Abusos sexuais

Conhecido padre francês anti-gay castigado por abusar sexualmente de rapazes adultos

Foi consultor do Vaticano

Conhecido padre francês anti-gay castigado por abusar sexualmente de rapazes adultos

Cessação de qualquer atividade relacionada com a psicoterapia, fim de publicação de livros, de participação em colóquios, reuniões públicas, e conferências são algumas das medidas canónicas que a diocese católica de Paris acaba de impor a Tony Anatrella, um conhecido padre e psicoterapeuta que tem defendido teorias anti-gay e que foi acusado de vários abusos sexuais sobre jovens rapazes.

Universidade Gregoriana cortou vínculo com o padre Rupnik

Roma

Universidade Gregoriana cortou vínculo com o padre Rupnik

O reitor da Pontifícia Universidade Gregoriana anunciou nesta última semana, numa reunião académica, o fim da colaboração do padre jesuíta Marco Ivan Rupnik, na sequência da vinda a público de vários casos de agressões sexuais e abusos de poder relativamente a mulheres consagradas, que foram já parcialmente objeto de apreciação pelo Vaticano.

“A Igreja deixa no escuro as vítimas de abusos que ousam denunciar”

Arcebispo Charles Scicluna

“A Igreja deixa no escuro as vítimas de abusos que ousam denunciar”

O Vaticano não está num “um ponto ideal” no que diz respeito ao acompanhamento das vítimas de abusos na Igreja, o que faz com que este assunto seja “algo que precisa de ser desenvolvido”. Quem o afirma é o arcebispo de Malta, Charles Scicluna, uma figura da Igreja Católica que mais larga experiência de casos de abusos do clero tem, primeiro como funcionário da então Congregação para a Doutrina da Fé (2002-2012) e, depois, também como bispo. Desde 2018, Scicluna ocupa o cargo de secretário-adjunto do Dicastério para a Doutrina da Fé.

Comunidade de Taizé empenhada em fazer do encontro europeu um “lugar seguro”

Portuguesa na nova "equipa de proteção"

Comunidade de Taizé empenhada em fazer do encontro europeu um “lugar seguro”

A pouco mais de uma semana do 45º Encontro Europeu de Taizé, que terá lugar em Rostock (Alemanha), de 28 de dezembro a 1 de janeiro, e para o qual são esperados cerca de cinco mil jovens, uma mulher alemã denunciou publicamente ter sido alvo de assédio sexual por parte de um dos irmãos daquela comunidade ecuménica e alertou para o facto de situações semelhantes poderem acontecer neste encontro. “Empenhada em fazer de Taizé um lugar mais seguro”, a própria comunidade havia já publicado, no início de dezembro, no seu sítio online, um relatório atualizado sobre aquilo que fez pela “proteção de pessoas” desde 2019 até novembro deste ano. Uma das medidas mais recentes consistiu em criar uma nova “equipa de proteção” composta por pessoas de fora da comunidade, e que conta com um elemento português.

Jesuítas querem que as vítimas do padre Rupnik se manifestem

Criaram e-mail e equipa de apoio

Jesuítas querem que as vítimas do padre Rupnik se manifestem

A Companhia de Jesus convidou as pessoas que se considerem vítimas de abuso por parte do padre Marko Yvan Rupnik a contactar aquela ordem, tendo disponibilizado um endereço de correio para esse fim. Ao mesmo tempo que os Jesuítas abriam a conta de e-mail, na expectativa de que as vítimas do padre Rupnik se apresentem a denunciá-lo, uma destas vítimas, de nome fictício Anna, dava uma longa entrevista ao jornal italiano Domani em que escancarava a sua história de abusos físicos, de consciência e sexuais e o modo como se comportaram figuras relevantes da Igreja, quando ela se dispôs a denunciar a situação.

Padre Rupnik foi excomungado e perdoado a seguir, num segundo caso de abuso

Geral dos Jesuítas reconhece

Padre Rupnik foi excomungado e perdoado a seguir, num segundo caso de abuso

Adensam-se as perguntas em torno do caso dos abusos atribuídos ao padre e artista jesuíta Marko Rupnik. O superior geral da Companhia de Jesus, padre Arturo Sosa, reconheceu esta quinta-feira que o mundialmente conhecido especialista de arte cristã já tinha sido condenado em 2020 pelo Dicastério da Doutrina da Fé (DDF) por um dos delitos mais graves do direito canónico, o de absolvição de um(a) cúmplice em confissão.

Bispos condenam eutanásia e mobilizam apoio à Ucrânia

Conselho permanente

Bispos condenam eutanásia e mobilizam apoio à Ucrânia

O conselho permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) manifestou “a sua tristeza” pela aprovação da lei da eutanásia, esperando que o diploma “possa ainda ser alterado, dado o processo legislativo não estar ainda concluído”. Os bispos católicos reiteram ainda o que a CEP já expressou na semana passada.

As pandeiretas e o silêncio

As pandeiretas e o silêncio

Por tudo isso fui espectador interessado do filme Spotlight, de 2015, cuja história se passa no interior de um dos mais importantes jornais dos EUA – o Boston Globe. Um dos aspectos mais curiosos do enredo do filme foi a leitura dos Anuários da Arquidiocese de Boston que permitiu perceber as deslocações anuais dos sacerdotes nas várias paróquias. Como num jogo de dominó, as peças foram-se juntando.

A crise dos abusos deve estar no centro do processo sinodal convocado pelo Papa

A crise dos abusos deve estar no centro do processo sinodal convocado pelo Papa

Deve entender-se que as oportunidades do processo sinodal que inicia em breve a sua fase continental estão estreitamente ligadas ao que a Igreja Católica faz e não faz na crise dos abusos. Trata-se da crise dos abusos, mesmo quando não se refere explicitamente a crise dos abusos. Se há uma questão sobre a qual os católicos em muitos países decidirão se querem ficar ou partir, é a reforma da Igreja como resposta credível à crise dos abusos.

