Cirilo e os massacres de Bucha

A Rússia é um país “amante da paz”

| 3 Abr 2022

Patriarca Cirilo usa argumentação do governo de Vladimir Putin. Foto © Ivars Kupcis/WCC-CMI.

Patriarca Cirilo usa argumentação do Governo de Vladimir Putin. Foto © Ivars Kupcis/WCC-CMI.

 

A Rússia é um país “amante da paz”, disse este domingo, 3 de abril, o patriarca de Moscovo, Cirilo, durante uma celebração litúrgica na catedral das Forças Armadas, acrescentando: “Nós de modo algum lutamos pela guerra ou fazemos qualquer coisa que possa prejudicar os outros.” O chefe da Igreja Ortodoxa Russa falava para grupos de militares de homens e mulheres russos, a quem pediu que defendam o seu país “como só os russos podem” fazer.

Como recorda a agência Reuters, numa notícia deste dia 3, desde o início da invasão da Ucrânia, o Patriarca Cirilo fez várias declarações a defender as ações de Moscovo e a apresentar a guerra como um baluarte contra uma cultura liberal ocidental que considera decadente.

Numa alusão à guerra que a Rússia alimenta na Ucrânia e da qual foram conhecidas novas matanças de civis perpetradas pelas forças russas na localidade de Bucha, Cirilo limitou-se a manifestar uma preocupação genérica pelas pessoas afetadas pelo conflito armado, repetindo aquilo que tem dito: “Todas são pessoas da Santa Rússia. São nossos irmãos e irmãs”.

A Catedral das Forças Armadas foi inaugurada há dois anos em Kubinka, subúrbios da capital russa. Concilia o estilo da arquitetura monumental religiosa com novas linguagens e novos materiais. Logo em 2020 estalou uma polémica por causa de fotos que mostravam um mosaico em fase de acabamento no qual se viam figuras como Putin ou Estaline. A Igreja Ortodoxa ainda ensaiou uma explicação dos motivos, mas a verdade é que o mosaico nunca foi instalado.

Em entrevista à Rádio Renascença e à Ecclesia, o padre Duarte da Cunha, antigo secretário do Conselho das Conferências Episcopais Europeias (CCEE), disse que a posição do Patriarcado de Moscovo perante a guerra na Ucrânia se tornou “insustentável”. Apesar de sublinhar que, nas Igrejas Ortodoxas, a relação entre Igreja e Estado é “muito mais estreita do que no mundo ocidental”, o antigo responsável do CCEE disse esperar que Cirilo “fosse um grande” defensor da paz”, o que não se tem verificado. “Vejo-o com uma posição muito insustentável”, insistiu.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This