Associação pede apoio para projetos

“A lepra não mata, ela condena”

| 27 Jan 2024

O número de leprosos em todo o mundo continua a aumentar, em particular nos países mais vulneráveis. Foto © imagem do cartaz da Associação Mundo Unido João Paulo II

O número de leprosos em todo o mundo continua a aumentar, em particular nos países mais vulneráveis. Foto © imagem do cartaz da Associação Mundo Unido João Paulo II

 

A Associação Mundo Unido João Paulo II, dedicada ao trabalho com leprosos, vai dedicar o 71º Dia Mundial dos Leprosos, que se celebra hoje, 28 de janeiro, ao tema “A Lepra não mata, ela condena”. A associação tem projetos em várias partes do mundo, mas este ano destaca três dos oito projetos que têm em mãos para financiamento, para os quais pede o contributo de possíveis doadores e mecenas.

Em Moçambique, a associação não apenas trabalha com leprosos em Mavalane e Pemba, como também apoiam os deslocados internos da guerra em Cabo Delgado; Em Timor, dedicam-se ao tratamento de leprosos e têm ainda um projeto de construção de casas para apoiar estas pessoas a retomarem a sua vida depois do tratamento; e na Índia, Brasil, Moçambique e Madagáscar pedem apoio para curar os doentes de lepra.

A associação recorda que “99% dos leprosos têm cura”, mas que é preciso combater a lepra e a tuberculose, doenças que “atingem os pobres mais pobres, os excluídos da sociedade, os últimos”, referem em comunicado enviado ao 7MARGENS. O número de pessoas com esta doença tem aumentado nos últimos anos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde.

 

Guerra e Paz: angústias e compromissos

Um ensaio

Guerra e Paz: angústias e compromissos novidade

Este é um escrito de um cristão angustiado e desorientado, e também com medo, porque acredita que uma guerra devastadora na Europa é de alta probabilidade. Quando se chega a este ponto, é porque a esperança é já pequena. Manda a consciência tentar fazer o possível por evitar a guerra e dar uma oportunidade à paz. — ensaio de Nuno Caiado

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados

Na Calábria, com Migrantes e Refugiados novidade

Estou na Calábria com vista para a Sicília e o vulcão Stromboli ao fundo. Reunião de Coordenadores das Redes Internacionais do Graal. Escolhemos reunir numa propriedade de agroturismo ecológico, nas escarpas do mar Jónio, da antiga colonização grega. Na Antiguidade, o Mar Jónico foi uma importante via de comércio marítimo.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This