Arcebispo de Minsk, ainda sem autorização para regressar à Bielorrússia, recebido no Vaticano

| 20 Out 2020

Tadeusz Kondrusiewicz, Foto CCEE

Tadeusz Kondrusiewicz, arcebispo de Minsk e presidente da Conferência Episcopal catóilica bielorrussa, permanece exilado há já quase dois meses. Foto © CCEE.

O arcebispo de Minsk (Bielorrússia), Tadeusz Kondrusiewicz, que desde o final de agosto não consegue obter autorização do governo para entrar no seu país, foi esta segunda-feira recebido no Vaticano pelo cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado da Santa Sé, e Paul Gallagher, secretário para as Relações com os Estados.

De acordo com a página da Igreja Católica Bielorrussa, o encontro serviu para debater soluções que viabilizem o regresso do arcebispo à sua terra natal, tendo o Vaticano manifestado “preocupação” em relação ao facto de Kondrusiewicz, que é também o presidente da Conferência Episcopal no país, permanecer exilado há já quase dois meses.

“A Santa Sé está a desenvolver todos os esforços para retificar a situação o mais rapidamente possível e espera que o problema se resolva positivamente, pode ler-se na notícia publicada pela Igreja da Bielorrússia.

No passado dia 11 de setembro, o próprio arcebispo Paul Gallagher, cujo cargo equivale ao de ministro dos Negócios Estrangeiros, esteve na Bielorrússia para encontrar uma solução junto das autoridades locais, sem, no entanto, ter conseguido desbloquear a situação.

Também os bispos da Bielorrússia emitiram uma declaração no dia 2 de setembro, em que afirmavam ser “inadmissível” e “incompatível com a atual legislação da República da Bielorrússia” que “um bispo da Igreja Católica, que é o pastor dos fiéis a si confiados, seja privado da oportunidade de estar na sua própria diocese e de nela exercer o ministério que lhe foi confiado pelo Papa Francisco”.

O arcebispo  de Minsk ficou retido, no passado dia 31 de agosto, na fronteira bielorrussa com a Polónia, onde se deslocara, após um fim de semana em que mais de 100 mil pessoas se haviam manifestado nas ruas da capital contra o presidente Alexander Lukashenko, que reivindica ter ganho as eleições de 9 de Agosto, mas cujos resultados são considerados fraudulentos pela oposição.

Tadeusz Kondrusiewicz apelara a  uma “solução para a crise social e política que eclodiu no país nas últimas semanas”, tendo referido “as dificuldades económicas em que a Bielorrússia” parecia “estar a afundar-se” e alertando para a possibilidade de “um isolamento internacional do país”.

 

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero

Encontro “Cuidar” em Lisboa

Quando os padres não abusadores são as vítimas colaterais dos abusos do clero novidade

“O que encontramos assusta-me: desilusão, depressão, crise existencial, perda de identidade, fim da relação entre presbíteros, perda de confiança na instituição e na hierarquia.” O diagnóstico cáustico é feito ao 7MARGENS pelo padre inglês Barry O’Sullivan, 61 anos, da diocese de Manchester, que estudou o impacto dos abusos sexuais entre os padres não abusadores.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

De 1 a 31 de Julho

Helpo promove oficina de voluntariado internacional

  Encerram nesta sexta-feira, 24 de Junho, as inscrições para a Oficina de Voluntariado Internacional da Helpo, que decorre entre 1 e 3 de Julho. A iniciativa é aberta a quem se pretenda candidatar ao Programa de Voluntariado da Organização Não Governamental para...

Luz e negrume

Luz e negrume novidade

As obras de Pedro Costa, cineasta, Rui Chafes, escultor, e Paulo Nozolino, fotógrafo, e de Simon Hantaï, artista plástico, estão expostas em Paris, respectivamente no Centre Georges Pompidou e na Fundação Louis Vitton. Um autor, identificado como Anonymous, estabelece com elas um diálogo em dois poemas traduzidos por João Paulo Costa, investigador na área de filosofia e autor de À sombra do invisível (Documenta, 2020).

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos

Contributos para o Sínodo (23)

Paróquia de Nossa Senhora da Hora: Ouvir os leigos na nomeação de padres e bispos novidade

Os leigos devem ser ouvidos nos processos de nomeação de párocos e de escolha dos bispos e a Igreja deve ter uma lógica de reparação da situação criada pelos abusos de menores. Evitar o clericalismo e converter os padres a uma Igreja minoritária, pobre, simples, dialogante, sinodal é outra das propostas do Conselho Paroquial de Pastoral da Paróquia de Nossa Senhora da Hora (Matosinhos).

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma

Saúde mental dos jovens: a urgência de um novo paradigma novidade

A saúde mental dos jovens tem-se vindo a tornar, aos poucos, num tema com particular relevância nas reflexões da sociedade hodierna, ainda que se verifique que estas possam, muitas das vezes, não resultar em concretizações visíveis e materializar em soluções para os problemas que afetam os membros desta mesma sociedade. A verdade é que, apesar de todos os esforços por parte dos profissionais de saúde e também das pessoas, toda a temática é, ainda, envolvida por uma “bolha de estigmas”, o que a transforma numa temática-tabu.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This