Amazónia e Casa Comum

Cada diocese em Portugal deveria ter “uma pessoa responsável pela ecologia integral”

Susana Réfega, do Movimento Laudato Si'

Cada diocese em Portugal deveria ter “uma pessoa responsável pela ecologia integral”

A encíclica Laudato Si’ foi “determinante para o compromisso e envolvimento de muitas organizações”, católicas e não só, no cuidado da Casa Comum. Quem o garante é Susana Réfega, portuguesa que desde janeiro deste ano assumiu o cargo de diretora-executiva do Movimento Laudato Si’ a nível internacional. Mas, apesar de esta encíclica ter sido publicada pelo Papa Francisco há precisamente nove anos (a 24 de maio de 2015), “continua a haver muito trabalho por fazer” e até “algumas resistências à sua mensagem”, mesmo dentro da Igreja, alerta a responsável.

Lançar sementes de esperança em defesa do planeta e da vida

Semana Laudato Si’ em Portugal

Lançar sementes de esperança em defesa do planeta e da vida

Para defender a sustentabilidade do planeta e a superação da crise social, a REDE Cuidar da Casa Comum e os seus parceiros propõem uma maratona fotográfica em todo o país, uma celebração ecuménica em Lisboa e um encontro no Parque da Bela Vista, além de outras iniciativas no âmbito da Semana Laudato Si´ 2024, que decorre entre 19 e 25 de maio sob o lema “sementes de esperança”.

O Oceano de Deus

O Oceano de Deus

Nem sempre lidamos com Deus da mesma maneira. Por vezes apenas estendemos a mão como Moisés e o mar abre-se. Outras vezes caminhamos para as águas, tocamos nelas e o rio abre-se como com Josué. Outras vezes Deus permite que caminhemos sobre as águas por um tempo, como Pedro. E outras vezes somos levados à profundidade do oceano como Jonas. [Texto de José Brissos-Lino]

Empresas “têm de fazer mais para reduzir emissões de carbono” e deixar de “enganar consumidores”

Amnistia Internacional alerta

Empresas “têm de fazer mais para reduzir emissões de carbono” e deixar de “enganar consumidores”

“Em vez de tomarem as medidas urgentes necessárias para evitar que a crise climática se agrave e viole os direitos humanos de milhares de milhões de pessoas, muitas grandes empresas procuram enganar os consumidores, os acionistas e os contribuintes com greenwashing e promessas vazias”. A afirmação é de Candy Ofime, investigadora da Amnistia Internacional (AI) para a Justiça Climática, em reação a uma investigação divulgada esta semana sobre 51 grandes empresas, que evidenciou como estas estão a fazer muito pouco para reduzir as suas emissões de gases com efeito de estufa.

No Zambujal, vai nascer um mural para defender a gestão sustentável da água

Bairro é embaixador dos ODS

No Zambujal, vai nascer um mural para defender a gestão sustentável da água

O Bairro do Zambujal, localizado na freguesia de Alfragide (Amadora), está cada vez mais perto de se tornar “o primeiro bairro embaixador dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”. Com cinco dos seus edifícios a servir já de tela para uma série de murais que ilustram esses mesmos objetivos, prepara-se agora para receber a próxima pintura, dedicada à defesa do “ODS 6 – Água Potável e Saneamento”. Os trabalhos iniciais foram revelados nesta sexta-feira, 22 de março, data em que se assinala o Dia Mundial da Água.

Igreja africana contra a espoliação de recursos naturais, causa de sofrimento

Em seminário no Gana

Igreja africana contra a espoliação de recursos naturais, causa de sofrimento

O Simpósio das Conferências Episcopais da África e Madagáscar (SCEAM) denuncia a exploração abusiva da mineração e dos recursos naturais, desde logo por ser a causa de conflitos e de sofrimento. A acusação foi escutada durante um seminário sobre o tema “Conflitos em África no Contexto da Exploração dos Recursos Naturais e Minerais”, que, entre 8 e 10 de Março, em Accra, no Gana, reuniu cerca de quarenta participantes, incluindo bispos, padres e leigos.

Jesuítas divulgam manifesto para “inspirar os cidadãos neste tempo de eleições”

"Por um país sonhado por todos"

Jesuítas divulgam manifesto para “inspirar os cidadãos neste tempo de eleições”

O Ponto SJ, portal dos Jesuítas em Portugal, acaba de publicar o manifesto “Por um País sonhado para todos”, onde fica expressa “a visão de um Portugal mais justo e coeso, mobilizado, a crescer e com futuro”. O texto resulta da iniciativa Ponto de Cruz que, ao longo das últimas sete semanas, debateu os principais desafios do país à luz da Doutrina Social da Igreja, e tem como objetivo “inspirar os cidadãos neste tempo de eleições”.

No Porto, as rolhas voltam a ser árvores

Campanha de recolha

No Porto, as rolhas voltam a ser árvores

A campanha “Rolha a rolha semeie a recolha” promete uma nova árvore autóctone por cada 50 rolhas de cortiça recolhidas, e foi neste âmbito que decorreu a plantação simbólica de 150 árvores no Parque da Cidade do Porto, na última quarta-feira, 6 de março. A iniciativa contou com a participação de alunos da Escola E.B. dos Correios.

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Viver a Quaresma como tempo de conversão ecológica

Organizações católicas propõem

Viver a Quaresma como tempo de conversão ecológica

Uma caminhada quaresmal inspirada na mensagem do Papa Francisco e centrada na conversão ecológica a que ele vem convidando toda a Igreja é a proposta da Rede Cuidar da Casa Comum, da Casa Velha e do grupo Cuidar da Casa Comum em Santa Isabel que organizam uma celebração penitencial na noite (21h30) de Quarta-feira de Cinzas, na Igreja de Santa Isabel, em Lisboa, na qual será apresentado e distribuído um caderno com propostas de leituras, orações, pistas de reflexão e desafios concretos para viver ao longo desta Quaresma.

“Eu quero ser uma árvore” no Porto

Ação de rua pela plantação de árvores

“Eu quero ser uma árvore” no Porto

A Campo Aberto e o Grupo GARRA Porto promoveram ontem, dia 9 de fevereiro, uma ação de rua e ocuparam 40 caldeiras, espaços nas ruas que já tiveram ou se destinam a ter uma árvore, vazias no Porto com tabuletas a dizer «Quero Ser Uma Árvore». “Da Foz a Campanhã, da Baixa à Asprela, os ativistas espalharam pela cidade uma mensagem construtiva, no sentido da melhoria da qualidade do ar, promoção da biodiversidade e do bem-estar da comunidade”, pode ler-se no comunicado enviado ao 7MARGENS.

Nasceu a primeira comunidade diocesana de energias renováveis

Em Itália

Nasceu a primeira comunidade diocesana de energias renováveis

Produzir e consumir “energia limpa”, de forma comunitária, em todo o território diocesano, apoiando os que têm menos recursos: é esta a missão da Fundação Diocese Treviso Energy Ets, que acaba de ser criada naquela diocese italiana, envolvendo não só as 265 paróquias, mas também as autarquias e inúmeras empresas, escolas e particulares da região, e ainda um parceiro tecnológico que fornecerá os equipamentos necessários.

Vaticano lança curso de Ecologia Integral online e em inglês

Da Laudato si' à Laudate Deum

Vaticano lança curso de Ecologia Integral online e em inglês

As universidades pontifícias uniram-se ao Movimento Laudato Si’ para lançar o novo Diploma Conjunto em Ecologia Integral, um curso online e em inglês, composto por seis módulos de 90 minutos cada que serão realizados de janeiro a junho de 2024, e que pretende ser “uma resposta ao desafio sem precedentes que o planeta enfrenta”. No final, os participantes serão oficialmente Animadores Laudato si’.

Eu, gulosa, me confesso

Eu, gulosa, me confesso

Quando me perguntam se gosto de comer, apetece-me responder como os miúdos, quando começam a aprender as subtilezas da língua: “Eu não gosto… [Pausa dramática] Eu adoro comer!”. Mas porque escrevo isto? Porque o Papa tem dedicado as suas catequeses semanais aos vícios e às virtudes. E a desta quarta-feira foi sobre – adivinhem – a gula, pois claro. Que não é considerada uma virtude.

A banda mongol de folk metal que quer juntar-se ao Papa para salvar o mundo

The HU

A banda mongol de folk metal que quer juntar-se ao Papa para salvar o mundo

O que têm em comum os The HU, banda da Mongólia que tem vindo a conquistar os fãs de heavy metal nos cinco continentes, e o Papa? Muito mais do que possamos imaginar. Nomeada “artista para a paz” pela UNESCO em 2023, esta banda diz querer promover, através da sua música, o respeito pela diferença e a proteção da natureza. E, apesar de todos os seus elementos serem praticantes do Tengerismo – a tradicional espiritualidade indígena das estepes da Mongólia – assumem-se também fascinados por Francisco e dizem querer unir-se a ele na missão de salvar o mundo.

“Deus abraça todo o oceano, abraça todo o planeta”

Arcebispo Peter Chong, das Ilhas Fiji

“Deus abraça todo o oceano, abraça todo o planeta”

“Deus é como o abraço do oceano. Deus abraça todo o oceano, na verdade abraça todo o planeta”, diz o arcebispo Peter Loy Chon, 62 anos, nascido em Namata, nas Ilhas Fiji, e terceiro arcebispo de Suva, no mesmo arquipélago. Bispo desde Junho de 2013, fez o doutoramento na Califórnia (Estados Unidos) e preside neste momento à Federação das Conferências dos Bispos Católicos da Oceânia, que inclui as conferências episcopais da Austrália, Nova Zelândia, Papua-Nova Guiné e Oceânia (Fiji, Samoa e pequenas ilhas). No rescaldo da COP28 sobre o clima, Peter Chong faz, nesta entrevista ao 7MARGENS, um ponto de situação sobre o papel dos cristãos e da Igreja Católica.

