Igreja Católica da Irlanda

“Arrisca por Cristo!”: campanha para recrutar candidatos a padre

| 3 Mai 2023

A campanha pretende pôr em destaque a figura e o testemunho de Jesus Cristo, desafiando potenciais interessados a dedicarem a sua vida à causa do Evangelho e arrancou no dia em que a Igreja Católica encerrou mais uma Semana de Oração pelas Vocações, instituída há 60 anos pelo Papa Paulo VI.

 

A Igreja Católica irlandesa, que se debate com uma cronica falta de candidatos a presbíteros, lançou este domingo, 30 de Abril, uma campanha anual com vista a sensibilizar jovens através das redes sociais e meios digitais.

A campanha pretende pôr em destaque a figura e o testemunho de Jesus Cristo, desafiando potenciais interessados a dedicarem a sua vida à causa do Evangelho e arrancou no dia em que a Igreja Católica encerrou mais uma Semana de Oração pelas Vocações, instituída há 60 anos pelo Papa Paulo VI.

“Se, em tempos, todas as famílias numerosas do país esperavam que um filho entrasse para o seminário, os escândalos que abalaram a Igreja nas últimas duas décadas fizeram com que o número de ordenações caísse a pique”, explica o jornal Irish Mirror, num artigo sobre a campanha.
Para recuar apenas até aos anos 60 do século passado, eram centenas os candidatos que entravam nos seminários, mas esse número reduziu-se tão drasticamente que, em 2020, apenas um padre foi ordenado em toda a Irlanda, contra 171 em 1984.

Não é, assim, de estranhar o comentário que, não há muito tempo, fez o arcebispo de Tuam, Francis Dufty, perante uma comunidade paroquial: “Sugiro que olhem bem para o vosso pároco. Pode bem acontecer que seja o último de uma longa série de pastores aqui residentes e que não possa vir a ser substituído”.

“Há vocações na Irlanda. Deus está constantemente a chamar; só que, no meio do barulho das vozes alternativas, Deus está a ser um pouco abafado neste momento”, observou, por sua vez, Lawrence Duffy, bispo que integra o Conselho Episcopal Irlandês para as Vocações.

De acordo com o National Catholic Reporter (NCR), que cita aquele responsável episcopal, a desertificação crescente de comunidades sem padre tem vindo a obrigar as 26 dioceses irlandess a operar “mudanças radicais”, que passam por ligações e parcerias entre paróquias e a intensificação do papel dos leigos.

O bispo de Waterford, Alphonsus Cullinan, um dos líderes da iniciativa agora tomada, centrada no mote “Arrisca por Cristo”,

 

afirmou: “Um dos principais objetivos deste Ano das Vocações é iniciar conversas nas famílias, com os padres e nas comunidades paroquiais sobre a beleza da vocação sacerdotal”.

“As reações dos sacerdotes recém-ordenados indicam uma forte correlação entre a sua vocação e o encorajamento recebido de um sacerdote sobre o seu ministério, por outras palavras, correr o risco por Cristo.”

Um estudo publicado pela Associação irlandesa de Padres Católicos (ACP) em novembro passado, citado pelo NCR, mostrava que um quarto de todos os padres atualmente em serviço na Igreja irlandesa deverá reformar-se nos próximos 15 anos.

O inquérito revelou que 547 dos 2.100 padres que trabalham na Igreja irlandesa têm idades compreendidas entre os 61 e os 75 anos e que cerca de 300, ou seja, 15 por cento dos padres ativos, têm 75 anos ou mais. O inquérito revelou também que apenas 52 padres – ou seja, menos de 2,5 por cento dos padres ativos – têm menos de 40 anos e que há apenas 47 seminaristas no seminário nacional.

 

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas novidade

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra

Atividades abertas a todos

Ver teatro que “humaniza” e aprender a “salvar a natureza”? É no Seminário de Coimbra novidade

Empenhado em ser “um lugar onde a Cultura e a Espiritualidade dialogam com a cidade”, o Seminário de Coimbra acolhe, na próxima segunda-feira, 26, a atividade “Humanizar através do teatro – A Importância da Compaixão” (que inclui a representação de uma peça, mas vai muito além disso). Na terça-feira, dia 27, as portas do Seminário voltam a abrir-se para receber o biólogo e premiado fotógrafo de natureza Manuel Malva, que dará uma palestra sobre “Salvar a natureza”. 

Era uma vez na Alemanha

Era uma vez na Alemanha novidade

No sábado 3 de fevereiro, no centro de Berlim, um estudante judeu foi atacado por outro estudante da sua universidade, que o reconheceu num bar, o seguiu na rua, e o agrediu violentamente – mesmo quando já estava caído no chão. A vítima teve de ser operada para evitar uma hemorragia cerebral, e está no hospital com fracturas em vários ossos do rosto. Chama-se Lahav Shapira. [Texto de Helena Araújo]

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira

Inaugurados dia 25

Vitrais e escultura celebram videntes de Fátima na Igreja da Golpilheira novidade

A comunidade cristã da Golpilheira – inserida na paróquia da Batalha – vai estar em festa no próximo domingo, 25 de fevereiro, data em que serão inaugurados e benzidos os novos vitrais e esculturas dos três videntes de Fátima que passarão a ornamentar a sua igreja principal – a Igreja de Nossa Senhora de Fátima. As peças artísticas foram criadas por autores nacionais, sob a coordenação do diretor do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, Marco Daniel Duarte.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This