A humildade do arcebispo

| 14 Abr 2024

Arcebispo de Cantuária, Justin Welby, durante visita à paróquia da Sagrada Família, em Belas, 18.02.2024 . Foto Clara Raimundo (1)

Arcebispo de Cantuária, Justin Welby, durante visita à paróquia da Sagrada Família, em Belas, em 18 de fevereiro de 2024. Foto Clara Raimundo

Chegou a estender a mão e a cumprimentar, olhos nos olhos, todos os presentes, um a um. É o líder da Igreja Anglicana, mas aqui apresentou-se com um ligeiro “Hi! I’m Justin” – “Olá, sou o Justin!” – deixando cair títulos e questões hierárquicas. 

O arcebispo de Cantuária, Justin Welby, esteve em Lisboa por ocasião do 100.º Sínodo da Igreja Lusitana, pertencente à Comunhão Anglicana, e convidou os representantes das diversas religiões com expressão em Portugal, para um momento de diálogo inter-religioso.

Mencionou casualmente a sua esposa, e agradeceu à reverenda Ilma Rios a sua presença no Grupo de Trabalho para o Diálogo Inter-Religioso. E de repente pareceu tudo tão simples.

Falou sobre como a humildade é a “única linguagem que os outros entendem”. Lembrei-me de Ghandi, Martin Luther King, de Yitzhak Rabin e Shimon Peres, de Juan Manuel Santos e, de facto, da enormidade do desafio que tão poucos têm aceitado, por mais que reconheçamos a superioridade das suas atitudes.

Foto © Katrin Bolovtsova pexels-katrin-bolovtsova-6077554

Chegou a estender a mão e a cumprimentar, olhos nos olhos, todos os presentes, um a um. É o líder da Igreja Anglicana, mas apresentou-se com um ligeiro “Hi! I’m Justin”. Foto © Katrin Bolovtsova pexels-katrin-bolovtsova-6077554

Lembrou Cristo e o seu lava-pés e eu recordei-me do Buda. Ambos abandonaram as suas casas e famílias para se dedicarem a praticar e a ensinar a paz. Foram revolucionários nas suas propostas e assim continuam até hoje.

Mostrou-se empenhado no restabelecimento do diálogo entre todas as religiões e todas as comunidades. Quis ouvir especificamente os representantes das comunidades Hindu e Budista em Portugal.

Em resposta ao repto, a monja budista presente quis apenas sublinhar um ensinamento do Buda: os nossos inimigos não são os outros, os nossos inimigos estão no nosso interior. São a ganância, o ódio e a ilusão. 

 

Margarida Rocha e Melo é jornalista agora dedicada ao ensino; budista, mantém o respeito pela sua herança cristã, esperando poder contribuir para o encontro de religiões, de mentes e de seres humanos.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

O aumento da intimidação católica

O aumento da intimidação católica novidade

A intimidação nos meios católicos está a espalhar-se por todos os Estados Unidos da América. No exemplo mais recente, a organização Word on Fire, do bispo de Minnesota, Robert Barron, ameaçou a revista Commonweal e o teólogo Massimo Faggioli por causa de um ensaio de Faggioli, “Será que o Trumpismo vai poupar o Catolicismo?”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This