O controverso Timothy Broglio é o novo líder dos bispos norte-americanos

Eleito por maioria

O controverso Timothy Broglio é o novo líder dos bispos norte-americanos

A Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB) acaba de eleger para seu novo presidente Timothy Broglio, bispo das forças armadas e ex-núncio da República Dominicana. A figura escolhida esta terça-feira, 15 de novembro, pelos bispos norte-americanos, reunidos em Baltimore para a sua assembleia plenária de outono, é controversa e as críticas não se fizeram esperar: é que Broglio foi secretário particular de Angelo Sodano, o cardeal acusado de ter encoberto inúmeros crimes de pedofilia dentro da Igreja.

Vaticano inicia investigação sobre cardeal francês

Ricard integra Cúria Romana

Vaticano inicia investigação sobre cardeal francês

É mais uma pedra gigante que se junta à crise violenta que afeta a Igreja Católica francesa. O Vaticano divulgou nesta sexta-feira que vai iniciar uma investigação preliminar ao cardeal Jean-Pierre Ricard por abusos sexuais, depois de o próprio ter admitido se ter comportado de “forma repreensível” com uma menina de 14 anos há 35 anos.

Cardeal Ricard reconhece abuso de menor e eleva para 11 número de bispos envolvidos em escândalos

Igreja francesa vive pesadelo permanente

Cardeal Ricard reconhece abuso de menor e eleva para 11 número de bispos envolvidos em escândalos

O cardeal Jean-Pierre Ricard, arcebispo emérito de Bordéus, duas vezes presidente da Conferência dos Bispos de França (CBF), reconheceu esta segunda-feira, 7, publicamente ter-se conduzido “de modo repreensível com uma menina de 14 anos” quando, há 35 anos, já era padre. O comunicado do cardeal de 77 anos caiu como uma bomba na reunião plenária da CBF, levando o seu presidente, o arcebispo de Reims, Éric de Moulins-Beaufort, a convocar os jornalistas para ler uma longa declaração sobre este e outros casos de abusos sexuais.

Abusos, sínodo e JMJ em debate na assembleia de bispos em Fátima

Entre 7 e 10 de novembro

Abusos, sínodo e JMJ em debate na assembleia de bispos em Fátima

Os bispos portugueses estarão reunidos a partir da tarde desta segunda-feira, 7, e até à próxima quinta-feira, em Fátima, para uma nova assembleia plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP). Entre os temas em agenda incluem-se a Jornada Mundial da Juventude 2023, e a participação na etapa continental do Sínodo 2021-2024. Será também feito um ponto de situação sobre o processo de “proteção de menores e adultos vulneráveis”.

Dois padres acusados de alegados abusos e obscenidades tiveram processos arquivados

Pároco de Massamá celebrou missa antes de Patriarcado divulgar decisão

Dois padres acusados de alegados abusos e obscenidades tiveram processos arquivados

O processo de averiguação canónica relacionado com o padre Luís Cláudio Ferreira dos Santos, pároco de Massamá (Sintra) e o processo civil envolvendo o padre Duarte Andrade e Sousa, que acompanhava alunos no Colégio de São Tomás, em Lisboa, foram arquivados. Em ambos, estavam em causa alegados abusos ou assédio e as decisões foram anunciadas pelo Patriarcado.

Nova Comissão prepara relatório sobre a proteção da Igreja aos menores em todo o mundo

Não deverá sair antes de 2024

Nova Comissão prepara relatório sobre a proteção da Igreja aos menores em todo o mundo

A “nova” Comissão Pontifícia para a Proteção de Menores já iniciou os trabalhos. Com um número renovado de membros, reuniu-se no Vaticano no final de Outubro e lançou as bases para a elaboração de um relatório anual sobre os esforços da Igreja Católica a nível mundial em matéria de protecção de menores, que não deve estar pronto antes de 2024.

Padre suspeito aguarda inquérito em liberdade, mas com medidas de coacção

Foz Côa

Padre suspeito aguarda inquérito em liberdade, mas com medidas de coacção

António Júlio Pinto, o padre de Foz Côa detido por suspeitas de tráfico de ser humano e abuso de pessoa incapaz de resistência, aguardará o desenvolvimento do inquérito em liberdade, assim decidiu o Tribunal de Matosinhos. De acordo com o Jornal de Notícias, o juiz aplicou-lhe a medida de coação de apresentações quinzenais às autoridades, bem como a proibição de contactar a vítima.

Padre detido tinha tentado frequentar o seminário uma primeira vez, mas em vão

Acusado de tráfico de pessoas e de abuso sexual

Padre detido tinha tentado frequentar o seminário uma primeira vez, mas em vão

O padre que foi detido esta quinta-feira pela Polícia Judiciária (PJ) pela alegada prática de crimes de tráfico de pessoas e de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência, em Vila Nova de Foz Côa, só entrou para o seminário em 2006/2007 e foi ordenado padre em 2013, aos 53 anos. No entanto, já tentara anos antes frequentar o seminário, mas em vão – sabe o 7MARGENS.

Registo criminal “não deve impedir a participação de ninguém na JMJ”

Reclusos e pastoral penitenciária apreensivos

Registo criminal “não deve impedir a participação de ninguém na JMJ”

A afirmação do bispo auxiliar de Lisboa, Américo Aguiar, de que os colaboradores e voluntários da organização da Jornada Mundial da Juventude têm de apresentar o seu registo criminal foi acolhida com perplexidade e “tristeza” por alguns agentes da pastoral penitenciária e reclusos, que consideram essa exigência “incoerente” com os princípios cristãos. 

Bispo do Porto fez silêncio, declara pedir perdão e afirma “tolerância zero”

Do “meteorito” ao crime não público

Bispo do Porto fez silêncio, declara pedir perdão e afirma “tolerância zero”

O bispo do Porto publicou esta terça-feira, 25, uma nota episcopal com “esclarecimentos sobre a questão dos abusos sexuais” sobre menores. Quinze dias depois de declarações polémicas sobre o conceito de “crime público” e quatro anos depois de ter comparado a necessidade de investigar os abusos à queda de um “meteorito” na cidade do Porto, Manuel Linda assume não ter sido feliz, reconhece a ingenuidade no uso de algumas expressões e admite que “a realidade é muito mais sombria e dolorosa” do que pensava.

