Segundo a OMS

Apenas uma pessoa em dez tem acesso a cuidados paliativos de qualidade

| 6 Out 2021

No mundo inteiro, apenas uma em cada 10 pessoas que precisam de cuidados paliativos estão a recebê-los, revelou esta terça-feira, 5, a Organização Mundial de Saúde (OMS), em comunicado.

Entretanto, “a procura global por cuidados para pessoas com doenças fatais continuará a crescer à medida que a população envelhece e aumenta o fardo de doenças não transmissíveis”, salienta a agência de saúde da ONU. Em 2060, a necessidade de cuidados paliativos deverá praticamente duplicar, de acordo com a mesma fonte.

A propósito do Dia Mundial de Cuidados Paliativos, que se evoca neste sábado, dia 9, e inserida nos esforços de “ação urgente e concertada” para aumentar o acesso a esse tipo de cuidados, a OMS acaba de propor dois novos recursos para apoiar os países na avaliação do desenvolvimento dos cuidados paliativos e na melhoria da qualidade desses serviços.

 

Bispos e Governo timorense renovam acordo de cooperação

20 anos de independência

Bispos e Governo timorense renovam acordo de cooperação novidade

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, e o presidente da Conferência Episcopal Timorense (CET), o bispo Norberto do Amaral, de Maliana, renovaram um acordo de cooperação que alarga uma cláusula da Concordata entre o país de maioria católica e o Vaticano e que atribui à Igreja Católica a gestão de 15 milhões de dólares (cerca de 14 milhões, 171 mil euros).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Santuário católico vandalizado na Índia

Tensão entre religiões

Santuário católico vandalizado na Índia novidade

As tensões interreligiosas na Índia voltaram a conhecer novos episódios, depois da vandalização por desconhecidos de estátuas de Maria, do Menino Jesus e do Sagrado Coração de Jesus num santuário no estado de Andhra Pradesh, causando “choque entre os católicos locais”. Um articulista ataca o ódio incentivado por “fascistas” contra as minorias cristãs e muçulmanas.

Sermos pessoas “Laudato Si’” sem esforço

Sermos pessoas “Laudato Si’” sem esforço novidade

Há quase dois anos que em nossa casa deixámos de comprar iogurtes e começámos a fazê-los em casa. Um dia fizemos as contas e essa pequena mudança representa cerca de 1000 embalagens de plástico que deixámos de consumir. Se 1000 famílias fizessem como nós, seria 1 tonelada a menos de plástico. As grandes mudanças começam pelas pequenas.

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This