“Como sermos continuadores dos valores e da mensagem de Cristo?”, questiona LOC/MTC

Mensagem de Natal

“Como sermos continuadores dos valores e da mensagem de Cristo?”, questiona LOC/MTC

Este ano, na sua tradicional mensagem de Natal, a Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) nacional lança o desafio aos  “cristãos e todos os seres humanos com valores éticos” de “ver mais a fundo, de ver além do papel de embrulho e das luzes”. Porque, defende, este é o momento de “realizar uma profunda reflexão pessoal de como sermos continuadores dos valores e da mensagem de Cristo”.

Produção de eletricidade nos EUA: em 2024 renováveis ultrapassam o carvão

Pela primeira vez

Produção de eletricidade nos EUA: em 2024 renováveis ultrapassam o carvão

Em 2024, a eletricidade produzida a partir de energias renováveis (vento e solar) nos EUA vai pela primeira vez superar a energia elétrica produzida a partir do carvão. Principais fatores desta alteração foram os subsídios do Governo federal, a redução no preço da instalação das renováveis, o aumento da legislação antipoluição e a política energética dos Estados.

“Agora é o momento de traduzir em gestos concretos o que foi acordado na COP 28”

Comissão Justiça e Paz apela

“Agora é o momento de traduzir em gestos concretos o que foi acordado na COP 28”

O acordo alcançado na 28ª Cimeira das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP28) não foi tão longe como a Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) gostaria, mas “não pode deixar de ser saudado como muito positivo”, afirmam os seus responsáveis em comunicado enviado às redações nesta sexta-feira, 15 de dezembro. E deixam um apelo: “mais do que discutir o que poderia ter sido alcançado e não foi, agora é o momento de começarmos a traduzir em decisões e gestos concretos o que foi acordado”.

Referência ao fim dos combustíveis fósseis salva cimeira do clima

Acordo deixa margem para escapatórias

Referência ao fim dos combustíveis fósseis salva cimeira do clima

O texto final aprovado hoje, dia 13 de dezembro, na 28ª Cimeira das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP28) é claramente insuficiente para garantir os objetivos do Acordo de Paris (2015), mas contém novos e significativos avanços que permitem manter vivo o horizonte de um aquecimento global que não supere em mais de 1,5ºC os valores pré-industriais. A inclusão da referência ao fim dos combustíveis fósseis, que acontece pela primeira vez, foi aplaudida pela generalidade das organizações ambientalistas.

Desacordo na COP28 pode marcar o fim deste tipo de cimeiras

Em causa fim dos combustíveis fósseis

Desacordo na COP28 pode marcar o fim deste tipo de cimeiras

Ao contrário do que tinha prometido Sultan Al Jaber, presidente da Cimeira das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP28), que decorre no Dubai, o encontro não terminou nesta terça, dia 12, e vai prolongar-se por, pelo menos, mais um dia. Culpado? O projeto de acordo final que o próprio Al Jaber apadrinhou, mas que parece só ter convencido os países exportadores de petróleo.

“A Terra está a aquecer. Precisamos de acção agora”

Tita Kara, Forum climático de Tonga, sobre a COP28

“A Terra está a aquecer. Precisamos de acção agora”

Católica e coordenadora de projecto do Fórum da Sociedade Civil (FSC) do arquipélago de Tonga, Tita Kara diz que “o catálogo de abusos, violências e negligências que os humanos têm provocado à Mãe-Terra reflecte a nossa ganância e desconsideração da criação de Deus”. Falando a propósito da COP28, que esta semana termina no Dubai, esta responsável diz que “precisamos de acção agora”. “Muito se tem falado ao longo dos anos. Não podemos dar-nos ao luxo de realizar outra conferência apenas para falar das mesmas questões que já conhecemos há décadas”, acrescenta, pois a Terra “está a aquecer”.

Como recuperar a esperança?

Como recuperar a esperança?

Neste Advento, o mundo apresenta-se incerto, imprevisível e distante dos Evangelhos. Precisamos de sinais de esperança. No prefácio que a um livro da autoria do Papa João Paulo I, Albino Luciani, o cardeal D. José Tolentino Mendonça pergunta: “Qual é a tarefa do cristianismo após a fratura da modernidade?” 

Discurso do Papa mostra insuficiência dos “acordos históricos” publicitados no Dubai

COP28

Discurso do Papa mostra insuficiência dos “acordos históricos” publicitados no Dubai

São necessários compromissos “eficientes, vinculativos e facilmente monitoráveis” em “quatro áreas: a eficiência energética; as fontes de energia renováveis; a eliminação dos combustíveis fósseis; e a educação para estilos de vida menos dependentes destes últimos” – pediu o Papa Francisco às centenas de governantes e empresários de todo o mundo presentes na COP28.

Para grandes males do Planeta, grandes remédios do Papa

Para grandes males do Planeta, grandes remédios do Papa

Além das “indispensáveis decisões políticas”, o Papa propõe “uma mudança generalizada do estilo de vida irresponsável ligado ao modelo ocidental”, o que teria um impacto significativo a longo prazo. É preciso “mudar os hábitos pessoais, familiares e comunitários”. É necessário escapar a uma vida totalmente capturada pelo imaginário consumista.

Amnistia pede a líderes africanos na COP28 que se unam em defesa dos direitos humanos

Alertando para "erros" do passado

Amnistia pede a líderes africanos na COP28 que se unam em defesa dos direitos humanos

Os líderes africanos que vão participar na cimeira sobre o clima das Nações Unidas, COP28, “devem evitar os erros cometidos durante a Cimeira Africana do Clima”, que decorreu no passado mês de setembro, e na qual adotaram a Declaração de Nairobi sobre as Alterações Climáticas e Apelo à Ação. Porque esta, “em muitos aspetos, não deu prioridade efetiva aos direitos humanos e à justiça climática para o continente”, alertou a Amnistia Internacional.

O Papa Francisco e a COP28 do Dubai

O Papa Francisco e a COP28 do Dubai

A COP28 do Dubai que inicia dia 30 de novembro motivou ao Papa Francisco a redação da exortação apostólica Laudate Deum sobre a crise climática, que regista uma intensa carga política: estatisticamente, dos seus 73 pontos, 60 são de natureza exclusivamente política e apenas 13 com conteúdo espiritual, religioso, ou diretamente ligado à vivência da fé cristã. (Dina Matos Ferreira)

Quatro apelos aos governantes e um canto matinal até dia 30 para pressionar a COP

Declaração sobre a crise climática

Quatro apelos aos governantes e um canto matinal até dia 30 para pressionar a COP

Uma declaração com quatro apelos aos governantes portugueses que vão participar na COP28, que se inicia na próxima quinta-feira, 30, no Dubai, é um dos tópicos que sai da “Declaração de Santa Isabel sobre a crise climática”, aprovada ao início da manhã deste sábado, 25, no final de uma vigília que reuniu cerca de três centenas de pessoas no adro e no interior da Igreja de Santa Isabel, em Lisboa.

Um tempo de oração para salvar a vida na terra

Iniciativa também no Porto

Um tempo de oração para salvar a vida na terra

Em resposta aos apelos do Papa Francisco para que na COP28 se chegue a um acordo para limitar o aquecimento global, o Metanoia, do Porto, e o CREU-IL convocam todos que se lhes quiserem juntar para um tempo de oração e silêncio, intitulado “orar e agir para salvar a vida na terra”, que terá lugar no dia 24 de novembro.

Bispos belgas incentivam católicos a participarem na Marcha pelo Clima

Inédito

Bispos belgas incentivam católicos a participarem na Marcha pelo Clima

Os bispos da Bélgica divulgaram esta semana uma nota em que incitam os católicos daquele país a participarem na Marcha pelo Clima que terá lugar na tarde do próximo dia 3 de dezembro em Bruxelas, convocada pela Klimaat Coalitie – Coalition Climat para fazer ouvir a voz dos cidadãos enquanto decorre a 28ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climática (COP28) que este ano terá lugar no Dubai.

Campanha de Natal da Cáritas apoia os mais frágeis e protege o Planeta

"10 Milhões de Estrelas"

Campanha de Natal da Cáritas apoia os mais frágeis e protege o Planeta

A Cáritas Portuguesa lança neste domingo, 19 de novembro, pelo 21º ano consecutivo, a campanha de Natal “10 Milhões de Estrelas – Um Gesto pela Paz”. A ação, que este ano tem como mote “dar luz a quem tantas vezes é invisível”, arranca, simbolicamente, no dia em que a Igreja assinala o Dia Mundial dos Pobres, visando apoiar não só os mais frágeis, mas também projetos ligados à ecologia integral.

TotalEnergies desrespeita milhares de sepulturas para construir maior oleoduto do mundo

ONG inter-religiosa denuncia

TotalEnergies desrespeita milhares de sepulturas para construir maior oleoduto do mundo

São mais de duas mil as sepulturas localizadas ao longo do percurso daquele que se prevê que venha a ser o maior oleoduto do mundo, cruzando o Uganda e a Tanzânia. Com a sua construção, a cargo da petrolífera francesa TotalEnergies, a maioria destes túmulos está a ser destruída, danificada ou relocalizada, “sem qualquer respeito pelos ritos e tradições funerárias locais”, denunciou esta quinta-feira, 9 de novembro, a ONG inter-religiosa GreenFaith.

Christa Anbeek, teóloga da vulnerabilidade

Integrante do Graal

Christa Anbeek, teóloga da vulnerabilidade

Christa Anbeek é uma teóloga holandesa inovadora e pouco convencional, que ocupa, desde julho de 2023, a Cátedra Mulheres Cuidando do Futuro, instituída por iniciativa do Graal — Movimento Internacional de Mulheres Cristãs, na Faculdade de Filosofia, Teologia e Estudos da Religião da Universidade Radboud de Nimega, Países Baixos.