Padres sob pressão, sem confiança nos bispos e com medo de falsas acusações

Estudo norte-americano revela

Padres sob pressão, sem confiança nos bispos e com medo de falsas acusações

Um estudo que afirma ser fruto da maior sondagem realizada a padres católicos nos Estados Unidos da América (EUA) nos últimos 50 anos concluiu que, apesar dos níveis de bem-estar e realização pessoal serem relativamente altos entre a classe, há uma percentagem significativa de sacerdotes com sintomas de esgotamento, desconfiança em relação aos seus bispos, e que receiam ser falsamente acusados de má conduta.

Abuso de freiras na Igreja Católica: um tema tabu

Na África, mas não só

Abuso de freiras na Igreja Católica: um tema tabu

O abuso de freiras por parte de membros do clero em África foi o tema da tese de doutoramento que uma freira do Togo, Mary Lembo de seu nome, defendeu na Universidade Gregoriana, em Roma, em 2019, tendo sido aprovada com a classificação máxima (suma cum laude) e, na ocasião, felicitada pela sua coragem. O trabalho acaba de ser publicado em livro nas edições Salvator, em França, com o título “Réligieuses abusées en Afrique – Faire la vérité” [Religiosas abusadas em África – falar verdade].

Cada caso de abusos na Igreja “é uma derrota” e “contradiz radicalmente a nossa missão”

Bispo Ornelas em Fátima

Cada caso de abusos na Igreja “é uma derrota” e “contradiz radicalmente a nossa missão”

Garantindo estar “tranquilo” e não ter sido responsável por “nenhuma manobra de encobrimento” de abusos sexuais na Igreja, o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), José Ornelas, assumiu esta quarta-feira, 12, que “cada caso [de abuso de crianças] que acontece é uma derrota” e “qualquer número é sempre demasiado”.

Arcebispo de Braga foi a Joane pedir perdão e aprofundar “processo de purificação”

Dehonianos criam linha de escuta

Arcebispo de Braga foi a Joane pedir perdão e aprofundar “processo de purificação”

A igreja do Divino Salvador de Joane encheu com cerca de 200 pessoas que ouviram o arcebispo de Braga, José Cordeiro, dizer que a denúncia de abusos em Joane (Famalicão) e a consequente exposição mediática da comunidade é uma experiência que “pode contribuir para o aprofundamento de um processo de purificação” que a Arquidiocese de Braga está ainda a iniciar.

Ximenes Belo acusado de abusos sexuais por pelo menos duas alegadas vítimas

Investigação publicada nos Países Baixos

Ximenes Belo acusado de abusos sexuais por pelo menos duas alegadas vítimas

Habituámo-nos a olhar para o bispo Ximenes Belo, antigo administrador apostólico de Díli e Prémio Nobel da Paz, como alguém que protegia e defendia os mais frágeis, por isso a história é ainda mais chocante: há pelo menos duas pessoas que acusam Carlos Ximenes Belo de abusos sexuais, de acordo com uma investigação do semanário neerlandês De Groene Amsterdammer, publicada nesta quarta-feira, 28 de Setembro, na sua página digital.

Bispos respondem a críticas ao “Relatório de Portugal ao Sínodo”

Após reunião em Fátima

Bispos respondem a críticas ao “Relatório de Portugal ao Sínodo”

Os conteúdos do Relatório de Portugal ao Sínodo 2021-2023 “não foram inventados” pela comissão criada pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) para a sua redação, esclareceu em comunicado divulgado esta terça-feira, 13, o padre Manuel Barbosa, secretário e porta-voz daquele organismo. Esses conteúdos “encontram-se nos documentos” enviados pelas diferentes dioceses e “é importante ouvi-los, discerni-los, completá-los ou reformulá-los, mas não descartá-los”, sublinhou.

Abusos sexuais: um problema sintomático e sistémico, e o confronto entre modelos de igreja

2ª de 3 crónicas sinodais

Abusos sexuais: um problema sintomático e sistémico, e o confronto entre modelos de igreja

Não podemos deixar de nos interrogar sobre a enorme dificuldade de introspecção da Igreja e a sua opção por demasiadas vezes relativizar, esconder ou dissimular o problema. Ela decorre da sua própria organização e cultura clericalista, própria da Igreja administrativo-funcionalista; será particularmente difícil que ela própria proponha e leve a cabo uma reflexão que a vai colocar directamente em causa. Difícil, mas não impossível.

“Não pode haver tolerância nem encobrimento” dos abusos

D. José Ornelas no Simpósio do Clero

“Não pode haver tolerância nem encobrimento” dos abusos

“Pelo mal que causa às pessoas e à comunidade”, cada caso de abuso de crianças “é também um sofrimento e uma derrota para toda a Igreja. Por isso, não pode haver tolerância nem encobrimento de casos destes”. A afirmação foi feita esta segunda-feira, 29, em Fátima, pelo bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), na abertura do 10º Simpósio do Clero. Trata-se de uma iniciativa da comissão especializada da CEP, que se prolonga por quatro dias.

Justiça força bispo a publicar lista de padres abusadores

Colômbia

Justiça força bispo a publicar lista de padres abusadores

O arcebispo de Medellín, na Colômbia, foi forçado pelo Tribunal Constitucional do país a publicar uma lista nominal de padres da sua diocese que terão abusado de crianças, nas últimas décadas. A medida, cumprida na última sexta-feira, 26, surge da petição apresentada por um conhecido jornalista colombiano que se dedica a investigar casos de abusos, e já havia sido decidida favoravelmente no início de junho deste ano.

