A Quaresma de Natal e o Advento na Igreja Ortodoxa

| 24 Dez 2022

Natal, Advento, Igreja Ortodoxa, Ortodoxia

Foto © Igreja Ortodoxa da Ucrânia.

 

Na ortodoxia, o período de preparação para a Natividade do Senhor é conhecido por Quaresma de Natal; este ano, iniciou-se no passado dia 28 de Novembro do calendário gregoriano (15 de Novembro no calendário juliano) e prolonga-se até 6 de Janeiro (24 de Dezembro).

Algumas Igrejas Ortodoxas fizeram alterações ao calendário litúrgico optando por fazer coincidir a Festa de Natal no dia 25 de Dezembro do calendário civil e outras, como a Igreja Ortodoxa da Ucrânia, celebram em algumas dioceses, neste dia, uma liturgia especial para a data, sem contudo deixarem de celebrar o Natal no dia 25 de Dezembro do calendário juliano (7 de Janeiro do calendário civil em uso).

Conforme as tradições locais, costumes de cada Igreja e individuais, o jejum e a penitência observada são variados.

No entanto este é um período importante e necessário para a preparação do Natal, que tem a duração de 40 dias na Igreja Ortodoxa. Sendo denominado na Igreja Católica por Advento, dura quatro semanas no rito romano (latino) e seis semanas no rito ambrosiano.

Na Igreja Ortodoxa este período centra-se na incarnação do Verbo de Deus, enquanto que no Advento se centra na chegada de Cristo ao mundo pela incarnação e pela parúsia (segunda vinda de Cristo).

Natal, Advento, Igreja Ortodoxa

Foto © Igreja Ortodoxa da Ucrânia.

 

Este período deve ser revestido de humildade e arrependimento.

Para além do jejum físico, deve ser acompanhado de um jejum espiritual, porque o corpo e espírito estão ligados.

Com algumas excepções em certas comunidades, as Igrejas locais não observam com completo rigor o jejum físico, já que as actividades desenvolvidas pelos seus membros, bem como as dietas locais, poderiam carrear problemas de saúde.

Liturgicamente existe entre as Igrejas Ortodoxas uma maior observação de festas neste período, das quais se destaca a Entrada da Virgem no Templo (iniciada no Domingo dia 4 de Dezembro e que terminou no dia 8 de Dezembro).

No dia 25 de Dezembro (12 de Dezembro no calendário juliano) celebrar-se-á o Domingo dos Antepassados do Senhor; no dia 1 de Janeiro (19 de Dezembro) a Festa dos Santos Pais, ou da Genealogia, e no dia 6 de Janeiro (24 de Dezembro) a Quaresma do Natal culminará com a Vigília do Nascimento do Senhor.

A Festa de Natal prolonga-se durante mais 6 dias, altura em que inicia a preparação para a Teofonia (em que festejamos a manifestação de Deus em Jesus Cristo e identificado popularmente com o baptismo de Jesus).

 

Alberto Teixeira é cristão ortodoxo

 

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix

Investigação suspensa

Vaticano não identificou “má conduta ou abuso” por parte de cardeal Lacroix novidade

A Sala de Imprensa da Santa Sé anunciou esta terça-feira, 21 de maio, que a investigação canónica preliminar solicitada pelo Papa Francisco para averiguar as acusações de agressão sexual contra o cardeal canadiano Gérald Cyprien Lacroix não prosseguirá, visto que “não foi identificada qualquer ação como má conduta ou abuso” da parte do mesmo. O nome do prelado, que pertence ao Conselho dos Cardeais (C9), foi um dos apontados numa grande ação coletiva a decorrer no Canadá, listando supostas agressões sexuais que terão ocorrido na diocese do Quebeque, nos anos 1980.

Prémio de direitos humanos para marroquina Amina Bouayach é “instrumento de propaganda”

AAPSO denuncia

Prémio de direitos humanos para marroquina Amina Bouayach é “instrumento de propaganda” novidade

Amina Bouayach, Presidente do Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH) de Marrocos, recebeu esta terça-feira, 21 de maio, na Assembleia da República, em Lisboa, o Prémio de Direitos Humanos do Centro Norte-Sul do Conselho da Europa 2023. Mas a Associação de Amizade Portugal – Sahara Ocidental (AAPSO) considera, no mínimo, “estranha” a atribuição do galardão à marroquina.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer?

Senhora do Rosário: Que batalhas há para vencer? novidade

A exposição, intitulada «Mês de Maio. Mês de Maria», que tem por curador o Prof. José Abílio Coelho, historiador, da Universidade do Minho, conta com as principais ‘apresentações’ de Nossa Senhora do Rosário, sobretudo em escultura e pintura, que se encontram dispersas por igrejas e capelas do arciprestado de Póvoa de Lanhoso. Divulgamos o texto, da autoria do Padre Joaquim Félix, publicado no catálogo da exposição  «A Senhora do Rosário no Arciprestado Povoense».

Igreja portuguesa precisa de “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização

Bispos após encontro com Secretaria do Sínodo

Igreja portuguesa precisa de “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização novidade

O vice-presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Virgílio Antunes, reconheceu que a Igreja Católica em Portugal tem necessidade de uma “abertura de horizontes” no âmbito da evangelização, nomeadamente no “acolhimento das pessoas”. Para o bispo de Coimbra, – que falou aos jornalistas após o encontro com a Secretaria Geral do Sínodo, que decorreu esta segunda-feira, 20 de maio, em Roma – é preciso fomentar “uma relação mais eficaz e mais eclesial entre os membros da hierarquia, a generalidade dos cristãos leigos, dos consagrados do povo de Deus”.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This