Nas vésperas da COP28, uma vigília inter-religiosa vai ajudar a salvar o planeta

24 de novembro, em Lisboa

Nas vésperas da COP28, uma vigília inter-religiosa vai ajudar a salvar o planeta

Poderá um pequeno grupo de trabalho paroquial salvar-nos da crise climática? A avaliar pelas ações levadas a cabo pelo grupo Cuidar da Casa Comum em Santa Isabel – nascido há cerca de um ano na paróquia lisboeta com o mesmo nome -, sem dúvida que pode, pelo menos, ajudar… e não é pouco. A próxima iniciativa deste grupo foi apresentada esta quinta-feira aos jornalistas e está agendada para dia 24 de novembro: trata-se de uma vigília de ação e reflexão que pretende reunir o maior número de pessoas possível – católicos, “irmãos de todas as religiões e tradições espirituais” e não crentes –  para “salvar o planeta e defender a vida”.

A arte de silenciar todos os alarmes

A arte de silenciar todos os alarmes

Relatórios. Cálculos. Números. Alarmes. Alarmes? – Pancada neles que queremos continuar na nossa sonolenta modorra com toda a tranquilidade! Essa é a questão, a grande questão: por que razão o conhecimento desperta uns e mantém outros de olhos fechados? Como se vence a vontade de nos mantermos de olhos fechados por sabermos que se abrimos os olhos algo teremos de mudar nos nossos comportamentos, prioridades e modos de vida?

Comissão Nacional Justiça e Paz apela a “mudanças de estilo de vida”

Nota sobre a Laudate Deum

Comissão Nacional Justiça e Paz apela a “mudanças de estilo de vida”

“Este é o tempo da ação, que requer o envolvimento de todos”, afirma a Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP) numa nota publicada esta segunda-feira, 23 de outubro, em resposta à mais recente exortação apostólica do Papa, Laudate Deum. O organismo da Igreja Católica portuguesa faz saber que subscreve as palavras de Francisco e apela a todos que tenham a coragem de assumir “mudanças de estilo de vida” para proteger a casa comum.

“Laudate Deum”, um apelo à ação

“Laudate Deum”, um apelo à ação

Oito anos depois da publicação da carta encíclica Laudato si’, o Papa Francisco assinou no dia de S. Francisco de Assis a exortação apostólica Laudate Deum, onde regressa ao cuidado do maltratado planeta, exprimindo profunda preocupação pela nossa casa comum. No fundo, o impacto da mudança climática prejudicará cada vez mais a vida de muitas pessoas e famílias. Estão em causa a saúde, o emprego, o acesso aos recursos, a habitação e as migrações forçadas.

Uma exortação a sermos mais exigentes e interventivos

Uma exortação a sermos mais exigentes e interventivos

A novíssima exortação apostólica sobre o “não-cuidado” da casa comum dá alguns puxões de orelhas, mostrando a grande preocupação do Papa com tanta inoperância perante os problemas que se adensam. Mas o título – Laudate Deum –, citando mais uma vez S. Francisco de Assis, está no modo imperativo, dirigido de novo a todas as pessoas de boa vontade, propondo uma atitude humilde, confiante e grata, porque, alerta, “um ser humano que pretenda tomar o lugar de Deus torna-se o pior perigo para si mesmo”.

“A economia que mata, que exclui, que polui, que produz a guerra, não é economia”

Papa ao movimento EoF

“A economia que mata, que exclui, que polui, que produz a guerra, não é economia”

Quando falamos das armas produzidas e vendidas para as guerras, isso é economia? E os “lucros obtidos às custas dos vulneráveis ​​e indefesos”? Ou a “exploração dos recursos e dos povos”? Nada disso é economia, afirmou o Papa no seu discurso aos jovens (e não só) ligados ao movimento Economia de Francisco (EoF), que se encontram reunidos num encontro a decorrer presencialmente e online, desde esta sexta-feira, 6 de outubro, até domingo.

Um choque em cadeia

Um choque em cadeia

Imagine que está na rua à espera do seu filho que o vem buscar de carro, e, de repente, vê um choque em cadeia. Vários carros embatem uns nos outros, o do seu filho incluído, e algumas pessoas sofrem lesões graves. O trânsito é intenso, e os carros que vêm da rua adjacente não sabem ao que vêm. Certamente vão ficar presos neste congestionamento e, na pior das hipóteses, poderão chocar contra os automóveis já no meio do desastre, sobretudo se vierem com muita pressa.

Um murro na mesa

Um murro na mesa

Uma imagem que pode nos ajudar a interpretar a exortação apostólica Laudate Deum do Papa Francisco é a de “um murro na mesa”. O Papa adverte que já se passaram oito anos desde a sua carta encíclica Laudato si’, e “não estamos a reagir de modo satisfatório,

“Laudate Deum”: a exortação no momento certo

“Laudate Deum”: a exortação no momento certo

  Vale a pena lembrar o contexto em que a carta encíclica Laudato Si' surge em 2015. Foi um ano marcante, com o Papa Francisco a marcar a agenda da sustentabilidade no final de maio, com a aprovação pelas Nações Unidas em setembro dos objetivos de desenvolvimento...

“Laudate Deum”, o grito de Francisco para salvar o planeta

Nova exortação apostólica do Papa

“Laudate Deum”, o grito de Francisco para salvar o planeta

A premência da crise climática, a decadência ética dos poderosos, a fragilidade da política internacional, os incipientes avanços (ou a falência) dos acordos negociados e o desânimo instalado em relação à próxima COP28 ‘obrigaram’ o Papa Francisco a escrever a exortação apostólica Laudate Deum para dar alento, chamar à esperança e à responsabilidade todos os participantes da reunião que se inicia a 30 de novembro no Dubai.

Como o “Cântico das Criaturas” se colou ao corpo de João e foi da rua de Assis no século XIII para a Praça de São Pedro

O português que cantou na vigília ecuménica

Como o “Cântico das Criaturas” se colou ao corpo de João e foi da rua de Assis no século XIII para a Praça de São Pedro

O Cântico das Criaturas está-lhe “colado ao corpo”. Pelo facto de ter sido composto por Francisco de Assis no dialecto local da Umbria, o poema é claramente um “cântico da rua”. E quando João Maria Carvalho se viu sozinho a cantá-lo na Praça de São Pedro, perdeu a noção do espaço: entre o seu quarto em Benfica (Lisboa) e a praça, com o Papa Francisco e outros 19 líderes cristãos a assistir, “a diferença é quase nenhuma”.

Um dia para conhecer a ecologia integral e aprender a pô-la em prática

Encontro da Rede Cuidar da Casa Comum

Um dia para conhecer a ecologia integral e aprender a pô-la em prática

Porque o Planeta é de todos e todos são chamados a cuidar dele, a REDE Cuidar da Casa Comum vai realizar, no próximo dia 30, o encontro nacional “Também Somos Terra”, para o qual convida… todos. O evento terá lugar no Seminário de Leiria e será uma oportunidade para conhecer melhor o conceito de ecologia integral, em particular na vertente da economia social e desenvolvimento comunitário.

Mil e duzentos milhões de pessoas vivem ainda na pobreza

ONU aquém das metas

Mil e duzentos milhões de pessoas vivem ainda na pobreza

Eleva-se a 1,2 mil milhões o número de pessoas que ainda viviam na pobreza em 2022, e calcula-se em 680 milhões, ou seja, cerca de 8 por cento da população mundial, aquelas que ainda enfrentarão a fome até ao final da década. Isto apesar dos compromissos assumidos pela ONU, em 2015, de combater a pobreza e a fome no mundo, e apostar decididamente no desenvolvimento sustentável.

“Cancelem esta maldita dívida” aos países mais pobres, pede Ramos-Horta

Assembleia-geral da ONU

“Cancelem esta maldita dívida” aos países mais pobres, pede Ramos-Horta

Ao terceiro dia de debates na 78ª assembleia-geral da ONU, a decorrer esta semana em Nova Iorque, chegou a vez do Presidente de Timor-Leste partilhar os avanços e desafios dos 20 anos de democracia no seu país. José Ramos-Horta falou de uma nação que ainda luta contra a pobreza extrema e teceu duras críticas às instituições financeiras internacionais por “continuarem indiferentes” aos pedidos de cancelamento da dívida de países como Timor-Leste

Metas para 2030 estão longe de estar concretizadas

Aviso de António Guterres

Metas para 2030 estão longe de estar concretizadas

Antecipando a abertura formal da Assembleia Geral das Nações Unidas, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lançou mais um grito de alerta pelo estado do mundo, notando que, “hoje, apenas 15 por cento das metas” dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estão no caminho certo, e com muitas dessas metas a inverterem-se”.

Confirmado encontro de líderes religiosos em Abu Dhabi, nas vésperas da COP28

6 e 7 de novembro de 2023

Confirmado encontro de líderes religiosos em Abu Dhabi, nas vésperas da COP28

Uma cimeira global com os líderes religiosos de todo o mundo terá lugar em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), de 6 a 7 de novembro, para discutir o papel crucial das comunidades religiosas face às alterações climáticas. A organização deste evento, que antecede a COP 28 no mesmo país, já havia sido avançada pelo Papa, durante uma entrevista no início de agosto, mas na altura Francisco referiu-se a ele como “um encontro para a paz”.

Jesuíta francês Gaël Giraud ganha Prémio Desperdício Zero

Divulgador da Laudato Si'

Jesuíta francês Gaël Giraud ganha Prémio Desperdício Zero

O padre jesuíta e economista francês Gaël Giraud é o vencedor do Prémio Viver com Desperdício Zero 2023, que será atribuído a 28 de setembro, no Espaço Europeu da Comissão Europeia, em Roma, por ocasião do 4º Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício Alimentar, proclamado pelas Nações Unidas (o qual se celebra no dia seguinte).