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

Abusos sexuais

Padres de Lisboa saem em defesa do patriarca

O Secretariado Permanente do Conselho Presbiteral do Patriarcado de Lisboa saiu em defesa do cardeal patriarca, D. Manuel Clemente, numa nota publicada esta terça-feira à noite no site da diocese. Nas últimas semanas, Clemente tem sido acusado de não ter dado seguimento a queixas que lhe foram transmitidas de abusos sexuais.

“Por um futuro de crianças salvas pela vossa dura partilha”

Comissão Independente divulga apelos

“Por um futuro de crianças salvas pela vossa dura partilha”

Atores, médicos, jornalistas, magistrados, artistas… São ao todo 23 as personalidades da sociedade civil que apelam aos que tenham sido vítimas, em criança, de abusos sexuais no seio da Igreja Católica para que deem “voz ao seu silêncio”. As frases, conselhos, pedidos e reflexões partiram de um convite da Comissão Independente (CI) para o Estudo de Abusos Sexuais de Crianças na Igreja Católica Portuguesa e foram partilhadas pelo coordenador da mesma, Pedro Stecht, em nota enviada esta quinta-feira, 4, aos meios de comunicação.

Igreja polaca destrói arquivos relativos a abusos sexuais

Comissão antiabusos reclama

Igreja polaca destrói arquivos relativos a abusos sexuais

A Igreja Católica  tem destruído os arquivos relativos aos casos de pedofilia por parte do clero que já foram reportados ao Vaticano, e o núncio apostólico em Varsóvia não responde aos pedidos de disponibilização desses mesmos arquivos, denunciou a comissão estatal para a investigação dos abusos sexuais infantis da Polónia, durante a apresentação do seu relatório anual, que decorreu esta quarta-feira, 3 de agosto.

Patriarcado afastou padre acusado de violação

Visado pode abandonar ministério

Patriarcado afastou padre acusado de violação

O Patriarcado de Lisboa decidiu afastar um padre da diocese de “todas as suas funções” até averiguar se têm fundamento as acusações de violação recebidas pela diocese da capital e feitas pela mulher que se apresenta como vítima. A informação foi divulgada nesta segunda-feira, 1 de Agosto, através de um comunicado enviado ao 7MARGENS e publicado na página oficial do Patriarcado.

“Que ninguém tenha medo de denunciar” os abusos de menores

Carta aberta do cardeal patriarca

“Que ninguém tenha medo de denunciar” os abusos de menores

Face às notícias que circularam esta semana sobre um caso de abuso sexuais na diocese de Lisboa, denunciado em 1999, o cardeal patriarca publicou esta sexta-feira, 29, uma carta aberta onde explica qual foi o procedimento da Igreja, e o seu em particular, relativamente à vítima e ao padre em questão. Manuel Clemente sublinha que foi assumido o compromisso de “tolerância zero” para estas situações e pede “que ninguém tenha medo” de as denunciar.

Patriarcado reconhece denúncia de abuso sexual

Caso com 30 anos

Patriarcado reconhece denúncia de abuso sexual

O Patriarcado de Lisboa reconheceu esta quarta-feira, dia 27, que recebeu uma queixa contra um padre por alegados abusos sexuais e que o patriarca Manuel Clemente encontrou-se com a vítima desses abusos sexuais, duas décadas depois dos eventos, mas sem consequências.  

Caminho Sinodal alemão irritado com a comunicação do Vaticano

Troca de "declarações"

Caminho Sinodal alemão irritado com a comunicação do Vaticano

Em dois parágrafos, um comunicado da Sala de Imprensa do Vaticano, datado de 21 de julho, colocou um explícito travão no chamado Caminho Sinodal em que a Igreja alemã se lançou em 2019, e que tem sido motivo de polémica pela ousadia de algumas das posições entretanto assumidas. Os responsáveis da Igreja alemã já responderam: querem a comunhão na Igreja, mas com outro estilo de comunicação.

Crianças sem voz

Crianças sem voz

As recentes notícias sobre a criança de Setúbal, de 3 anos de idade, usada como arma de arremesso em virtude de desentendimentos entre a mãe e uma pseudo-ama, trouxe novamente a questão da violência sobre as crianças para a agenda pública.

Colégio de S. Tomás escreveu aos pais a lamentar e pedir desculpa

Caso das mensagens no Whatsapp

Colégio de S. Tomás escreveu aos pais a lamentar e pedir desculpa

A direcção do Colégio S. Tomás, em Lisboa, onde um dos capelães deixou de prestar funções por estar num grupo de WhatsApp com alunos com os quais trocou mensagens (incluindo vídeos) de carácter obsceno, enviou uma carta a todos os pais de alunos da escola dizendo que lamenta “muito o sucedido” e informando que o caso está entregue à comissão do patriarcado para a Protecção de Menores e às autoridades judiciárias, que “estão a seguir o processo”.

Padre suspeito de partilhar obscenidades em rede social afastado do Colégio S. Tomás

Lisboa

Padre suspeito de partilhar obscenidades em rede social afastado do Colégio S. Tomás

O padre Duarte Andrade e Sousa, do Patriarcado de Lisboa, não entrará mais no Colégio S. Tomás da Quinta das Conchas, em Lisboa, um estabelecimento de ensino de inspiração católica. Em causa, soube o 7MARGENS, está o facto de os pais de alguns estudantes terem descoberto imagens obscenas (incluindo vídeos) nos telemóveis dos filhos, num grupo de WhatsApp que aquele padre mantinha com alunos do colégio. De acordo com a reitora da escola, Isabel Almeida e Brito, em declarações esta tarde ao 7MARGENS, foi o próprio que assumiu os factos e disse que deixaria de aparecer no S. Tomás. 

Abusos sexuais: “Senti que não acreditavam em mim”

Testemunho de uma mulher vítima

Abusos sexuais: “Senti que não acreditavam em mim”

Na conferência de imprensa da Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa, que decorreu quinta-feira, 30 de junho, em Lisboa, foram lidos três testemunhos de vítimas de abusos, cujo anonimato foi mantido. Num dos casos, uma mulher de 50 anos fala do trauma que os abusos sofridos lhe deixaram e de como decidiu contar a sua história a um bispo, sentindo ainda assim que a sua versão não era plenamente aceite como verdadeira.

