As finas flores do entulho

| 16 Set 20

O campo religioso evangélico atravessa talvez a sua pior fase na história do mundo ocidental. Depois da prostituição com o poder político, os escândalos sucedem-se. Era de esperar.

 

Quem por estes dias tenha acompanhado as notícias dos Estados Unidos, Brasil e América Latina em geral, deve ter ficado estarrecido.

Como já se esperava, rebentou a bronca com uma senadora evangélica do Brasil, Flordelis dos Santos de Souza, que é acusada de ter sido mandante do assassinato do marido, executado a tiro por alguns dos filhos duma família artificial de que era matriarca, constituída por cerca de 50 filhos adoptivos, numa casa que parecia um bordel e onde quase todos dormiam com quase todos.

Flordelis representa o pior do evangelicalismo brasileiro, onde qualquer pessoa sem escrúpulos pode ascender facilmente a posições de destaque em virtude de o meio ser altamente conservador e pouco instruído. Veja-se o caso de Edir Macedo e outros tantos figurões do denominado neopentecostalismo, de resto uma designação imprecisa e que deixa muito a desejar.

Flordelis é uma construção desenvolvida nas últimas décadas e feita em cima da visibilidade mediática. Criada numa favela do Rio, fundou uma das milhares de igrejas independentes do segmento pentecostal que anuncia um avivamento recorrente, mas sempre de olho posto em programas de carácter musical para atrair público. Foi assim que alguns elementos se tornaram celebridades e ganharam estatuto e poder, sempre fiéis à filosofia do sucesso, da conquista, da saúde, da rejeição de todo e qualquer sofrimento e da guerra contra os inimigos.

A alegada autora moral do crime chorou compulsivamente no velório do marido, Anderson do Carmo, mas consta que “por trás da aparência de mãe e mulher modelo, frequentava casas de swing e oferecia filhas como objectos sexuais a outras autoridades evangélicas”. O facto de ser amiga da ministra Damares Alves, de Michelle Bolsonaro e apaparicada pelas lideranças neopentecostais é sintomático do moralismo hipócrita prevalecente.

Talvez não seja por acaso que o nome da figura (flor-de-lis) tenha sido adaptado da heráldica associada à monarquia absolutista francesa.

Poderíamos falar também do pastor Everaldo, tornado famoso por ter baptizado Bolsonaro no rio Jordão, em Israel (outra tara do meio!), ele que se diz católico… Pois Everaldo foi apanhado na teia da corrupção e está a contas com a justiça. De acordo com a imprensa o quinto classificado na eleição presidencial de 2014, líder do ultraconservador Partido Social Cristão (PSC), faz parte, segundo o Ministério Público, “de um grupo criminoso que desviou e lavou recursos em plena pandemia, sacrificando a saúde e a vida de milhares de pessoas num total desprezo com o senso mínimo de humanidade e dignidade”.

Mas se formos para os países sul-americanos de língua castelhana, o panorama não é melhor. Os escândalos sucedem-se em catadupa.

Nos Estados Unidos acabou de rebentar outro escândalo pela mão de Jerry Falwell Jr, líder evangélico e presidente duma universidade cristã conservadora, apoiante próximo de Donald Trump. Há dois anos, quando foi confrontado com a estranheza provocada pelo seu apoio fervoroso ao candidato presidencial com uma vida tão imoral, terá afirmado: “Todo ser humano é um pecador. Somos todos imperfeitos, todos temos falhas e somos redimidos pelo sangue de Jesus Cristo.” Pois bem, perdeu agora as suas mordomias, ao ter de se demitir e abdicar de um salário anual de um milhão de dólares e do uso de jacto particular, ao ser apanhado num escândalo sexual centrado no alegado adultério da mulher, consentido e incentivado por ele.

Os analistas políticos perguntam-se até que ponto o escândalo pode prejudicar o voto em Donald Trump, em especial por parte do eleitorado branco conservador e religioso.

Estes são apenas alguns sinais de um certo evangelicalismo extremista, alimentado por décadas de doutrinação distorcida do Evangelho de Cristo e do significado genuíno da cruz, que na sua pureza fala de tolerância, despojamento e compaixão. Esta nova doutrina substituiu o ensino de Jesus pela luta por notoriedade, poder, e por um discurso agressivo, triunfalista e hipócrita, montado numa moralidade duvidosa, mas onde não resta espaço para amar o que é diferente ou aquele que pensa de forma diversa.

Flordelis justificou-se dizendo que não se queria divorciar do marido para não “desagradar a Deus”. Pelos vistos envenená-lo e mandar matá-lo já agrada… Segundo um comentador brasileiro, “atualmente a relação entre religião e governo é praticada em bases abertamente oportunistas e sem qualquer pudor de natureza ética”.

Mas os escândalos com os segmentos católicos (os alegados crimes do padre Robson) e espíritas (os do médium João de Deus) também compõem o quadro religioso.