Três eixos-motivos para a inesperada visita do Papa à Mongólia

De 31 de agosto a 4 de setembro

Três eixos-motivos para a inesperada visita do Papa à Mongólia

Quando ainda se digere a sua visita a Portugal para participar na JMJ, o Papa Francisco parte nesta quinta-feira, dia 31, para a Mongólia, onde vai encontrar-se com pouco mais de milhar e meio de fiéis. É a primeira vez que um Papa visita esta ex-república socialista, encravada entre a Rússia e a China, quase nos confins da Ásia. A diplomacia vaticana tem o olhar projetado sobre toda a Rota da Seda, mas pode haver outros motivos de interesse.

No “Woodstock católico” cabe a música, a oração, a ecologia e até o diálogo com marxistas

A diversidade que encheu a JMJ

No “Woodstock católico” cabe a música, a oração, a ecologia e até o diálogo com marxistas

A sessão com Walter Baier, promovida pela Dialop – Rede de diálogo entre cristãos e marxistas impulsionada pelo Papa Francisco – foi uma das múltiplas iniciativas que, durante esta semana de JMJ, encheu Lisboa de debates, concertos, encontros, orações, exposições. Mas, provavelmente, foi a música que ficou a ganhar na lista incontável de iniciativas do Festival da Juventude na JMJ.

A JMJ em que um jovem deu catequese aos bispos e explicou que não há cristãos sem conversão ecológica

Começaram os encontros "Rise Up"

A JMJ em que um jovem deu catequese aos bispos e explicou que não há cristãos sem conversão ecológica

eria sido uma típica manhã de verão na zona Oeste, com direito a chuva e tudo, não fossem as centenas de jovens que, pouco depois das nove, percorriam já as ruas de Torres Vedras em direção ao pavilhão da Expotorres. Ao vê-los passar, alguns locais, curiosos, perguntavam aos voluntários que lhes indicavam a direção: “Vão para Lisboa, receber o Papa?”. “Não, vão para a catequese”, esclarecia uma das jovens de camisola amarela. Só não explicou que aquela também não seria uma típica catequese: estava prestes a começar o primeiro de três “Rise up”.

JMJ apela a peregrinos para partilharem os alimentos não consumidos

Parceria com Banco Alimentar Contra a Fome

JMJ apela a peregrinos para partilharem os alimentos não consumidos

“Não desperdices: partilha” é o lema da campanha que une a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 e o Banco Alimentar Contra a Fome, apelando a todos os peregrinos para que coloquem os alimentos que não sejam consumidos, desde que embalados, em caixas especificamente concebidas para o efeito. Estas serão recolhidas pelo Banco Alimentar, que verificará se os alimentos estão próprios para consumo, e fá-las-á depois chegar a pessoas com carências alimentares comprovadas.

Cem jovens a caminho da JMJ sobem à montanha mais alta do país

Um Pacto assinado no Pico

Cem jovens a caminho da JMJ sobem à montanha mais alta do país

A caminho da Jornada Mundial da Juventude, 94 jovens açorianos sobem nesta segunda-feira à noite ao ponto mais alto do país, a montanha do Pico, na ilha açoriana do Pico. É a 2351 metros de altitude, com o nascer do sol como pano de fundo, que vai acontecer uma missa de envio na qual vão estar presentes jovens de seis ilhas da região autónoma dos Açores, com o bispo da diocese de Angra, que preside à missa de envio, celebrada ao nascer do sol de terça-feira, 25 de Julho.

JMJ “mais sustentável de sempre” põe peregrinos a calcular pegada carbónica… e mitigá-la

Ecologia integral no centro do encontro

JMJ “mais sustentável de sempre” põe peregrinos a calcular pegada carbónica… e mitigá-la

A organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023 assumiu, desde o início um “compromisso com a sustentabilidade” e está a esforçar-se por cumpri-lo. Mas precisa da ajuda de todos os participantes. Por isso, um dos primeiros desafios que vai colocar-lhes é que utilizem o primeiro calculador de pegada carbónica da história das Jornadas, que estará incluído na app JMJ Lisboa 2023, e que todos deverão instalar no seu telemóvel ao chegar a Portugal.

Aquecimento global é “questão candente de direitos humanos”

Mudanças climáticas matam milhões

Aquecimento global é “questão candente de direitos humanos”

Dado que os desastres climáticos extremos ameaçam o direito universal dos humanos à alimentação, o aquecimento global converteu-se numa questão candente de direitos humanos. Quem o sustenta é o Alto Comissário da ONU, Volker Türk, num discurso perante o Conselho de Direitos Humanos, no início da semana, em que defende também que “não devemos deixar [um futuro de fome e sofrimento] para os nossos filhos resolverem – apesar de o ativismo deles ser inspirador”.

O que queremos realmente? 

O que queremos realmente? 

O que é que nós queremos realmente? Confusamente, nebulosamente, sabemos que queremos muito ser. Humanamente – e talvez não haja nada mais humano – desejamos algo que nos resgate deste nada em que, sem saber como, mergulhámos, como se, algures pelo caminho, tivéssemos perdido algo de absolutamente essencial.

“Só a fraternidade cria humanidade” – dizem 30 Prémios Nobel reunidos no Vaticano

Iniciativa da Fundação Fratelli Tutti

“Só a fraternidade cria humanidade” – dizem 30 Prémios Nobel reunidos no Vaticano

Um grito de “não mais à guerra!”, a certeza de que “só a fraternidade cria humanidade” e o reconhecimento de que “fazer crescer a semente da fraternidade espiritual começa por nós” e que “cabe à nossa liberdade querer a fraternidade e construí-la juntos” são afirmações da Declaração da Fraternidade assinada por 30 Nobel reunidos no Vaticano.

Crentes de diferentes religiões contra nova exploração de petróleo em África

Protesto em Paris

Crentes de diferentes religiões contra nova exploração de petróleo em África

Em protesto contra o oleoduto que a petrolífera Total pretende construir na África Oriental, cerca de sete dezenas de manifestantes liderados por nove conhecidos representantes de várias religiões e espiritualidades, bloquearam em Paris, na manhã de dia 25 de maio, durante uns simbólicos 24 minutos, a passagem pedonal sobre o rio Sena que liga o Museu d’Orsay ao Jardim das Tulherias.

Uma causa, uma orientação de vida

Semana Laudato Si’ (IV)

Uma causa, uma orientação de vida

Guiado pela luz e força do Espírito Santo, o Movimento Laudato Si’ “une-se em torno da visão de um mundo baseado no desenvolvimento sustentável e integral, em que seres humanos de todos os cantos do planeta cuidem da nossa Casa através de ações individuais e coletivas, de forma a reduzir a contribuição humana nas mudanças climáticas que afectam dramática e diariamente a vida de milhões de pessoas”.

Seis organizações cristãs criticam inação do G7

Combustíveis fósseis

Seis organizações cristãs criticam inação do G7

Seis organizações cristãs expressaram publicamente, no dia 23 de maio, o seu “enorme desapontamento com o facto do comunicado final dos líderes do G7” reunidos na recente Cimeira de Hiroxima “descrever como ‘apropriado’ o investimento público em combustíveis fósseis” e de nele “os líderes pedirem uma expansão do setor de gás e bloquearam os esforços para se comprometerem com a data de eliminação do carvão doméstico em 2030”.

30 Nobel da Paz apresentam Declaração sobre a Fraternidade Humana no dia 10 de junho

Fratelli Tutti invade São Pedro

30 Nobel da Paz apresentam Declaração sobre a Fraternidade Humana no dia 10 de junho

A Fundação Fratelli Tutti anunciou que vai realizar no dia 10 de junho na Praça de São Pedro um “encontro internacional sobre a fraternidade humana” com a participação de 30 laureados com o Prémio Nobel da Paz que trabalharão com “pessoas pobres, ambientalistas, associações e estudantes” para redigirem uma Declaração sobre a Fraternidade Humana.

“Os jovens ensinam os adultos: criticam, mas também mudam o estilo de vida”

Papa prefacia livro sobre transição ecológica

“Os jovens ensinam os adultos: criticam, mas também mudam o estilo de vida”

“Sejamos realistas: o desenvolvimento económico irresponsável a que nos entregámos está a provocar desequilíbrios climáticos que pesam sobre os ombros dos mais pobres, sobretudo na África subsaariana”. Assim se expressa o Papa Francisco, no prefácio a um livro que está a ser apresentado por estes dias em Itália, o qual constitui um apelo à mudança de estilos de vida e à afirmação de que a transição ecológica é “um caminho para a felicidade”, como o subtítulo do livro enuncia.

Habitar o planeta como convidados

Semana Laudato Si’ (I)

Habitar o planeta como convidados

O globo é a nossa casa comum e foi isso que a paróquia de Valongo do Vouga (diocese de Aveiro) quis marcar com a proposta de colocar o presépio no centro do mundo. A par dela, veio uma reflexão animada por Manuel José Marques, que fez o curso de animador Laudato Si’, do Movimento com o mesmo nome da encíclica do Papa Francisco sobre o cuidado da casa comum.

“Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”, questiona LOC/MTC de Braga

Semana temática

“Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”, questiona LOC/MTC de Braga

Os baixos salários e reformas, a falta de casas a preços acessíveis, os horários laborais longos e desencontrados, o aumento do custo de vida e o aumento da prestação da casa e das rendas foram alguns dos problemas debatidos durante a 12ª Semana Temática organizada pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) da arquidiocese de Braga, que decorreu de 24 a 29 de abril em Famalicão para dar resposta à questão “Que dignidade para as famílias trabalhadoras?”.

