Alemanha: Igrejas Católica e Luterana unidas pela primeira vez em mensagem ecuménica de Páscoa

| 14 Abr 2020

Alemanha: Igrejas Católica e Luterana unidas pela primeira vez em mensagem ecuménica de Páscoa

| 14 Abr 20

A Páscoa de 2020 ficará para a história e este é mais um dos motivos: pela primeira vez, a Igreja Católica e a Igreja Luterana alemãs prepararam uma mensagem conjunta, divulgada na noite de sábado, 11 de abril, pedindo solidariedade para com todas as pessoas afetadas pela pandemia de covid-19.

“Uma luz na noite” foi o sugestivo título escolhido pelo presidente da Conferência Episcopal Alemã, Georg Bätzing, e pelo presidente do Conselho da Igreja Evangélica da Alemanha, Heinrich Bedford-Strohm, para o vídeo em que falaram, lado a lado, da ressurreição de Jesus.

Convidando todos os alemães a acenderem uma vela naquela noite, Georg Bätzing afirmou que “no meio de todos os problemas e dúvidas, especialmente agora nesta crise, a luz da Páscoa é esperança”. “A luz e a vida prevalecerão”, porque “Deus quer que vivamos”, pois “tirou Jesus do sepulcro escuro e também quer tirar-nos das trevas”, sublinhou o bispo católico.

Do lado luterano, Bedford-Strohm recordou os “doentes graves nos hospitais, alguns a lutar contra a morte”, os que não podem despedir-se dos seus familiares, os que estão sós, as “famílias em dificuldades”, e “as pessoas nos bairros pobres e nos campos de refugiados deste mundo, para quem o vírus é um perigo particularmente grave”, e partilhou a mesma convicção do bispo católico: “Cristo ressuscitado diz-nos que há esperança. (…) Se permanecermos unidos, venceremos juntos esta crise”.

[related_posts_by_tax format=”thumbnails” image_size=”medium” posts_per_page=”3″ title=”Artigos relacionados” exclude_terms=”49,193,194″]

Judeus na Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo

Estudo revela

Judeus na Europa “mais angustiados que nunca” face ao aumento do antissemitismo novidade

O mais recente relatório da Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais (FRA) não deixa margem para dúvidas: o antissemitismo cresceu nos últimos cinco anos e disparou para níveis sem precedentes desde o passado mês de outubro, o que faz com que os judeus a residir na Europa temam pela sua segurança e se sintam muitas vezes obrigados a esconder a sua identidade judaica.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras

Contra a obrigação de repetir denúncias

Sobreviventes de abusos acusam bispos de os “revitimizar” no processo de compensações financeiras novidade

Vários sobreviventes de abusos sexuais no seio da Igreja Católica expressaram, junto da presidência da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), o seu descontentamento quanto ao “método a utilizar para realizar as compensações financeiras”, dado que este obriga todas as vítimas que pretendam obtê-las a repetirem a denúncia que já haviam feito anteriormente.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This