Os abcessos precisam de ser lancetados. Embora incomode os sectores religiosos, torna-se necessário, do ponto de vista higiénico, denunciar firmemente estes falsos cristãos e mercadores da fé, em nome da esmagadora maioria dos que se gastam e desgastam em privações, sob perseguição, em sacrifícios, que muitas vezes são presos e mortos em nome da sua fé, em regiões inóspitas, mas com vidas dignas e íntegras ao serviço do próximo. Sobre esses, disse Jesus: “Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” (Mateus 25:21). Mas sobre os outros dirá: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7:23).

 

José Brissos-Lino é director do mestrado em Ciência das Religiões na Universidade Lusófona e coordenador do Instituto de Cristianismo Contemporâneo; texto publicado também na página digital da revista Visão.

 

Mais de 340 milhões de cristãos “fortemente perseguidos” no mundo em 2020

Mais de 340 milhões de cristãos “fortemente perseguidos” no mundo em 2020

Todos os dias, 13 cristãos morrem por causa da sua fé, 12 são detidos injustamente e cinco são sequestrados. O número de cristãos perseguidos em todo o mundo aumentou de 260 milhões, em 2019, para mais de 340 milhões em 2020, confirmando a tendência de crescimento dos últimos anos, a qual foi acentuada pela pandemia de coronavírus, revela o relatório da ONG Open Doors (Portas Abertas), divulgado esta quarta-feira, 13 de janeiro.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

O poder no feminino, nas histórias de seis portuguesas negras

O programa Poder no Feminino, que estreia às 19h30 deste domingo, 10 de Janeiro, na RTP África, dará voz a seis mulheres de ascendência africana, portuguesas ou que residem em Portugal, que fizeram o seu percurso profissional na academia, nos negócios, na política, no jornalismo, na psicologia, em Portugal e no mundo.

Santuário de Fátima entrega 13 mil euros de ofertórios do Natal à diocese de Pemba

Os ofertórios das missas de Natal e de Ano Novo do Santuário de Fátima renderam 13.397,34 euros e o dinheiro será enviado directamente para a diocese de Pemba (Moçambique), que está no centro das tensões que têm atingido a província de Cabo Delgado, onde os ataques de grupos terroristas provocaram já mais de meio milhão de desalojados e mais de dois mil mortos.

Cristão libertado 11 anos depois de condenação por blasfémia no Paquistão

O Tribunal de Relação de Lahore, no Paquistão, absolveu o cristão Imran Masih, que tinha sido condenado a prisão perpétua em julho de 2009 por, segundo testemunhas oculares, ter queimado livros contendo versículos do Alcorão enquanto limpava a sua loja em Hajveri, Faisalabad. O processo judicial sofreu quase 70 adiamentos durante os 11 anos que Imran permaneceu na prisão.

Inscreva-se aqui
e receba as nossas notícias

Boas notícias

É notícia

“Pelo amor de Deus, enviem-nos oxigénio”, apela o arcebispo de Manaus

Com o aumento vertiginoso de casos de covid-19 no Estado do Amazonas (Brasil), particularmente na capital Manaus, e com as principais unidades de saúde já sem oxigénio disponível, o arcebispo da diocese, Leonardo Ulrich Steiner, gravou um vídeo apelando à solidariedade de todos. “Pelo amor de Deus, enviem-nos oxigénio”, pediu na mensagem divulgada esta sexta-feira, 15 de janeiro, pelo Vatican News, sublinhando que a região se encontra “num momento de pandemia, quase sem saída”, em que as pessoas estão a morrer “por falta de oxigénio, por falta de camas” nas unidades de cuidados intensivos.

Bangladesh: Incêndio em campo de refugiados rohingya deixa 3.500 sem casa

Um incêndio devastou esta quinta-feira, 14 de janeiro, o campo de refugiados da cidade portuária de Cox’s Bazar, no sul do Bangladesh, tendo destruído mais de 550 casas que abrigavam cerca de 3.500 pessoas da minoria rohingya. Não são conhecidas até ao momento quaisquer vítimas mortais ou feridos graves, mas este incidente “terá roubado a muitas famílias o abrigo e dignidade que lhes restava”, afirmou o diretor da ONG Save the Children no país, Onn van Manen.

Papa Francisco e Bento XVI vacinados, e em breve toda a população do Vaticano

A primeira dose da vacina contra a covid-19 já foi administrada ao Papa Francisco e ao emérito Bento XVI, confirmou esta quarta-feira o porta-voz da Sala de Imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni. Depois de terem chegado ao Vaticano, no início desta semana, dez mil doses da vacina fabricada pela Pfizer, dentro de poucos dias todos os 4.730 residentes, trabalhadores e religiosos afetos ao pequeno estado estarão imunizados. O Vaticano será assim o primeiro estado do mundo a ter toda a sua população vacinada.

