Tensão no bairro cristão de Jerusalém

Americano judeu tenta destruir rosto de Cristo à martelada

| 2 Fev 2023

estatua de cristo desfigurada, pertencente a capela da condenacao, em jerusalem, foto aleteia

Pormenor da imagem de Cristo após ter sido vandalizada, na capela da Condenação, em Jerusalém. Foto: Direitos reservados.

 

Um americano judeu de cerca de 40 anos deitou por terra e desfigurou esta terça-feira, 2 de fevereiro, uma imagem de Cristo na capela da Condenação, situada no perímetro da Igreja da Flagelação, na Terra Santa.

O ataque deu-se logo de manhã, pelas 8h30, e a destruição só não foi maior porque o porteiro do templo se lançou sobre o atacante e imobilizou-o, tendo os frades chamado a polícia. Esta levou o homem sob prisão para uma esquadra.

Este ato de vandalismo acontece na sequência de quatro outros incidentes que ocorreram nos últimos tempos naquela zona de Jerusalém, onde se encontra o assim chamado bairro cristão.

Um comunicado emitido na tarde desta terça pela Custódia da Terra Santa, que está a cargo dos Franciscanos, refere que “na semana passada, alguns turistas foram atacados por um grupo de judeus religiosos que entraram na Porta Nova. Cometeram atos de vandalismo … perto da sede da Custódia da Terra Santa, atirando cadeiras, mesas e copos e transformando o bairro cristão num campo de batalha”.

De acordo com a mesma fonte, há perto de duas semanas, um cemitério cristão em Jerusalém foi vandalizado. Surgiram graffitis nas paredes com conteúdos como “Morte aos cristãos” nas paredes de um mosteiro no bairro arménio e foram vandalizadas instalações usadas como igreja no centro maronita de Ma’alot.

No comunicado, a Custódia da Terra Santa refere seguir “com preocupação” e condenar “veementemente esta crescente sucessão de graves atos de ódio e violência contra a comunidade cristã em Israel”, observando, a propósito: “Não é por acaso que a legitimação da discriminação e da violência na opinião pública e no atual ambiente político israelita se traduz também em atos de ódio e violência contra a comunidade cristã”.

“Esperamos e exigimos – acrescenta o texto – que o governo israelita e as agências de aplicação da lei atuem de forma decisiva para garantir a segurança de todas as comunidades, garantir a proteção das minorias religiosas e erradicar o fanatismo religioso”.

No ataque à imagem de Cristo desta terça-feira, o atacante serviu-se de um martelo que trazia consigo. A imagem em madeira tinha sido levada de Espanha para aquela igreja em 1912, segundo refere o jornal francês Le Figaro.

A capela da Condenação encontra-se, segundo a tradição cristã, no local em que Jesus foi condenado à morte e, tal como a Igreja vizinha da Flagelação, fica situada na Via Dolorosa, no bairro cristão da Cidade Velha de Jerusalém (parte este).

 

Guerra e Paz: angústias e compromissos

Um ensaio

Guerra e Paz: angústias e compromissos novidade

Este é um escrito de um cristão angustiado e desorientado, e também com medo, porque acredita que uma guerra devastadora na Europa é de alta probabilidade. Quando se chega a este ponto, é porque a esperança é já pequena. Manda a consciência tentar fazer o possível por evitar a guerra e dar uma oportunidade à paz. — ensaio de Nuno Caiado

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This