Presidente da Fundação JMJ emocionado

Américo Aguiar não voltará “a ser o mesmo” depois da visita à Ucrânia

| 16 Jul 2023

Américo Aguiar com jovens ucranianos. Foto © JMJ Lisboa 2023

Américo Aguiar com jovens ucranianos. Foto © JMJ Lisboa 2023

 

O presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) confessa que “não voltará a ser o mesmo” depois desta visita à Ucrânia. Américo Aguiar encontrou-se com jovens católicos em Berdychiv, e terminou o dia emocionando-se na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Dovbysh, no centro do país.

O bispo auxiliar de Lisboa, D. Américo Aguiar, doou este domingo o seu anel episcopal e o solidéu à paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Dovbysh, província de Jitomir na Ucrânia. “Eu aprendi a fazer isto com João Paulo II que o fez em tantas circunstâncias. Tal como o anel significa a fidelidade, assim também quero dar significado a esta ligação umbilical”, justificou Américo Aguiar, no final deste encontro.

O presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) afirmou que já se emocionou várias vezes durante a sua visita à Ucrânia. “Acho que não vou voltar a ser o mesmo depois desta experiência, para mais após o ‘acidente cardinalício’ de há uma semana. Nunca mais na vida voltarei a ser a mesma pessoa e da mesma maneira. Vivendo com estes irmãos e ao mesmo tempo a força da fé e da esperança, de Cristo Vivo, é qualquer coisa que nos esmaga. Estou convencido que estes mais de 500 dias de resistência vêm , acima de tudo, do coração de cada homem e cada mulher da Ucrânia e da força que Deus lhes dá”, afirmou à margem do encontro na paróquia de Nossa Senhora de Fátima.

 

“E tu, falas com Jesus?”

“E tu, falas com Jesus?” novidade

Em matéria de teologia, tendo a sentir-me mais próxima do meu neto X, 6 anos, do que da minha neta F, de 4. Ambos vivem com os pais e uma irmã mais nova em Londres. Conto dois episódios, para perceberem onde quero chegar. Um dia, à hora de deitar, o X contou à mãe que estava “desapontado” com o seu dia. Porquê? Porque não encontrara o cromo do Viktor Gyokeres, jogador do Sporting, um dos seus ídolos do futebol; procurou por todo o lado, desaparecera. Até pedira “a Jesus” para o cromo aparecer, mas não resultou. [Texto de Ana Nunes de Almeida]

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga

Decreto de extinção a marcar passo?

Fundadora da Comunidade Loyola castigada pelo Vaticano é ministra da comunhão em Braga novidade

A pouco mais de três meses de se completar um ano, prazo dado pelo Vaticano para extinguir a Comunidade Loyola, um instituto de religiosas fundado por Ivanka Hosta e pelo padre Marko Rupnik, aparentemente tudo continua como no início, com as casas a funcionar normalmente. No caso da comunidade de Braga, para onde Ivanka foi ‘desterrada’ em meados de 2023, por abusos de poder e espirituais, a “irmã” tem mesmo estado a desenvolver trabalho numa paróquia urbana, incluindo como ministra extraordinária da comunhão, com a aparente cobertura da diocese.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This