A pegada de religiosidade na obra de João Cutileiro

| 13 Jan 2021

Espírito Santo, João Cutileiro

Espírito Santo, escultura de João Cutileiro no Hospital do Espírito Santo (Évora). Foto © Manuel Vieira, cedida pelo autor.

“Na vasta obra de João Cutileiro, há uma intermitente, mas persistente, pegada de religiosidade que deixou plasmada em poemas de pedra”, escreve o padre Mário Tavares de Oliveira, cónego da diocese de Évora, num texto que evoca a arte do escultor que morreu no passado dia 5.

No artigo, publicado na agência Ecclesia, Mário Oliveira recorda que se deixou captar pela obra de Cutileiro quando viu, num corredor do Hospital de Évora, “uma singela escultura, um Espírito Santo, esculpido em mármore puro, de alvura feminina”. E comenta: “A simplicidade e a espiritualidade intrínseca desta obra foram um sobressalto inesperado que ainda hoje recordo. Certamente, não será a vertente da religiosidade a que mais sobressai na obra do mestre com origens em Pavia, mas é indisfarçável que há uma espiritualidade clandestina e subterrânea que está presente na obra de João Cutileiro.”

O padre de Évora conta ainda que, há 25 anos, convidou Cutileiro para esculpir um outro Espírito Santo para a igreja de Nossa Senhora de Fátima, do bairro das Corunheiras, nos arredores da cidade. O artista respondeu com uma pergunta: “- Padre: quantos espíritos santos é que há? – Um só, claro! – retorqui. Esboçando um sorriso afável, muito ao seu jeito, lá me foi dizendo: – Pois, o meu já está feito. E como só há um… já não há nada a fazer!”

Cutileiro ainda perguntou sobre a hipótese de fazer um Cristo. Mas essa peça estava encomendada. Mas justificou a razão “É por causa do abraço. Alguém que morre de braços abertos e fica a abraçar a humanidade para sempre, atrai-me muito. É um abraço universal e precisamos disso. E depois…eu também sou JC!…”

Espírito Santo, João Cutileiro

Espírito Santo, escultura de João Cutileiro no Hospital do Espírito Santo (Évora). Foto © Manuel Vieira, cedida pelo autor.

Apesar disso, conta ainda, Cutileiro ainda esculpiu uma Nossa Senhora do Ó ou o São João Baptista, da Ribeira do Porto, bem como, afinal, um Cristo, o altar e a via-sacra para a capela do Solar das Bouças, no Minho. “À pedra fria, comunicava-lhe o calor e o afecto, a paixão e o compromisso com todos nós como quem acena, sem impor”, comenta o padre Mário Oliveira, no texto que pode ser lido na íntegra na página da Ecclesia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia novidade

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

Abusos sexuais

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

O Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral do Patriarcado de Lisboa saiu em defesa do cardeal patriarca, D. Manuel Clemente, numa nota publicada esta terça-feira à noite no site da diocese. Nas últimas semanas, Clemente tem sido acusado de não ter dado seguimento a queixas que lhe foram transmitidas de abusos sexuais.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This