A “nuvem escura que nunca larga” as vítimas de abusos sexuais

338 casos já validados

A “nuvem escura que nunca larga” as vítimas de abusos sexuais

17 casos já entregues ao Ministério Público, todos de padres que podem estar ainda no activo; 338 testemunhos validados, com um peso importante de situações ocorridas no confessionário. Uma maioria de vítimas que, ainda assim, continua a considerar-se como católica. Após quase seis meses de trabalho, a Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa fez um novo balanço. E apresentou três depoimentos de vítimas que querem ajudar a que outras como elas também falem e que pedem à Igreja um gesto de reparação.

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

Encontro “Cuidar” em Lisboa

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

“O que encontramos assusta-me: desilusão, depressão, crise existencial, perda de identidade, fim da relação entre presbíteros, perda de confiança na instituição e na hierarquia.” O diagnóstico cáustico é feito ao 7MARGENS pelo padre inglês Barry O’Sullivan, 61 anos, da diocese de Manchester, que estudou o impacto dos abusos sexuais entre os padres não abusadores.

Uma Igreja ferida chamada à conversão

Sínodo em Inglaterra e Gales

Uma Igreja ferida chamada à conversão

A corresponsabilidade entre todos os batizados no governo da Igreja, a valorização do papel da mulher, uma maior atenção aos grupos até agora marginalizados e uma reorientação das prioridades pastorais são alguns dos pontos mais significativos da síntese nacional da Igreja na Inglaterra e em Gales divulgada no sábado, 25 de junho.

Bispo belga rejeita barrete cardinalício

Abusos sexuais

Bispo belga rejeita barrete cardinalício

A Conferência Episcopal Belga anunciou que o bispo emérito de Ghent, Luc Van Looy, de 80 anos, “pediu ao Papa que o isente de aceitar a nomeação [cardinalícia]” que deveria ter lugar a 27 de agosto. A razão da recusa prende-se com a falta de vigor com que, no passado, Van Looy teria respondido às denúncias que recebeu sobre abusos sexuais.

Bispos de Itália adotaram via original… e contestada

Abusos sexuais

Bispos de Itália adotaram via original… e contestada

Não a uma comissão de investigação independente dos abusos sexuais na Igreja; sim a um “via italiana” para colocar as vítimas de abuso no centro das preocupações e das ações. Assim se pode resumir o rumo traçado na última semana pela Conferência Episcopal Italiana (CEI), agora sob a direção do cardeal Matteo Maria Zuppi.

Igreja e comunicação social – aliados na busca da verdade

[Debate 7M: A Igreja e os média–5]

Igreja e comunicação social – aliados na busca da verdade

Poucos casos servem melhor para medir a relação entre a Igreja e os media do que a crise global de abusos sexuais praticados sobre menores por elementos do clero. Esta crise é a maior que a Igreja Católica tem enfrentado nas últimas décadas, e embora haja sinais de que a situação está bastante melhor agora, pelo menos no mundo ocidental, podemos ter a certeza de que irá continuar a gerar manchetes e polémica durante muito tempo ainda.

A Igreja tem de aprender a prestar contas

Abusos sexuais

A Igreja tem de aprender a prestar contas

Gostaria de falar, em primeiro lugar, acerca da Igreja enquanto instituição de poder, porque essa é uma das maiores premissas que orientam o meu trabalho enquanto jornalista que se dedica à cobertura dos assuntos religiosos e, em especial, ao escrutínio da atividade da Igreja Católica. Que não haja dúvidas: a Igreja é uma instituição de poder.

Os direitos da criança, a criança e o direito

Abusos sexuais

Os direitos da criança, a criança e o direito

Num traço grosso, valerá lembrar aqui o particular significado que assume, por exemplo, a conclusão de que a criança é um «sujeito de direitos autónomos», e verificarmos, de imediato, como estamos ainda longe de a ter como pacífica, mesmo entre aqueles que partilham iguais referências éticas e semelhantes perspectivas ideológicas.

Abusos sexuais na Igreja: fazer ciência para o bem comum

Abusos sexuais na Igreja: fazer ciência para o bem comum

Terça-feira passada, dia 10, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, a Comissão Independente para o Estudos dos Abusos Sexuais Contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa organizou uma conferência sobre o tema dos abusos, conforme o 7MARGENS noticiou. Pela importância do tema, da iniciativa e das intervenções nela realizadas, publicámos já as duas intervenções do coordenador. A seguir reproduzimos a intervenção da socióloga Ana Nunes de Almeida, que integra também a Comissão.

“Igreja deve pedir perdão pelos seus pecados e crimes”

Padre Zollner sobre os abusos

“Igreja deve pedir perdão pelos seus pecados e crimes”

A Igreja Católica deve, enquanto instituição, “assumir” que cometeu erros e que encobriu “crimes”, confessar os seus “pecados institucionais”, pedir perdão por eles e comprometer-se em não voltar a pecar, defendeu esta terça-feira, 10 de Maio, em Lisboa, o padre jesuíta alemão Hans Zollner, responsável do Vaticano para a Protecção de Crianças.

Beatificação do fundador de Schoenstatt foi suspensa

José Kentenich

Beatificação do fundador de Schoenstatt foi suspensa

O Vaticano suspendeu o processo de beatificação de Joseph Kentenich, o fundador do Movimento Apostólico de Schoenstatt. A decisão, de acordo com o Religión Digital, terá sido tomada a pedido da diocese alemã de Trier (Tréveris), na sequência das notícias surgidas há dois anos e que davam conta de acusações de abuso de poder e abuso sexual por parte de Kentenich, que morreu em 1968 e cujo processo foi aberto em 1975.

