Atrás da Via Láctea

Astrónomos apresentam no Vaticano 20 mil galáxias desconhecidas

| 20 Out 2023

A galáxia central da Via Láctea Foto ESO

As regiões centrais da galáxia estão entre as mais escuras do céu noturno devido à presença de gás e poeira, que criam uma “zona de sombra”. Foto © ESO.

 

Um grupo de astrónomos apresentou um catálogo com quase 20 mil galáxias “nunca antes vistas” atrás da Via Láctea , durante uma conferência organizada pelo histórico Observatório Astronómico do Vaticano  para dar a conhecer os últimos resultados da pesquisa “VVVX Survey”.

De acordo com o Vatican News, a equipa observou durante os últimos 12 anos as partes internas da nossa galáxia com infravermelhos, utilizando o telescópio VISTA do Observatório Europeu do Sul, no Chile, e criou uma base de dados de mais de mil milhões de estrelas, que inclui as suas mudanças de luminosidade ao longo do tempo.

As regiões centrais da galáxia estão entre as mais escuras do céu noturno devido à presença de gás e poeira, que criam uma “zona de sombra”. No entanto, ao utilizar comprimentos de onda infravermelhos, os astrónomos conseguiram perscrutar através da poeira e até ver galáxias distantes do outro lado da Via Láctea. Foi “a primeira vez” que se descobriram “estruturas do Universo escondidas atrás da nossa própria galáxia”, assinala  a agência de notícias do Vaticano.

A investigação foi liderada por Laura Baravalle, Fernanda Duplancic e Sol Alonso, das Universidades Nacionais de Córdoba e San Juan, na Argentina, que estudaram na Escola de Verão Specola Vaticana.

Outro ex-aluno da Escola de Verão Specola Vaticana, o investigador Alonso Luna, da Universidad Andres Bello, no Chile, e do European Southern Observatory, na Alemanha, apresentou um trabalho sobre estrelas hiper-rápidas encontradas no coração da galáxia. Acredita-se que essas estrelas extremamente rápidas, que se movem a velocidades de mais de 2 milhões de km/hora, tenham sido expelidas do buraco negro supermassivo localizado no centro da nossa galáxia.

Já Jason Sanders, da University College de Londres, no Reino Unido, conseguiu medir a idade do disco nuclear e da barra que circunda esse buraco negro supermassivo no centro da galáxia, usando um tipo especial de estrelas variáveis chamadas Miras, que são detetadas aos milhares pelo telescópio VISTA. “Surpreendentemente, descobriu-se que o disco nuclear foi formado há quase 8 bilhões de anos, antes mesmo do nascimento do nosso Sol”, destaca ainda o Vatican News.

 

Festival D’ONOR: a cultura com um pé em Portugal e outro em Espanha

Este fim de semana

Festival D’ONOR: a cultura com um pé em Portugal e outro em Espanha novidade

Está de regresso, já a partir desta sexta-feira, 19 de julho, o evento que celebra a cooperação transfronteiriça e a herança cultural de duas nações: Portugal e Espanha. Com um programa “intenso e eclético”, que inclui música, dança, gastronomia e outras atividades, o Festival D’ONOR chega à sexta edição e estende-se, pela primeira vez, às duas aldeias.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Bonecos de corda e outras manipulações

Bonecos de corda e outras manipulações novidade

“Se vivermos em função do loop que as redes sociais e outros devoradores de dados nos apresentam, do tipo de necessidades que vão alimentando e das opiniões e preconceitos que vão fabricando, vivemos uma fraca vida. Essa será, sem dúvida, uma vida de prazo expirado, por mais que o dispositivo seja de última geração e as atualizações estejam em dia.” – A reflexão de Sara Leão

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This