Arquitectura, arte e liturgia: filme, debates e livro no fim-de-semana

| 31 Jan 20

Diogo Lino Pimentel e Flores Ribeiro, dois dos arquitectos cuja obra será debatida na jornada, protagonistas do Movimento de Renovação da Arte Religiosa. Foto: Arquivo do Secretariado das Novas Igrejas do Patriarcado/Direitos reservados

 

Um documentário sobre a igreja de Olivais-Sul (Lisboa), de Pedro Vieira de Almeida, um encontro sobre Pensar a Igreja. Projectar Igrejas, e um livro com o título Nuno Portas: 18 Obras Partilhadas – estes são os momentos essenciais da V Jornada de Liturgia, Arte e Arquitectura que decorre em lisboa, neste fim-de-semana, entre a noite de sexta-feira, 31 de Janeiro, e a tarde de domingo, 2 de Fevereiro.

O programa essencial decorre no sábado, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, mas ele inicia-se já nesta noite de sexta: às 21h30, na Igreja de Nossa Senhora da Conceição (Rua Cidade João Belo, Olivais Sul, em Lisboa), será apresentado o documentário A Espessura da Luz, da autoria de João Valério, Sofia Almeida e Tiago Santos, acerca daquele mesmo espaço religioso (a entrada é livre).

No sábado, a jornada de liturgia, arte e arquitectura é dedicada ao tema Pensar a Igreja. Projectar Igrejas e decorre na Igreja do Sagrado Coração de Jesus (Marquês de Pombal, da autoria dos arquitectos Nuno Portas e Nuno Teotónio Pereira (a inscrição, obrigatória, deve ser feita por via electrónica e custa 10 euros, ou cinco euros para estudantes).

Na abertura da jornada, às 9h30, participa o patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente (na abertura) enquanto na sessão de encerramento (17h45) participa o presidente da Ordem dos Arquitectos, José Manuel Pedreirinho.

A manhã será dedicada ao tema genérico “Contextos” e conta com intervenções do padre António Janela (pároco do Sagrado Coração de Jesus), Helena Valentim (professora da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova), António Marujo (jornalista do 7MARGENS) e Hugo Casanova (arquitecto e um dos dinamizadores da jornada).

“Formas” é o título do painel da tarde, dedicado a estudar quatro arquitectos: António de Freitas Leal, António Flores Ribeiro, Diogo Lino Pimentel e Luiz Cunha. Intervêm, respectivamente, Maria do Rosário Mourão; o padre Lereno Dias; Hugo Venade; e Paulo Miranda e António Sá Machado, todos eles colaboradores e/ou amigos dos arquitectos em estudo, que assim serão homenageados.

Igreja de Nossa Senhora de Fátima, Póvoa do Valado (Aveiro), obra do arquitecto Luiz Cunha, um dos membros do Movimento de Renovação da Arte Religiosa

 

A jornada é promovida pelo Átrio, um grupo informal de arquitectos que se dedica ao estudo e debate da relação entre arquitetura, arte e liturgia, entre os quais João Alves da Cunha, Paulo Miranda, João Luís Marques. E conta ainda com a colaboração do Centro de Estudos de História Religiosa da Universidade Católica e do Centro de Estudos de Arquitectura e Urbanismo da Faculdade de Arquitectura do Porto.

O livro sobre Nuno Portas (ed. Circo de Ideias) tem como autores Bartolomeu Costa Cabral, Joana Fernandes, Maria Tavares, Nuno Grande e o próprio Nuno Portas; e será apresentado no mesmo espaço, no domingo, dia 2, a partir das 16h30.

Artigos relacionados