Padre jesuíta suspenso por denúncia de abusos sexuais

Chile

Padre jesuíta suspenso por denúncia de abusos sexuais

Está a decorrer uma investigação canónica a um conhecido padre jesuíta chileno, na sequência de uma denúncia pela prática de supostos “atos de conotação sexual” relativamente a uma menor, avançou esta quarta-feira, 4 de maio, o Religión Digital. Felipe Berríos, que além de padre é também ativista, escritor e fundador de várias ONG, foi já suspenso das suas funções pela Companhia de Jesus.

Mulheres são duplamente vítimas dos abusos sexuais

África

Mulheres são duplamente vítimas dos abusos sexuais

Por terem sido abusadas sexualmente e por serem mulheres, muitas adolescentes, jovens, religiosas e até mulheres casadas, em África, veem-se constrangidas a uma cultura do silêncio, que lhes é socialmente imposto. Mas a situação começar a mudar, como mostra a teóloga e religiosa congolesa Josée Ngalula,

A verdade libertará

A verdade libertará

Felicito os bispos pelo discernimento assertivo que demonstraram ao constituir esta comissão, pelas pessoas escolhidas e por lhes terem confiado uma missão que, ao contrário, do que alguns possam ainda pensar, dará maior credibilidade à Igreja.

Líderes de tribos canadianas em Roma

Reconciliação com povos indígenas

Líderes de tribos canadianas em Roma

As delegações das tribos indígenas do Canada iniciam hoje uma série excecional de quatro encontros com o Papa Francisco no âmbito do processo que culminará com o pedido de perdão da Igreja pelos graves abusos cometidos nas escolas residenciais que, nos séculos XIX e XX, participaram no processo de assimilação à força os povos nativos.

Bispo condenado a pena de prisão por abuso sexual

Gustavo Zanchetta, da Argentina

Bispo condenado a pena de prisão por abuso sexual

Gustavo Zanchetta, bispo emérito de Orán, cidade na província de Salta, na Argentina, foi condenado a quatro anos e meio de prisão pelo Tribunal de Primeira Instância de Orán pelo delito de abuso sexual contra dois seminaristas, noticiou sexta-feira, 4 de Março, o diário Clarín. Os juízes também ordenaram a prisão imediata do bispo, e estabeleceram que, cumprida a sentença, Gustavo Zanchetta, de 57 anos, seja registado no Banco de Dados Genéticos.

Cardeal Woelki volta a pedir resignação de arcebispo de Colónia

Depois de cinco meses retirado

Cardeal Woelki volta a pedir resignação de arcebispo de Colónia

O cardeal Rainer Maria Woelki, arcebispo de Colónia, na Alemanha, anunciou esta quarta-feira, 2, que entendeu apresentar ao Papa a sua renúncia do cargo, depois de cinco meses de retiro da arquidiocese. O caso, um dos mais badalados no âmbito do processo dos abusos sexuais na Igreja alemã, relaciona-se com o modo como o arcebispo geriu as denúncias na diocese, a maior e uma das mais ricas do país.

Deputados elogiam iniciativa pioneira da Igreja francesa

Abusos sexuais

Deputados elogiam iniciativa pioneira da Igreja francesa

A criação de nova legislação sugerida no relatório da CIASE (a comissão independente sobre os abusos sexuais na Igreja) de outubro de 2021 sobre abusos sexuais na Igreja foi esta quarta-feira, dia 16 de fevereiro, debatida na Assembleia Nacional (Parlamento) francesa. Mas o debate não se cingiu ao contexto eclesial, sendo abordadas medidas que possam pôr cobro às 160.000 vítimas anuais de agressões sexuais praticadas dentro da família, ou em estruturas educacionais, desportivas e associativas.

Igreja cria coordenação nacional das comissões de protecção de menores

Abusos sexuais

Igreja cria coordenação nacional das comissões de protecção de menores

As comissões diocesanas de Protecção de Menores ou Adultos Vulneráveis reuniram neste sábado, em Fátima, e constituíram uma Coordenação Nacional com o objectivo de “assessorar o trabalho de cada comissão diocesana, propor procedimentos e orientações comuns” e também para ajudar, caso necessário, a Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica em Portugal, cuja autonomia será respeitada.

Papa reconhece exploração de freiras na Igreja e pede-lhes luta

Abusos de poder e exploração

Papa reconhece exploração de freiras na Igreja e pede-lhes luta

“Convido-vos a lutar quando, em alguns casos, fordes tratadas injustamente, mesmo dentro da Igreja; quando o vosso serviço, que é tão grande, é reduzido à servidão. E às vezes por homens da Igreja”. Estas palavras fortes foram proferidas esta semana, pelo Papa Francisco, no vídeo de lançamento da intenção da oração para este mês, através da Rede Mundial de Oração do Papa.

Procuradoria-Geral e Congresso pressionam Igreja

Abusos de menores em Espanha

Procuradoria-Geral e Congresso pressionam Igreja

A Procuradoria-Geral de Espanha deu um prazo aos procuradores-gerais do país para que lhe façam chegar todas denúncias e sentenças sobre agressões e abusos sexuais de menores no seio de instituições religiosas. O Congresso espanhol avança com investigação própria. A Igreja diz que já dispõe de ferramentas “suficientes”.

“Roma, temos um problema” – e este livro ajuda a entendê-lo

Abusos sexuais na Igreja

“Roma, temos um problema” – e este livro ajuda a entendê-lo

Roma, Temos um Problema pode ser apresentado em quatro partes, assumidas aliás pela organização que o autor lhe dá: um primeiro levantamento histórico; uma segunda parte sobre casos marcantes a nível internacional, incluindo alguns pouco conhecidos; e uma terceira parte sobre os casos portugueses até agora vindos a público. Em síntese, faz-se uma descrição e análise de causas e consequências sobre o que aconteceu em 20 séculos de história do cristianismo (sobretudo ocidental).

