Superior Provincial dos Espiritanos

Abusos sexuais: pedir perdão e encetar “a reforma de que precisamos”

| 24 Fev 2023

padre Pedro Fernandes, Superior Provincial dos Espiritanos, foto Missionarios do Espirito Santo

Impõe-se ”diagnosticar as múltiplas manifestações patológicas do clericalismo, que o Papa não se cansa de apontar como mortal inimigo da sinodalidade”, defende o padre Pedro Fernandes, Superior Provincial dos Espiritanos. Foto © Missionários do Espírito Santo.

 

“Impõe-se que a crise por que passamos seja a oportunidade da reforma de que precisamos”, escreve o padre Pedro Fernandes, Superior Provincial dos Espiritanos, no documento intitulado “Perdão“, publicado esta sexta-feira, dia 24 de fevereiro, no site dos Missionários do Espírito Santo em Portugal, a propósito da divulgação do relatório da Comissão Independente para o estudo dos abusos sexuais na Igreja Católica na semana passada.

Criticando os católicos que minimizam as conclusões do relatório com o argumento de que abusos sexuais também os há na sociedade, ou que tudo é produto dos “pretensos inimigos da Igreja”, o Superior dos Espiritanos portugueses confessa o seu “espanto e horror” quando se deu “conta de que, também entre membros professos do instituto religioso” a que pertence, a Congregação do Espírito Santo, “se registaram três casos, todos ocorridos num passado relativamente distante, por gente que já não está entre nós há muitos anos”.

Afirma o padre Pedro Fernandes: “Dói-nos a dor das vítimas – as que falaram e as que mantiveram as suas histórias fechadas na solidão ferida da memória. Dói-nos que não tenhamos sido capazes de evitar esse horror, nem capazes de criar ambiente para que essas (e outras?) pessoas tivessem sido escutadas mais cedo, acolhidas e, tanto quanto fosse possível, curadas. Resta-nos o perdão, apenas possível de acolher se assumirmos os nomes da nossa verdade e reconhecermos a nossa extrema necessidade de reforma e libertação – ainda que o mais importante não seja essa necessidade interna, mas a cura e o reconhecimento devidos às vítimas.”

Essa “extrema necessidade de reforma” passa pela libertação dos “apegos coletivos a padrões de funcionamento e a modelos de auto compreensão que precisam de revisão”, impondo-se ”diagnosticar as múltiplas manifestações patológicas do clericalismo, que o Papa não se cansa de apontar como mortal inimigo da sinodalidade e que um documento dos Missionários Espiritanos, datado já de 2012 (intitulado: ‘Espiritanos Padres’), definia como ‘intrinsecamente pecaminoso, por atentar contra a autêntica natureza daquilo a que a Igreja é chamada a ser’.”

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Estudo apresentado dia 27

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Sessões gratuitas

Sol sem Fronteiras vai às escolas para ensinar literacia financeira

Estão de regresso as sessões de literacia financeira para crianças e jovens, promovidas pela Sol sem Fronteiras, ONGD ligada aos Missionários Espiritanos, em parceria com o Oney Bank. Destinadas a turmas a partir do 3º ano até ao secundário, as sessões podem ser presencias (em escolas na região da grande Lisboa e Vale do Tejo) e em modo online no resto do país.

O princípio de Betânia

O princípio de Betânia novidade

Numa sexta-feira, seis dias antes da Páscoa, no regresso de Jericó para Jerusalém, Jesus faz uma pausa em Betânia, uma pequena aldeia a três quilómetros de Jerusalém que visitava regularmente, sendo amigo da família de Lázaro, Marta e Maria. É que no sábado a lei judaica não permitia viajar. Entretanto, um tal Simão denominado “o leproso” (talvez um dos que Jesus tinha curado) convida-o para um jantar no sábado à noite na sua casa, também em Betânia. [Texto de José Brissos-Lino]

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra

Carta nos dois anos da guerra na Ucrânia

Ortodoxos denunciam imoralidade do conluio de Cirilo com Putin e a sua guerra novidade

No momento em que passam dois anos sobre a invasão russa e o início da guerra na Ucrânia, quatro académicos do Centro de Estudos Cristãos Ortodoxos da Universidade de Fordham, nos Estados Unidos da América, dirigiram esta semana uma contundente carta aberta aos líderes das igrejas cristãs mundiais, sobre o papel que as confissões religiosas têm tido no conflito.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This