A Via Sacra de um Burro

Cinema

A Via Sacra de um Burro

Para os que, como nós, temos um burro no Presépio a aquecer o Menino e outro que carrega Jesus na sua entrada pascal em Jerusalém, este é um filme muito sugestivo e simbólico. Falo de EO (uma onomatopeia correspondente ao nosso hi hon), o último filme-metáfora-fábula de Jerzy Skolimowski. Como alguém escreveu, “é um filme para ser visto, não para ser contado”.

“Queremos continuar a defender o estado social e aprender a rezar a vida”

Encontro da LOC de Braga

“Queremos continuar a defender o estado social e aprender a rezar a vida”

A equipa diocesana da Liga Operária Católica (LOC) de Braga promoveu este sábado, 1 de abril, no Centro Cultural e Pastoral da Arquidiocese, um encontro de formação para militantes e simpatizantes deste movimento de trabalhadores cristãos, em que foi assumido o compromisso de “ir mais além” no cuidado do mundo e da qualidade de vida dos mais pobres, “com um sentido de solidariedade que é, ao mesmo tempo, consciência de habitar numa Casa Comum que Deus nos confiou”.

Greta Thunberg será doutora Honoris Causa em Teologia por defender a casa comum

Reconhecida pela Universidade de Helsínquia

Greta Thunberg será doutora Honoris Causa em Teologia por defender a casa comum

A Faculdade de Teologia da Universidade de Helsínquia (Finlândia) vai atribuir o doutoramento Honoris Causa à ativista Greta Thunberg pelo seu “trabalho infalível e coerente pelo futuro do nosso planeta”. A jovem receberá o título a 9 de junho, juntamente com outros sete homenageados, entre os quais se encontra o ex-presidente da Federação Luterana Mundial, o bispo emérito Munib Younan.

“Trabalhar ao domingo não faz sentido”

Trabalhadores Cristãos reafirmam

“Trabalhar ao domingo não faz sentido”

Trabalhar ao domingo, se não for “para cuidar de pessoas (crianças, jovens, idosos, famílias…), ou infraestruturas imprescindíveis à vida humana, não faz sentido”, afirma em comunicado o Movimento de Trabalhadores Cristãos da Europa (MTCE) a propósito da jornada mundial de luta pelo “domingo, dia livre de trabalho” que se comemora esta sexta-feira, dia 3 de março.

Somália enfrenta sexta seca consecutiva

3,8 milhões de deslocados

Somália enfrenta sexta seca consecutiva

O número de deslocados internos na Somália supera atualmente os 3,8 milhões e o vice-diretor geral de operações da Organização Internacional para Migração (OIM), Ugochi Daniels, disse, na apresentação do seu relatório após uma semana naquele país, que “mais 300.000 pessoas poderão ver-se obrigadas a abandonarem os seus locais de vida até julho de 2023” por causa da seca e dos conflitos armados.

Começaram as aulas na primeira Faculdade Católica do Amazonas

"Fruto do sínodo"

Começaram as aulas na primeira Faculdade Católica do Amazonas

A Faculdade Católica do Amazonas, projeto lançado em setembro de 2022, deu esta semana início ao seu primeiro ano letivo. A aula inaugural foi dedicada à reflexão sobre o diálogo entre Teologia e Ecologia, e também aos desafios que a região amazónica enfrenta ao nível da educação e da ciência, “em tempos de ataque à democracia”, avança o ADN Celam.

Igreja denuncia sucessivos casos de violência contra indígenas

Brasil

Igreja denuncia sucessivos casos de violência contra indígenas

O Conselho Indigenista Missionário (CIMI), órgão da Igreja Católica no Brasil, tornou público esta semana um manifesto exigindo medidas urgentes para a proteção da vida dos indígenas e contra as invasões ilegais das suas terras. No documento, denunciam sucessivos casos de violência registados ao longo do último mês.

Bispos brasileiros “estarrecidos” e “profundamente indignados” com situação dos yanomami

Decretada emergência em saúde pública

Bispos brasileiros “estarrecidos” e “profundamente indignados” com situação dos yanomami

Os bispos católicos do Brasil já haviam feito vários apelos em defesa do povo yanomami, os líderes das comunidades indígenas da floresta amazónica e de várias organizações humanitárias também. Mas as imagens e números que vieram a público este sábado, 21 de janeiro, na sequência da visita do Presidente Lula da Silva e de uma comitiva de ministros à região, são impressionantes. O estado de emergência sanitária foi declarado e os bispos manifestam-se de novo: “estarrecidos”, “indignados” e ao mesmo tempo “profundamente solidários” com o povo e com todos aqueles que estão a “tentar evitar mais mortes” na Amazónia.

Do Natal ao Dia da Paz

Do Natal ao Dia da Paz

O caminho para a construção de um plano integrado para a Sustentabilidade Total norteada pela Ecologia Integral, como atrás referido, nas comunidades em que nos integramos, será bem sucedido na medida em que for bem sucedida a coordenação e harmonização intercomunitária fraternalmente conduzidas.

Comissão Nacional Justiça e Paz pede compromisso para um 2023 mais fraterno

Mensagem de Ano Novo

Comissão Nacional Justiça e Paz pede compromisso para um 2023 mais fraterno

A Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP), da Igreja Católica em Portugal, apela a um compromisso político e social para que 2023 seja um “ano mais justo e mais fraterno”. Numa mensagem enviada às redações nesta quinta-feira, 29 de dezembro, o organismo interpela os “governantes e políticos, os responsáveis das empresas e organizações, os líderes das comunidades religiosas e todos os homens e mulheres de boa vontade” para que juntos sejam “construtores da paz e da esperança”.

O milagre de um segundo Sol

O milagre de um segundo Sol

Os olhos do mundo voltam-se para o Laboratório Nacional Lawrence Livermore nos EUA onde os cientistas conseguiram, pela primeira vez na história humana, a ignição por fusão nuclear, o mesmo tipo de energia que existe no nosso Sol. É o milagre de um segundo Sol com uma energia limpa no sentido de ser segura, produção residual de lixo radioactivo de curta duração; ou seja, um dia, um copo de água pode fornecer energia a uma casa durante um ano. Mas da prova de conceito ao fornecimento comercial deste tipo de energia podemos ter de esperar ainda algumas décadas. Décadas que não temos.

A ecologia integral do presépio do Vaticano

A ecologia integral do presépio do Vaticano

O obelisco da Praça de S. Pedro já está rodeado do presépio que, desta vez, veio de Sutrio, província de Udine, região do Friuli. Inaugurado no sábado, 3 de dezembro, tem a particularidade de ser todo de madeira: desde a cabana que abriga a Sagrada Família até às várias imagens que povoam o estrado onde o presépio está montado.

Nasce uma nova rede eclesial para o cuidado da casa comum

América Latina

Nasce uma nova rede eclesial para o cuidado da casa comum

Depois da Rede Eclesial Pan-Amazónica (REPAM) e da Rede Eclesial Ecológica Mesoamericana (REGCHAG), nasce agora a Rede Eclesial Gran Chaco e Aquífero Guarani (REGCHAG), com o objetivo de proteger os territórios que lhe dão nome e as respetivas comunidades, face a ameaças como o desmatamento, a contaminação e o desrespeito pelos modos de vida.

“Nada fizemos para que o mundo nos agradeça”

Editorial 7M

“Nada fizemos para que o mundo nos agradeça”

A frase, dita pelo vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, após o final da Cimeira do Clima dá conta do desapontamento de todos os que trabalharam para que a COP27 selasse compromissos concretos e sérios que permitissem manter o aumento do aquecimento global em 1,50 Celsius acima da média da era pré-industrial.

COP27: somos mais, mas podemos ser melhores

COP27: somos mais, mas podemos ser melhores

Chegámos aos oito mil milhões de seres humanos sobre esta Terra. O planeta até aguenta o nosso peso, mas será que aguenta o peso dos nossos estilos de vida? Se estamos cada vez mais dependentes da energia, o que representam milhares de milhões de pessoas a carregar todos os dias os seus telemóveis, a trabalhar nos computadores, a manter o frigorífico e ar condicionado ligados, apesar de nem todos terem acesso a esses?

Líderes religiosos pedem perdão pelos “pecados climáticos”

Cerimónia reúne várias religiões em Londres

Líderes religiosos pedem perdão pelos “pecados climáticos”

O arcebispo emérito de Canterbury, Rowan Williams, e vários outros representantes das religiões cristã, judaica, muçulmana, hindu, budista e sikh subiram hoje, dia 13 de novembro, a Colina do Parlamento (Norte de Londres) como forma de afirmarem a necessidade de “pedir perdão pelos pecados climáticos” e a esperança de que a COP27 termine adotando medidas concretas de “ação em favor do planeta”.

Reabilitar a ideia e a consciência do bem comum

[Mãos à obra]

Reabilitar a ideia e a consciência do bem comum

A partir da experiência e do percurso do autor, A Era do Nós. Propostas para uma Democracia do Bem Comum, da autoria de João Ferro Rodrigues, economista, procura refletir sobre a realidade atual para afluir em propostas concretas que, segundo ele, podem ser transformadoras no sentido de voltarmos à ideia do bem comum.

Papa aprova estatutos da Conferência Eclesial da Amazónia

Fruto do Sinodo

Papa aprova estatutos da Conferência Eclesial da Amazónia

Há quem diga que se trata do “fruto mais visível e também profético do Sínodo da Amazónia”, não apenas na América Latina, mas para toda a Igreja: a Conferência Eclesial da Amazónia (CEAMA) foi esta quinta-feira, 20, reconhecida formal e canonicamente pelo Papa Francisco, que aprovou os seus estatutos.

