Prémio Envelhecimento Ativo

Associação Portuguesa de Psicogerontologia distingue dez personalidades

| 13 Set 2023

Envelhecimento ativo, foto direitos reservados

O prémio visa distinguir pessoas com 80 ou mais anos que continuam a ter uma participação ativa na sociedade portuguesa. Foto: Direitos reservados.

 

O que têm em comum o ator Ruy de Carvalho, o padre Feytor Pinto ou o médico Fernando de Pádua? Todos eles foram galardoados com o Prémio da Associação Portuguesa de Psicogerontologia (APP), que visa distinguir pessoas com 80 ou mais anos que continuam a ter uma participação ativa na sociedade portuguesa.

Criado em 2021, o Prémio Envelhecimento Ativo foi atribuído, até agora, a 73 personalidades, e este ano irá distinguir mais dez. A cerimónia da 12ª edição está agendada para o dia 3 de outubro, pelas 15 horas, na Sala de Extrações da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O evento irá lembrar o Dia Internacional das Pessoas Idosas, que se assinala a 1 de outubro, e que este ano tem como lema definido pela ONU “Cumprir as Promessas da Declaração Universal dos Direitos Humanos das pessoas Idosas através das Gerações.”

 

“Há mais mártires hoje do que no início do cristianismo… a sua coragem é uma bênção”

Vídeo do Papa de março

“Há mais mártires hoje do que no início do cristianismo… a sua coragem é uma bênção” novidade

“Sempre haverá mártires entre nós. É o sinal de que estamos no caminho certo”, afirma o Papa Francisco na edição de março d’O Vídeo do Papa, que acaba de ser divulgada. “Uma pessoa que sabe dizia-me que há mais mártires hoje do que no início do cristianismo. A coragem dos mártires, o testemunho dos mártires, é uma bênção para todos”, acrescenta. E é por isso que pede a todos que rezem pelos novos mártires deste tempo, para que “contagiem a Igreja com a sua coragem e o seu impulso missionário”.

Mais de 1.000 jovens cristãos caminharam pela paz nas ruas de Jerusalém

Via Sacra ecuménica

Mais de 1.000 jovens cristãos caminharam pela paz nas ruas de Jerusalém novidade

A guerra em Israel prossegue e o sentimento de insegurança em Jerusalém cresce. Ainda assim, ou talvez por isso mesmo, a tradicional Via Sacra que ali se realiza anualmente por ocasião da segunda semana da Quaresma não foi cancelada. Na passada sexta-feira, 23 de fevereiro, mais de mil crianças e jovens que frequentam as escolas cristãs da cidade, acompanhados de inúmeros familiares e professores, percorreram as ruas de lenços brancos na mão, pedindo a paz para todo o mundo, e em particular para a Terra Santa.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This