Dar voz ao silêncio: 917 110 000. E agora, é a vez das vítimas de abusos sexuais

Comissão divulgou contactos e métodos

Dar voz ao silêncio: 917 110 000. E agora, é a vez das vítimas de abusos sexuais

Está dito ao que vem a nova comissão: apelos a que as eventuais vítimas percam o medo e ultrapassem o difícil que será reviver histórias que se queriam enterradas; o objectivo de recolher testemunhos e não fazer qualquer estudo exaustivo ou inquérito judicial – mas abrindo a possibilidade a que, no final do ano, se veja que há matéria para mais trabalho.

A comissão da honra perdida

A comissão da honra perdida

Depois da pandemia da covid-19, que outra epidemia estará à espreita, em colégios e seminários, igrejas e sacristias e em tantas instituições de bem-fazer, dispersas pelo país?

Bispo brasileiro acusado de abuso sexual de menor

Estado do Rio Grande do Sul

Bispo brasileiro acusado de abuso sexual de menor

O Ministério Público brasileiro denunciou o bispo Antonio Carlos Rossi Keller, titular da diocese de Frederico Westphalen (Rio Grande do Sul), por abuso sexual de um menor. O promotor diz que o bispo se aproveitou da sua “autoridade como bispo” e da “fragilidade afetivo-psicológica da vítima” para cometer os abusos.

Centenas de mulheres e crianças raptadas e obrigadas a casar, escravizadas ou vendidas

Cabo Delgado

Centenas de mulheres e crianças raptadas e obrigadas a casar, escravizadas ou vendidas

Mais de 600 mulheres e crianças foram raptadas em Cabo Delgado, Moçambique, durante os últimos três anos. Algumas foram obrigadas a casar com os sequestradores, outras foram escravizadas e vítimas de abuso sexual, outras ainda foram vendidas por valores entre os 550 e 1.600 euros, revelou esta terça-feira, 7, a organização não-governamental Human Rights Watch (HRW).

Combater bem o mal

Combater bem o mal

Os tempos que se vivem na Igreja Católica suscitam especial dor a todas as pessoas, sejam ou não crentes, provocando revolta em muitos contra um aparentemente imobilismo na resposta a uma crise que já se prolonga por demasiado tempo. A Igreja, enquanto realidade operante no mundo, não ficou imune a este fenómeno transversal à humanidade que é o abuso sexual de menores.

Comissão quer “dar voz ao silêncio” das vítimas dos “crimes hediondos” dos abusos do clero

Pedro Strecht apresentou membros

Comissão quer “dar voz ao silêncio” das vítimas dos “crimes hediondos” dos abusos do clero

Daqui a um ano haverá relatório, que pode ser o fim do trabalho ou o início de mais. A comissão para estudar os abusos sexuais do clero português está formada e quer que as vítimas percam o medo, a vergonha e a culpa. Ou seja, que dêem voz ao seu silêncio. Pedro Strecht apresentou razões, o presidente dos bispos disse que não quer mais preconceitos nem encobrimentos, mas “autêntica libertação, autenticidade e dignidade para todos”.

Críticas, demissões e acusações na Igreja Católica em França aprofundam crise

Abusos sexuais em pano de fundo

Críticas, demissões e acusações na Igreja Católica em França aprofundam crise

Uma troca de acusações sérias: um documento de oito membros da Academia Católica de França critica severamente o relatório sobre os abusos sexuais. Os bispos e o presidente da Comissão que o elaborou responde dizendo que as críticas são ocas e que as vítimas de abuso foram de novo atingidas. Um tremblement no catolicismo gaulês, uma crise que se agrava.

Diocese do Algarve investiga denúncia de abuso sexual

Caso tem mais de 30 anos

Diocese do Algarve investiga denúncia de abuso sexual

A Diocese do Algarve confirmou que está a investigar uma denúncia de abuso sexual de menores que terá ocorrido no seu território, há mais de trinta anos. A denúncia foi feita no programa de Manuel Luís Goucha na TVI por Telmo Simão, que se apresentou como vítima e que teria sido abusado por um capelão militar em serviço no Algarve, enquanto residia na Casa dos Rapazes, uma instituição da diocese onde o então menor então residia.

Os desafios dos bispos em França

Os desafios dos bispos em França

“Ao padre que sabe muito e fala bem ainda lhe falta o coração e a humanidade.” Um bom mote do cardeal António Marto para alguns artigos meus anteriores e que abre caminho para aprofundar o que é “ter vocação” – e não só para sacerdote ou consagrado. É também uma boa maneira de abordar o tema da sexualidade perante os escândalos na hierarquia da Igreja Católica (não só, infelizmente).

Onze freiras rompem “o véu do silêncio”

Abusos de poder e sexuais

Onze freiras rompem “o véu do silêncio”

“Não sei para onde ir, só quero seguir Jesus, e aqui não é possível …  porque sei que a minha congregação não se importa comigo”. O desabafo é de uma religiosa australiana que se diz abusada por um padre, em declarações reunidas num livro acabado de sair, com os relatos de violências por parte de 11 freiras.

Igreja, escândalos e má comunicação

Igreja, escândalos e má comunicação

Sabemos que o tempo mediático não é igual ao tempo da Igreja. A Igreja deve saber ler os tempos da sociedade em rede do século XXI, dispondo de ferramentas e técnicas que pode usar adequadamente no âmbito da sua missão, sem esquecer a estética própria da comunicação eclesial, no respeito pela sua natureza específica, evitando copiar erros e padrões inadequados de estética comunicacional de outras áreas.

É preciso recorrer aos modelos de investigação da sociedade civil

Cardeal O’Malley sobre abusos

É preciso recorrer aos modelos de investigação da sociedade civil

O presidente da Pontifícia Comissão para a Proteção de Menores, cardeal Sean Patrick O’Malley, defendeu esta quinta-feira, 18 de novembro, a necessidade de os casos de abusos sexuais de menores na Igreja serem objeto de “uma investigação independente” e de “uma ação informada”, porque “não podemos reparar o que não reconhecemos”. Nesse processo, a Igreja deve “aprender com os avanços da sociedade civil e do mundo académico em termos de modelos de pesquisa científica”.