Em Sines iremos ouvir música italiana “com afecto” e saber porque morrem os sobreiros

Il Giardino Armonico

Em Sines iremos ouvir música italiana “com afecto” e saber porque morrem os sobreiros

“Con Affetto: Emoção e Razão na Música Italiana do Século XVII” é o título do concerto da noite deste sábado, 22, em Sines, inserido num conjunto de actividades que marcam o encerramento do 18º festival Terras Sem Sombra. Com o ensemble barroco Il Giardino Armonico, um dos mais famosos da actualidade, o programa inclui obras de Merula, Castello, Scarlatti ou Vivaldi, entre outros. A participação nas diferentes actividades do festival é gratuita, mas no caso do concerto os bilhetes de reserva de lugar estão esgotados.

E depois do Tempo da Criação?…

E depois do Tempo da Criação?…

A cada ano que passa, tornam-se mais prementes os alertas neste mês focado na criação. Infelizmente, é mesmo preciso desinquietar as pessoas: daqui a alguns anos, as crianças de hoje poderão perguntar porque deixámos degradarem-se tanto as condições de vida no planeta. 

Iniciativa dos Franciscanos

Parque Laudato Si’ vai nascer em Lisboa

Vai ser criado em Lisboa, na área exterior do Convento da Luz, um Parque Franciscano Laudato Si’, um lugar onde cada visitante possa sentir “uma profunda ligação ao cuidado da criação”, que convide ao “descanso, oração e diálogo” e “onde se respira o oxigénio da fraternidade e da inclusão”, avança a Agência Ecclesia.

Trabalho digno é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC

Mensagem para esta sexta-feira

Trabalho digno é o “caminho para a paz e justiça social”, defende MMTC

“Num mundo em conflito, com profundas desigualdades e ambientalmente insustentável, o trabalho digno representa o caminho para a paz e a justiça social”, defende o Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos, na véspera do Dia Internacional pelo Trabalho Digno, que se assinala  a 7 de outubro. A mensagem foi divulgada em Portugal pela Liga Operária Católica/Movimento de Trabalhadores Cristãos, nesta quinta-feira, 6, data em que dinamiza, pelas 21 horas, uma videoconferência subordinada ao tema “Trabalho digno para todos”.

Oxfam: dados publicados pelo Banco Mundial sobre clima não são fiáveis

Apoio aos países pobres para reduzirem efeitos da crise climática

Oxfam: dados publicados pelo Banco Mundial sobre clima não são fiáveis

Cerca de 7 mil milhões de dólares (40%) dos 17,2 mil milhões que o Banco Mundial (BM) afirma no seu relatório do ano fiscal de 2020 como tendo sido destinados a ajudar os países em desenvolvimento a reduzirem os efeitos das alterações climáticas, podem nunca ter tido essa finalidade, conclui uma auditoria realizada pela organização Oxfam, revelada hoje, dia 3 de outubro.

Como podem a fé e a amizade salvar o planeta? O documentário “A Carta” responde

Estreia no YouTube

Como podem a fé e a amizade salvar o planeta? O documentário “A Carta” responde

Estreia esta terça-feira, 4 de outubro, o documentário “The letter. A message for our earth” (em português, “A Carta. Uma mensagem para o nosso planeta”), que apresenta quatro protagonistas (um refugiado climático do Senegal, uma ativista adolescente da Índia, cientistas do Havaí e um indígena da Amazónia brasileira), em diálogo com o Papa Francisco. A estreia mundial decorre no Vaticano, por ocasião da festa de São Francisco de Assis, pelas 10h30 (hora de Portugal continental), no canal do Vatican News no YouTube.

Dia 4 de outubro

Filme “A Carta” exibido em Campo de Ourique

O documentário “A Carta” que relata a história da Encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco vai ser exibido no auditório da Escola de Hotelaria e Turismo na terça-feira, dia 4 de outubro, às 21h15.

Irmã Elis Santos: “São mais de 500 anos a sobreviver, e nós queremos existir”

Indígena do povo Mura em entrevista

Irmã Elis Santos: “São mais de 500 anos a sobreviver, e nós queremos existir”

Aos 35 anos, Elis Santos, religiosa da Divina Providência, é uma das vozes mais ativas no Brasil na luta pelos direitos dos povos indígenas. Descendente do povo Mura e mestre em Antropologia Social, a irmã Elis falou ao 7MARGENS durante o encontro d’A Economia de Francisco, que decorreu na semana passada em Assis, e lamentou que no seu país continue a prevalecer “uma economia que mata”. 

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

“Hakuna matata.” Sim, há problemas, e os jovens d’A Economia de Francisco sonham resolvê-los

Encontro em Assis acolhe o Papa este sábado

“Hakuna matata.” Sim, há problemas, e os jovens d’A Economia de Francisco sonham resolvê-los

A primeira manhã de outono mais parecia de verão em Assis: como diria São Francisco, no céu brilhava um sol “belo e radiante”, e pelas ruas passeavam centenas de jovens de todos as nacionalidades. Começava assim o segundo dia do encontro A Economia de Francisco, mas o passeio pelos lugares que marcaram a vida do santo italiano era apenas o início (bastante inspirador, diga-se) daquele que seria um dia de trabalho intenso para os participantes nesta iniciativa, convocada pelo Papa Francisco – que esta manhã estará com os mil participantes, em Assis, para assinar um Pacto pela Solidariedade.

Pode um encontro internacional de jovens ser verdadeiramente sustentável? Agora sim

A Economia de Francisco começou em Assis

Pode um encontro internacional de jovens ser verdadeiramente sustentável? Agora sim

São mais de 1000 participantes, muitos deles tiveram de apanhar pelo menos um avião para chegar a Assis, e aqui vão conviver, trabalhar, comer, passear… durante os três dias do encontro A Economia de Francisco, que arrancou esta quinta-feira e termina no sábado, 24, dia em que também o Papa estará presente. Compensar o impacto ambiental de um evento internacional desta envergadura é difícil, mas não impossível, e o comité organizador, juntamente com a administração municipal da região italiana da Umbria, estão empenhados em tornar esse objetivo realidade.

Jovens portugueses em Assis, à procura do bem de todos

Encontro da Economia de Francisco

Jovens portugueses em Assis, à procura do bem de todos

Têm entre 23 e 44 anos, vêm de diferentes regiões do país, e estudam ou trabalham em áreas tão diversas como o direito, a comunicação, o serviço social ou a engenharia (e a economia, pois claro). São ao todo 19 os elementos do grupo português que acaba de chegar a Itália para participar no encontro internacional da Economia de Francisco, que arranca esta quinta-feira, 22, e se prolonga até sábado, na cidade de Assis  Une-os o desejo de colocar aquilo que são e sabem ao serviço de uma “economia diferente”, que cuide da casa comum e procure o bem de todos.

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

O futuro por (re)fazer

O futuro por (re)fazer

“Sabes, provocamos muito a terra.” E é verdade! Isso fez-me recordar do poema que se encontra em epígrafe: a terra anseia pelo nosso carinho, pelo nosso cuidado; entretanto, pouco parámos para agir sobre isso. E estamos todos doentes, nós e a terra.

Desenvolvimento humano regrediu cinco anos

Relatório da ONU

Desenvolvimento humano regrediu cinco anos

Morremos mais cedo, somos menos instruídos e temos menos rendimentos. Pela primeira vez desde que foi criado, há 32 anos, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) diminuiu por dois anos consecutivos (2020 e 2021), e voltou aos níveis de 2016, revertendo grande parte do progresso em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, revela o relatório das Nações Unidas divulgado esta quinta-feira, 8 de setembro..

“Silêncio, cantemos!” Os cristãos à procura da unidade no meio de muitas tensões

“Dolorosa” Ucrânia na assembleia do CMI

“Silêncio, cantemos!” Os cristãos à procura da unidade no meio de muitas tensões

Podem um minuto de silêncio e um canto ajudar na busca da unidade entre os cristãos? O irmão Aloïs, prior da comunidade ecuménica e monástica de Taizé (França), surpreendeu os mais de quatro mil delegados da assembleia do Conselho Mundial de Igrejas (CMI) ao propor, na manhã desta quarta-feira, 7 de Setembro, que os dois últimos minutos da sua intervenção fossem divididos entre o silêncio e um canto de louvor.

Como 60 hortas biológicas estão a ajudar os pobres e doentes de sida no Malawi

Um projeto da Comunidade de Sant'Egidio

Como 60 hortas biológicas estão a ajudar os pobres e doentes de sida no Malawi

No Malawi, o pais mais pobre do continente africano segundo dados das Nações Unidas, uma iniciativa da Comunidade de Sant’Egidio está a fazer a diferença na vida de milhares de pessoas que viviam abaixo do nível de pobreza extrema, muitas delas infetadas com VIH. Trata-se do projeto DREAM, no âmbito do qual foram criadas 60 hortas biológicas que empregam cerca de 900 agricultores e cujos frutos servem para alimentar e ajudar a fortalecer o sistema imunológico de mais de cinco mil pessoas.

Justiça e Paz Europa lamenta “dececionante” resultado das conferências sobre desarmamento

Uma "nova Guerra Fria"

Justiça e Paz Europa lamenta “dececionante” resultado das conferências sobre desarmamento

A plataforma Justiça e Paz Europa alerta para a gravidade de, após as recentes conferências da ONU sobre desarmamento nuclear, não se tenha chegado a um acordo para um mundo livre de armas nucleares, o que “constitui um fracasso altamente dececionante e preocupante para o regime global de controlo de armas”. Em comunicado enviado ao 7MARGENS, a organização apela a que sejam seguidas as propostas da Santa Sé para a não-proliferação de armas nucleares.