Bispos portugueses determinam suspensão de batismos, crismas e matrimónios

Apesar de as orientações governamentais para o novo período de confinamento permitirem a celebração de cerimónias religiosas com a presença física de fiéis, a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou esta quinta-feira, 14 de janeiro, que deverão ser “suspensas ou adiadas para momento mais oportuno” as celebrações de batismos, crismas e matrimónios.

O Vídeo do Papa: Francisco inicia 2021 com um apelo à fraternidade humana

O primeiro “Vídeo do Papa” de 2021 foi divulgado esta terça-feira, 5 de janeiro, e é dedicado à fraternidade humana. Nele, Francisco pede que rezemos “uns pelos outros, abrindo-nos a todos” e que os católicos se unam “como irmãos àqueles que rezam seguindo outras culturas, outras tradições e outras crenças”.

Entre margens

A máscara – espelho da alma

A propósito da recolha, compilação e publicação de alguns contos e lendas do concelho de Bragança, todos eles belíssimos e inspiradores, resolvi escrever sobre um deles (A Máscara de Ouro), por três razões principais: a primeira razão prende-se com o facto de unir a memória e o território, na figura do Abade de Baçal, patrono do meu Agrupamento de Escolas;

A Gaivota que nos ensinou o que é a esperança

Muitas vezes são invejadas as pessoas que abraçam a vida com uma atitude de esperança. Como se esta fosse um dom inato que permitisse viver com maior ligeireza. Contrariamente ao que se possa pensar, a esperança é um ato de resistência, um combate interior e, por vezes, exterior. Exige muitíssimo mais olhar o mundo com um olhar de esperança e de braços erguidos quando tudo parece perdido do que, pura e simplesmente, aceitar a dureza da realidade que não nos satisfaz.

O estado dos portugueses

Era bom que todos entendessem que a presente situação pode ser ainda pior do ponto de vista emocional do que uma guerra, pelo menos num aspecto. É que a guerra implica um inimigo a combater, com um rosto, uma intenção e uma identidade, contra quem se podem dirigir as nossas energias, o que não é possível numa pandemia causada por um vírus que não se vê a olho nu e cuja presença não se sente nem percepciona.

Cultura e artes

A vida, o sofrimento e Jesus

Dois autores, ambos presbíteros com profundas experiências e preocupações pastorais – Valdés é biblista argentino, Bermejo é especialista na pastoral da saúde em Espanha – oferecem em Peregrinar a Jesus um contributo notável para aprofundar as difíceis e exigentes questões relacionadas com a saúde, o sofrimento e a relação de fé.

O olhar da raposa

Infelizmente, são ainda muitos os lugares deste mundo onde a pena de morte continua a existir e a ser praticada. Sirvam de exemplo estas notícias do Público de sexta, 11 de Dezembro e Domingo 13 de Dezembro: “Trump autoriza onda de execuções como não se via há 124 anos”; “Alfred Bourgeois é o segundo executado em dois dias pela Administração Trump”; “Irão executa jornalista por inspirar protestos de 2017 contra o regime”.

A pegada de religiosidade na obra de João Cutileiro

“Na vasta obra de João Cutileiro, há uma intermitente, mas persistente, pegada de religiosidade que deixou plasmada em poemas de pedra”, escreve o padre Mário Tavares de Oliveira, cónego da diocese de Évora, num texto que evoca a arte do escultor que morreu no passado dia 5.

Palavra e Palavras

Durante as semanas de Advento li o novo livro de Valter Hugo Mãe (VHM), Contra Mim. Trata-se de um livro que revela quem é Valter Hugo Mãe. A sua leitura literalmente me encantou e fez emergir múltiplas epifanias.  Um grande livro, um grande escritor. Uma prosa lindíssima e original. Uma profunda busca de Deus.

Auscultar a expressão de um Povo

A chamada Caixa de Correio de Nossa Senhora constitui um arquivo do santuário de Fátima no qual se conservam as mensagens ali enviadas de todo o mundo, a partir da década de 40 do século passado, dirigidas à Mãe de Jesus. Trata-se de cartas, bilhetes, postais, ex-votos, num número que atinge os milhões e que constituem uma expressão de devoção íntima e pessoal de inúmeros católicos de todas as origens sociais, económicas e familiares.

Sete Partidas

Angela Merkel

Partilho o último discurso de Ano Novo de Angela Merkel como chanceler alemã. A princípio não gostava muito dela, e desgostei especialmente na época da crise do euro. A rejeição era tal que, há cerca de 15 anos, os meus filhos sentiram necessidade de tomar uma importante decisão pessoal: anunciaram que gostavam muito dos avós “apesar de eles votarem na Angela Merkel”.

Aquele que habita os céus sorri

Agenda

Parceiros

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This