Bispos prometem “investigação” aos abusos sexuais, mas sem clarificar missão e âmbito da futura comissão

Assembleia plenária

Bispos prometem “investigação” aos abusos sexuais, mas sem clarificar missão e âmbito da futura comissão

“Uma comissão que tenha capacidade de fazer investigação sem impedimentos”, prometeu o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), D. José Ornelas, no final da assembleia plenária do episcopado, na tarde desta quinta-feira, 11, em Fátima. A reunião, que começou segunda-feira passada, teve como prato forte a questão dos abusos sexuais da Igreja e pretendeu dar uma resposta às críticas que pediam uma investigação completa e independente como a que foi divulgada em França no início de Outubro.

Pregos no caixão

Pregos no caixão

Como resultado de uma evolução e saturação pessoais, cheguei ao ponto de ter medo, no próprio e exacto sentido da palavra, cada vez que vejo um padre ou um bispo aparecer na TV ou ser transcrito num jornal, porque é imensa a possibilidade de das suas bocas sair forte asneira e de os seus gestos e trejeitos serem comprometedores.

Um sentimento misto

Um sentimento misto

No trabalho ou em qualquer outra responsabilidade todos desejamos que tenham confiança em nós e no discernimento que fazemos das coisas. Quantas pessoas não fazem a menor ideia da rede complexa de relacionamentos que estão em jogo e que, por detrás dos silêncios, existe uma visão do todo cuja compreensão exige tempo para a assimilar, não um tweet. Assume, aqui, importância, desenvolver uma cultura da confiança em quem assume determinadas responsabilidades.

Abusos: entre a vergonha e a esperança

Abusos: entre a vergonha e a esperança

Saiu agora mais um relatório sobre a realidade dos abusos sexuais, desta vez em França. Recordo outras situações como EUA, Polónia, Irlanda, Austrália, Nova Zelândia, Alemanha…todos, segundo os critérios diferenciados de estudo e análise, vão mostrando uma realidade que envergonha a Igreja Católica e a sociedade, manifestando não apenas escândalo, mas também situações de indiferença e até crueldade.

Dois padres suspeitos de abuso sexual de menores na diocese de Viseu

Casos em investigação

Dois padres suspeitos de abuso sexual de menores na diocese de Viseu

Dois padres da diocese de Viseu estão a ser investigados por suspeita de abuso sexual de menores. Um deles terá enviado mensagens de teor sexual a um adolescente e foi suspenso preventivamente pelo bispo da diocese, António Luciano. O outro processo está em fase de instrução e não foram revelados quaisquer pormenores sobre o mesmo, avançou esta quarta-feira, 13 de outubro, a Rádio Renascença.

Cardeal Marto admite investigação independente sobre abusos sexuais, mas bispos estão divididos

“Reconhecimento da verdade deve ser feito”

Cardeal Marto admite investigação independente sobre abusos sexuais, mas bispos estão divididos

São quatro expressões usadas pelo cardeal António Marto, bispo de Leiria-Fátima, que deixam entender a sua posição sobre a possibilidade de uma investigação independente a eventuais casos de abusos sexuais por parte de membros do clero: “A Igreja está disposta a olhar a realidade, para pôr fim a este escândalo”, cuidar do apoio às vítimas e ter uma “atitude preventiva e sem contemplação”.

Abusos sexuais: a impenitência da Igreja em Portugal

Editorial

Abusos sexuais: a impenitência da Igreja em Portugal

O bispo auxiliar de Lisboa Américo Aguiar afirmou ao jornal Público que a “Igreja Católica admite investigação de casos de pedofilia, desde que não seja limitada ao clero”, título da manchete do jornal deste sábado, dia 9. Américo Aguiar sublinha que a Igreja “é a única instituição que, apesar de todos os arrastamentos e dificuldades, está a levar isto a sério”.

Relatório denuncia “falhas chocantes” das instituições religiosas na prevenção dos abusos sexuais

Reino Unido

Relatório denuncia “falhas chocantes” das instituições religiosas na prevenção dos abusos sexuais

A generalidade das instituições religiosas em Inglaterra e no País de Gales revela “falhas chocantes” e “hipocrisia” na forma como lida com os casos de abusos sexuais de menores. “O seu propósito é ensinar o bem, e no entanto falham em proteger as crianças”, denuncia um estudo realizado ao longo do último ano pelo Independent Inquiry into Child Sexual Abuse (IICSA), publicado esta quinta-feira, 2 de setembro.

Concordatas usadas para fugir à justiça, denuncia ONU

Abusos sexuais

Concordatas usadas para fugir à justiça, denuncia ONU

Tomar todas as medidas necessárias para deter e prevenir a violência e o abuso sexual recorrentes contra crianças em instituições católicas, e para garantir que os responsáveis ​​prestem contas e as reparações sejam pagas às vítimas, são alguns dos pontos de uma carta dirigida ao Papa por um grupo de peritos em direitos humanos das Nações Unidas. O mesmo documento diz também que as concordatas são limitativas de uma combate eficaz ao problema.

“Portugal está ainda no começo do processo de lidar com o passado”

Hans Zollner sobre abusos sexuais

“Portugal está ainda no começo do processo de lidar com o passado”

Ainda há dificuldade em lidar com o passado, mesmo numa sociedade como a portuguesa, como se pode verificar com o processo Casa Pia, diz o padre Zollner, responsável no Vaticano para as questões de abusos de menores. E duas entrevistas publicadas agora pelo portal dos jesuítas e na página da diocese de Braga, Zollner diz que não basta um endereço electrónico numa página de internet: o mais importante é “criar um ambiente de confiança”.

Papa agrava penas para crimes de abusos

Código de Direito Canónico

Papa agrava penas para crimes de abusos

O Papa Francisco publicou nesta terça-feira, 1 de Junho, a constituição Apostólica Pascite gregem Dei, promovendo uma reforma do Código de Direito Canónico (CDC) no que se refere às sanções penais na Igreja, com atenção particular aos casos de abusos sexuais, agravando várias penas existentes.

Pin It on Pinterest

Share This