Seminário de história medieval

André Vauchez fala sobre os santuários, casa do cristianismo ocidental

| 3 Nov 2021

Assis no inverno, um dos lugares de peregrinação que marcou a construção da Europa. Foto © Miguel Marujo.

 

“O cristianismo nasceu no Ocidente, os santuários são a sua casa.” Esta é uma das ideias do historiador francês André Vauchez que na próxima quinta-feira, 4 de Novembro, às 18h, fará uma conferência acerca do tema “Santuários e Peregrinações”, que pode ser acompanhada através de transmissão digital.

A sessão integra-se no Seminário Internacional de História Religiosa Medieval, uma parceria do Centro de Estudos de História Religiosa, da Universidade Católica (UCP-CEHR) e do Instituto de Estudos Medievais (IEM- NOVA/FCSH), retomando uma iniciativa semelhante que foi interrompida em 2013. Neste novo figurino está prevista a participação de investigadores estrangeiros, de que André Vauchez, autor de A Espiritualidade da Idade Média Ocidental – Séculos VIII-XIII (Editorial Estampa) é o primeiro exemplo.

Na conferência, o historiador desenvolverá aspectos do seu último livro, Les sanctuaires de l’Europe occidentale, IVe-XVIe siècle (Éditions du Cerf), publicado já em 2021. Nele, Vauchez, que tem dedicado boa parte da sua investigação aos temas da espiritualidade cristã medieval, apresenta santuários importantes e decisivos para o cristianismo como Assis, o Mont Saint-Michel e Rocamadour. Ou ainda São Martinho de Tours, as montanhas de São Miguel de Puglia e Normandia e Nossa Senhora do Loreto que, a par de Jerusalém e Roma, eram lugares de destino de muitos peregrinos “em busca de cura do corpo e da alma”. Estes lugares, na perspectiva que Vauchez desenvolve no livro, acabariam por tecer uma vasta e densa rede, que dotou o espaço ocidental de novas formas e centros de sacralidade.

Estes novos lugares sagrados, nascidos entre a Antiguidade Tardia e os Tempos Modernos, apareceram quase sempre albergando relíquias de santos, ou recordando visões de anjos ou da Virgem Maria. O também autor de Francisco de Assis – Entre História e Memória (ed. Instituto Piaget) fixa as diferentes fases da formação desses lugares, bem como o modo como se foram tornando populares no cristianismo ocidental, desde o primeiro ao XVIº século e como tais lugares ajudaram a configurar a vida religiosa e o espaço de cristandade.

Com esta conferência, explica Filomena Andrade, do IEM-NOVA/FCSH, Vauchez tentará problematizar o tema em análise, apontando as suas potencialidades e os rumos de investigação que tem suscitado.

André Vauchez, um dos mais conceituados medievalistas, especializado em história religiosa e da espiritualidade, defendeu a sua tese em 1978, sobre “A santidade no Ocidente nos últimos séculos da Idade Média (1198-1431)”, lecionou em várias universidades e é actualmente membro do Institut Universitaire de France. Entre as suas obras, contam-se ainda uma sobre os heréticos e as heresias na Idade Média e uma biografia de Catarina de Siena.

Além das duas instituições referidas, o seminário 2021-22, dedicado ao tema genérico “Santuários, relíquias e peregrinações”, é organizado também em parceria com a Peregrinatio – rede de investigação para o estudo da peregrinação na Idade Média, sediada no Instituto de Estudos Medievais da Nova.

O seminário tem um ritmo mensal e pretende ser “um espaço de debate de novas perspectivas de investigação sobre o tema”, aberto a investigadores, estudantes ou todos os interessados. Mais informações podem ser encontradas na página do CEHR.

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This