Tempo da Criação 2022 decorre até 4 de outubro

Papa convida à oração e ação

Tempo da Criação 2022 decorre até 4 de outubro

Inicia-se esta quinta-feira, 1 de setembro, data em que se assinala o Dia Mundial de Oração pela Criação, o “Tempo da Criação”: um período que se prolonga até 4 de outubro (dia da festa de São Francisco de Assis, o santo padroeiro da ecologia). Trata-se de uma celebração ecuménica anual de oração e ação, inspirada pela encíclica Laudato Si’ do Papa Francisco, que na sua mensagem para este ano deixa o alerta: “o canto doce da criação mistura-se com o seu grito amargo”.

A arte da simplicidade e o minimalismo

A arte da simplicidade e o minimalismo

E logo eu que não sou nada de ler livros de estudos, auto-ajudas ou cientificos, deparei-me, certa vez, com um livro aberto em minhas mãos cujo título era A Arte da Simplicidade. Eu não tinha mais que uns 20 anos de idade e, ainda hoje, me lembro do quanto aquelas páginas me impressionaram, do quanto aquela descoberta me transformou.

Não às extravagâncias, sim à frugalidade

Católicos chineses

Não às extravagâncias, sim à frugalidade

“A Igreja Católica pede a cada católico que se inspire no espírito fraterno de Jesus e compartilhe tudo o que tem com os pobres e os fracos”, declarou o padre chinês Li Jingxi, vice-reitor executivo do seminário e moderador do encontro de reflexão sobre cuidar da casa comum a partir da Laudato si’.

Tempos sombrios: um apelo à responsabilidade e à precaução

Tempos sombrios: um apelo à responsabilidade e à precaução

A formulação “tempos sombrios” que dá o título a este texto, remete para o livro da filósofa Hannah Arendt, Homens em Tempos Sombrios, sobre as biografias de homens e de mulheres que viveram na primeira metade do século XX, contemporâneos do totalitarismo em ambas as suas formas: nazismo e estalinismo.

À escuta de terceiros: participar, servir e ouvir o clamor da Terra

Contributos para o Sínodo (11)

À escuta de terceiros: participar, servir e ouvir o clamor da Terra

Definir com rigor as etapas e os objetivos da participação, superar a crise de representatividade na Igreja, reforçar o sentimento de pertença e mudar as mentalidades através da “escuta do clamor da Terra e do clamor dos pobres” são as sugestões de um grupo informal constituído no Patriarcado, em resposta à maior auscultação alguma vez feita à escala planetária, lançada pelo Papa Francisco, para preparar a assembleia do Sínodo dos Bispos de 2023.

“Educação e Espiritualidade Ecológicas” com o bispo Carlos Azevedo

Laudato Si’

“Educação e Espiritualidade Ecológicas” com o bispo Carlos Azevedo

“Educação e Espiritualidade Ecológicas” é o tema da intervenção do bispo Carlos Azevedo, delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, no encontro final do ciclo Olhares sobre a Encíclica Laudato Si’, que decorre nesta sexta-feira, 10 de Junho, no Colégio das Irmãs Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, em Santo Tirso, entre as 10h e as 17h.

As freiras que puseram multinacionais a lutar contra a pobreza

À margem do Fórum de Davos

As freiras que puseram multinacionais a lutar contra a pobreza

As irmãs Ruth Pilar del Mora, conselheira missionária do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, originária da Colômbia, e Patricia Murray, secretária executiva da União Internacional dos Superiores Gerais (UISG), tiveram um encontro com os executivos da multinacional britânica Unilever, que detém mais de 400 marcas no sector alimentar e de cuidados pessoais, para lhes pedir apoio na realização de projectos de luta contra a pobreza.

Eventos decorrem até dia 29

Semana Laudato si’ 2022

A Semana Laudato Si’, evento de uma semana de duração que marca o sétimo aniversário da encíclica do Papa Francisco sobre o cuidado da criação, contará com uma série de celebrações globais e a primeira apresentação pública do trailer oficial de O Convite, um novo filme com o Papa Francisco.

Sermos pessoas “Laudato Si’” sem esforço

Sermos pessoas “Laudato Si’” sem esforço

Há quase dois anos que em nossa casa deixámos de comprar iogurtes e começámos a fazê-los em casa. Um dia fizemos as contas e essa pequena mudança representa cerca de 1000 embalagens de plástico que deixámos de consumir. Se 1000 famílias fizessem como nós, seria 1 tonelada a menos de plástico. As grandes mudanças começam pelas pequenas.

Espiritualidade e ecologia, uma nova abordagem

Debates em Lisboa

Espiritualidade e ecologia, uma nova abordagem

A responsabilidade e o princípio da precaução, a espiritualidade ligada à ecologia, leituras sobre As Vidas dos Animais, de J.M. Coetzee ou a Caminhada, de Henry D. Thoreau – estas são alguma das propostas do ciclo “Diálogos entre Ética, Ecologia e Espiritualidade”, proposto pelo Foco de Conversão Ecológica da Capela do Rato (Lisboa), que se inicia nesta terça-feira, 17 de Maio.

Desenhar um mundo mais justo, ecológico e solidário

Passado, presente e futuro são práticas

Desenhar um mundo mais justo, ecológico e solidário

A contemplação e a reflexão sobre o passado, na sua complexidade e nas suas contradições, se é um exercício apropriado não justifica por si só as decisões e as atuações presentes. Se pode existir similitude entre um determinado passado e o presente, os protagonistas e as circunstâncias nem são os mesmos nem se repetem, pois são fruto de pessoas atuais e das suas respetivas motivações.

JMJ Lisboa quer ser a “mais sustentável de sempre”

Declaração a propósito do Dia da Terra

JMJ Lisboa quer ser a “mais sustentável de sempre”

A organização da JMJ Lisboa 2023 divulgou uma carta-compromisso em que propõe que a iniciativa seja a “mais sustentável de sempre”. A carta afirma que a jornada de Lisboa pretende ter na sua génese “o conceito de ecologia integral” e ser “uma referência no compromisso com a sustentabilidade”, de modo a deixar “um legado positivo duradouro no território, na comunidade em geral, na equipa, nos parceiros, nos voluntários e nos peregrinos”.

Amanhã será tarde demais

Alterações Climáticas

Amanhã será tarde demais

Se não agirmos já, amanhã será tarde demais para limitar o aquecimento global em 1,5ºC (em relação à temperatura média anterior à revolução industrial), lê-se no comunicado de Imprensa do comité III do Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas (IPCC na sigla em língua inglesa) divulgado dia 4 de abril.

Descoberta a “Capela Sistina dos Antigos”

Channel 4 exibe documentário

Descoberta a “Capela Sistina dos Antigos”

É uma descoberta de “tirar o fôlego”. Canal britânico vai exibir documentário sobre um dos maiores sítios de arte rupestre pré-histórica descoberto no centro-sul da Colômbia a cerca de 400 quilómetros da capital, Bogotá, em plena floresta amazónica e já conhecida como A Capela Sistina dos Antigos.

Agora é connosco, diz a Comissão Justiça e Paz

Casa comum e COP26

Agora é connosco, diz a Comissão Justiça e Paz

Se ficarmos só com as decisões tomadas na COP26, a cimeira mundial sobre o clima que decorreu em Glasgow (Escócia),“poucas coisas se alterarão, as desigualdades continuarão a aumentar e serão sempre os mais vulneráveis os que mais sofrerão”, diz a Comissão Nacional Justiça e Paz sobre os resultados da COP26. 

Glasgow: soube a pouco, mas ainda resta a esperança

Ensaio – COP26

Glasgow: soube a pouco, mas ainda resta a esperança

Terminou a 26ª Cimeira do Clima, em Glasgow, na qual a ZERO marcou presença. Se o balanço desta COP26 não é consensual para todas as Partes, há uma coisa em que, pelo menos, todos concordamos: a Escócia e os seus habitantes são de uma simpatia invulgar e uns anfitriões muito acolhedores. Mas enquanto Glasgow aquecia os corações, as negociações na COP continuavam a aquecer o planeta.

Cuidar do planeta: a hora dos cidadãos e das comunidades

Editorial

Cuidar do planeta: a hora dos cidadãos e das comunidades

Como escrevíamos em editorial no início da Cimeira do Clima, “enquanto os políticos, cientistas e ativistas discutem em Glasgow, chegou a hora de vermos com pragmatismo o que é que cada um(a) e todos nós podemos fazer. Aos bispos cabe uma responsabilidade especial nesta matéria que é, no seu alcance profundo, crucial para a salvação do planeta, a justiça social e a paz entre os povos.”

Acordo final não garante limite dos 1,5º Celsius

Cimeira do clima termina sem ambição

Acordo final não garante limite dos 1,5º Celsius

Sem ambição, nem brilho, deixando “o nosso frágil Planeta preso por um fio”, no dizer de António Guterres, terminou ontem, dia 13 de novembro, a Cimeira do Clima de Glasgow aprovando um acordo final que ninguém é capaz de defender como contendo compromissos suficientes para garantir que em 2050 a temperatura média da terra não esteja 1,5º Celsius acima da que existia antes da era industrial.

Prolongamento sem acordo à vista

Cimeira de Glasgow

Prolongamento sem acordo à vista

A Cimeira do Clima de Glasgow seguiu os passos das anteriores e não terminou esta sexta, 12 de novembro, conforme estava inicialmente previsto. Ao fim da tarde. o seu presidente, Alok Sharma, anunciou que uma terceira versão do documento final seria trabalhada durante a noite para ser debatida e finalmente aprovada durante a tarde de sábado.

Esta é “a última das últimas chamadas”

Presidente da Zero sobre Glasgow

Esta é “a última das últimas chamadas”

Esta conferência é “verdadeiramente a última das últimas chamadas”, afirmou Francisco Ferreira, presidente da Zero, durante a entrevista Renascença/Ecclesia publicada hoje, 7 de novembro, na véspera da semana decisiva da Cimeira do Clima de Glasgow. Para Ferreira, é indiscutível que “a humanidade enfrenta um desafio sem precedentes. “

“Este é o momento de agir, de agir juntos!”

