Filme no Dia Internacional

Aprender a “Viver Juntos em Paz” 

| 16 Mai 2022

 

Em sintonia com os objetivos do Dia Internacional de Viver Juntos em Paz, que esta segunda-feira, 16 de maio, se celebrou, a organização Aliança das Civilizações, da ONU, lançou o filme All of Us [Todos nós], do realizador Pierre Pirard, em parceria com outras organizações internacionais.

O filme, disponível integralmente no YouTube, com legendas em seis línguas, é “uma visão comovente da importância de reduzir as tensões e alcançar a coesão social”, observa a Aliança de Civilizações (AOC, na sigla em inglês).

“Agora, mais do que nunca, num cenário de incerteza política em todo o mundo, é importante destacar narrativas positivas para combater as forças do ódio e da divisão. Por meio de narrativas convincentes e aproveitando o poder do filme, os criadores de All of Us visam promover a harmonia cultural e religiosa”, salienta ainda a AOC.

O Dia Internacional de Viver Juntos em Paz foi instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 2017, para celebrar a diversidade, a compreensão, a solidariedade e a convivência em paz, com base no respeito mútuo.

Na Resolução que criou o Dia, a ONU entendeu ser necessário mobilizar os esforços da comunidade internacional no sentido de “promover a paz” na vida das pessoas e das comunidades e de “viver e agir em conjunto, unidos na diferença e na diversidade, em ordem a construir um mundo sustentável e pacífico”.

Através deste dia, que ganha uma acuidade e significado especiais devido à situação de guerra que se vive na Ucrânia, a ONU insta os Estados Membros a promover a reconciliação, trabalhando com as comunidades, líderes religiosos e outros atores relevantes” através de ações que “encorajem o perdão e a compaixão entre indivíduos”.

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This