica”, concluiu.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma coleção de livros infanto-juvenis que é uma missão para estas férias… e para o resto da vida

[O papel das estórias]

Uma coleção de livros infanto-juvenis que é uma missão para estas férias… e para o resto da vida novidade

Miúdos de férias rima com… leituras sérias. Calma: o objetivo era rimar, não assustar! Até porque os livros sobre os quais vos venho falar são, de facto, sobre temas sérios, mas não são nada aborrecidos. Ou, como diriam os miúdos a quem se dirigem: não são “uma seca”. Pelo contrário, podem ser uma lufada de ar fresco neste verão que se adivinha estar para aquecer.

Um casal em 2024

Um casal em 2024 novidade

“A D. Georgina e o Senhor Amaro comentam o trânsito dos jovens, ele irritado: isto é gente de fora, do karaté ou lá o que é, daquelas coisas chinesas de dar porrada. Ela, rancorosa: pois, deixam-nos vir para cá para aprenderem a fazer-nos mal, deviam era mandá-los a todos para a terra dele”. Um texto de Nuno Caiado, baseado num episódio real testemunhado em Lisboa.

Clientes de supermercados convidados a apoiar a Cruz Vermelha

Campanha Vale +

Clientes de supermercados convidados a apoiar a Cruz Vermelha novidade

Até ao próximo dia 26 de julho, uma nova edição da campanha Vale +, promovida pela Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), está a decorrer em 597 grandes superfícies de todo o país. Os clientes dos supermercados podem contribuir para esta iniciativa através da aquisição de vales monetários ou alimentares no ato de pagamento das suas compras, sendo que no próximo fim de semana, dias 20 e 21, donativos como bens alimentares e de higiene poderão ser diretamente entregues a voluntários que estarão em loja.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This