Papa em e-book sobre Laudato Si'

“Este é o momento de agir, de agir juntos!”

“Este é o momento de sonhar grande, de repensar as nossas prioridades – o que valorizamos, o que queremos, o que buscamos – e de planear de um modo novo o nosso futuro, comprometendo-nos a agir na vida de acordo com o que sonhamos. Agora é momento de agir, e agir juntos!”, desafia Francisco, no prefácio ao e-book sobre a Laudato Si’.

Na cidade mais quente do mundo, os 32°C são amenos mas não evitam a violação dos direitos humanos

Jacobabad, Paquistão

Na cidade mais quente do mundo, os 32°C são amenos mas não evitam a violação dos direitos humanos

Nos últimos quatro verões, a cidade paquistanesa de Jacobabad ultrapassou com frequência os 50°C. Uma situação que tem origem nas alterações climáticas e, denuncia a Amnistia, consequência nos direitos humanos: por exemplo, o abandono escolar tem crescido entre as crianças, que não se sujeitam a andar quilómetros debaixo de altas temperaturas para chegar a escolas sem qualquer protecção contra o calor.

Apelo de líderes religiosos contra exploração “predatória” da natureza

Encontro de Santo Egídio, em Roma

Apelo de líderes religiosos contra exploração “predatória” da natureza

O Papa e vários outros líderes religiosos de todo o mundo assinaram em Roma um apelo conjunto pela paz, que rejeita a violência e o fundamentalismo em nome de Deus, defende um processo de desarmamento que trave o comércio de armas e elimine a ameaça nuclear e pede o respeito do planeta, da natureza e das criaturas, contra a sua exploração “predatória”.

JMJ 2023 quer ser ecológica e ajudar a criar “um novo parque verde”

No espírito da “Laudato Sí’”

JMJ 2023 quer ser ecológica e ajudar a criar “um novo parque verde”

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 quer deixar, antes de mais “um legado muito Laudato Si’: quisemos que qualquer investimento para o espaço fosse um investimento ecológico”. Um “novo parque verde” nascerá do lugar onde se desenrolam os actos principais da JMJ, garante o responsável da organização, o bispo auxiliar de Lisboa, Américo Aguiar.

Líderes religiosos assinam apelo conjunto para travar alterações climáticas

COP26

Líderes religiosos assinam apelo conjunto para travar alterações climáticas

Diversos líderes religiosos mundiais, incluindo o Papa Francisco, vão assinar no Vaticano um apelo conjunto para travar as alterações climáticas, anunciou esta sexta-feira, 1 de outubro, a sala de imprensa da Santa Sé. O gesto acontecerá no dia 4 de outubro, durante o encontro “Fé e Ciência: Rumo à COP 26”, refere a agência Ecclesia. A sessão, na manhã de segunda-feira, coincide com a festa litúrgica de São Francisco de Assis.

“Não há tempo para esperar, é preciso agir” contra emergência climática, diz o Papa

Mensagem ao Conselho da Europa

“Não há tempo para esperar, é preciso agir” contra emergência climática, diz o Papa

O Papa Francisco considera que “já não há tempo para esperar, é preciso agir” em relação à emergência climática, que será tema central da COP-26, a realizar em Glasgow (Escócia), em Novembro. “Qualquer instrumento que respeite os direitos humanos e os princípios da democracia e do estado de direito, que são valores fundamentais do Conselho da Europa, pode ser útil para enfrentar este desafio global”, escreveu o Papa na sua mensagem aos participantes no Encontro de Alto Nível da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa.

Católicos plantam um milhão de árvores no espírito da Laudato Si’

Bangladesh

Católicos plantam um milhão de árvores no espírito da Laudato Si’

O desafio foi lançado há um ano e está quase cumprido: plantar um milhão de árvores para assinalar o Ano Laudato Si’ e o 50º aniversário da independência do Bangladesh, noticiou a agência Fides. O programa para a reflorestação tem sido dinamizado pela igreja católica do país, que conta  com apenas 400 mil fiéis numa nação de mais de 165 milhões de pessoas.

Papa pede desculpa por declarações que fez sobre seminaristas gays

Papa pede desculpa por declarações que fez sobre seminaristas gays novidade

O Papa Francisco veio esta terça-feira, 28 de maio, através do seu porta-voz, pedir desculpas pelos termos que terá usado numa reunião à porta fechada com bispos italianos, a propósito da presença de pessoas homossexuais nos seminários. “Nunca tive intenção de ofender”, assegurou o bispo de Roma.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Crónica

Cartografia da miséria: “o desamparo das flores”

[Moçambique, margem Sul]

Cartografia da miséria: “o desamparo das flores” novidade

Vivemos, portanto, numa sociedade mutilada e a pedir socorro! A resposta aos gritos tem sido quase silenciosa, quase muda e sem expressão, ante o agravamento dos acontecimentos diários. Quive convida-nos a reflectir sobre o país em que hoje vivemos, cheio de atrocidades sociais, desde as que parecem menores, até às de grande vulto que acontecem à luz do dia.

Breves

Bairro é embaixador dos ODS

No Zambujal, vai nascer um mural para defender a gestão sustentável da água

O Bairro do Zambujal, localizado na freguesia de Alfragide (Amadora), está cada vez mais perto de se tornar “o primeiro bairro embaixador dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)”. Com cinco dos seus edifícios a servir já de tela para uma série de murais que ilustram esses mesmos objetivos, prepara-se agora para receber a próxima pintura, dedicada à defesa do “ODS 6 – Água Potável e Saneamento”. Os trabalhos iniciais foram revelados nesta sexta-feira, 22 de março, data em que se assinala o Dia Mundial da Água.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

Nutricionistas da Helpo apoiam escolas em São Tomé e Príncipe

ONGD portuguesa

Nutricionistas da Helpo apoiam escolas em São Tomé e Príncipe novidade

Uma equipa de nutricionistas da Helpo, organização não governamental para o desenvolvimento (ONGD) portuguesa, tem estado a dar formação na Ilha do Príncipe, no arquipélago de São Tomé e Príncipe, no âmbito do projeto “Abordagem multissectorial de promoção de boas práticas de alimentação e nutrição nas escolas e comunidade”.

É notícia

Dia dos Mártires

Igreja na Índia recorda massacre de 2008

Treze anos depois da onda de violência que varreu o Estado de Orissa, na Índia, provocando mais de 100 mortos, a justiça é ainda uma miragem, denuncia a Fundação AIS. Desde 2016 que é celebrado pela Igreja em Orissa o dia dos Mártires. 

Fundação AIS

Padre haitiano morto a tiro

Um padre que dirigia um orfanato no Haiti foi morto a tiro, Andrè Sylvestre, de 70 anos de idade, foi assassinado na tarde de segunda-feira, 6 de setembro, durante uma tentativa de assalto, revelou a Fundação AIS. 

IndieLisboa

Cinema: prémio Árvore da Vida atribuído a “Sopro”

O filme “Sopro”, realizado por Pocas Pascoal, uma cineasta angolana de 58 anos, foi distinguido na segunda-feira com o prémio Árvore da Vida, atribuído pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura (SNPC), no final da 18.ª edição do festival de cinema independente IndieLisboa. 

Entre margens

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

O aumento da intimidação católica

O aumento da intimidação católica

A intimidação nos meios católicos está a espalhar-se por todos os Estados Unidos da América. No exemplo mais recente, a organização Word on Fire, do bispo de Minnesota, Robert Barron, ameaçou a revista Commonweal e o teólogo Massimo Faggioli por causa de um ensaio de Faggioli, “Será que o Trumpismo vai poupar o Catolicismo?”

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

A Dignidade da pessoa humana como prioridade

Na semana depois de Pentecostes é oportuno recordar a publicação da declaração Dignitas Infinita sobre a Dignidade Humana, elaborada durante cinco anos e divulgada pelo Dicastério para a Doutrina da Fé, pondo a tónica na dimensão universal, filosófica e antropológica, do respeito pela pessoa humana enquanto fator de salvaguarda dos direitos humanos, do primado da justiça e do reconhecimento de que todos os seres humanos como livres e iguais em dignidade e direitos.

Cultura e artes

Uma estranha serenidade…

Uma estranha serenidade…

Talvez o leitor já tenha tido a estranha sensação de conversar com um monge e sair dessa conversação cheio de interrogações, mas também de entrar em si com o sentimento de uma estranha serenidade. Uma sensação enigmática que nos desloca da nossa condição habitual e doméstica, para um outro nível de relação com os demais, uma outra maneira de habitar o mundo e de nos sentirmos a nós próprios. [Texto de João Paulo Costa a propósito do filme de Wim Wenders Perfect Days]

“Estudar os textos antigos como quem estuda as grandes perguntas da actualidade”

Estudos de José Augusto Ramos reunidos

“Estudar os textos antigos como quem estuda as grandes perguntas da actualidade”

Estudar textos antigos “como quem estuda as grandes questões e interrogações da actualidade”. É esse o sentido dado por José Augusto Ramos, biblista e um dos grandes historiadores portugueses da Antiguidade e da História do Judaísmo, à publicação de dois volumes de estudos da sua autoria. As obras são apresentadas nesta quarta, em Lisboa.

Sete Partidas

Hospitalidade, foco e atenção

Hospitalidade, foco e atenção

Numa entrevista a Tolentino Mendonça ouvi uma palavra que, não sei bem porquê, não ouvia, ou não pensava, há muito tempo. Hospitalidade. “Modo generoso e afável de receber ou tratar alguém.” Assim diz o dicionário Priberam. A palavra ficou. Anda aqui por dentro, “da cabeça para o coração e do coração para a cabeça”.

Aquele que habita os céus sorri

Parceiros

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This