Rússia diz que são "atos de terror"

Ataques a igrejas e sinagogas na Rússia

| 23 Jun 2024

Imagem de vídeo retirada da transmissão do canal RIA Novosti, que mostra polícia depois de um ataque em Makhachkala, no Daguestão.

Imagem de vídeo retirada da transmissão do canal RIA Novosti, que mostra polícia depois de um ataque em Makhachkala, no Daguestão.

 

Este domingo chegaram relatos vindos do Daguestão, uma região maioritariamente muçulmana na Rússia, sobre ataques terroristas a igrejas e sinagogas. Os ataques tiveram lugar na maior cidade do Daguestão, Makhachkala, e na cidade costeira de Derbent, onde se registaram tiroteios. O Comité de Investigação da Rússia declarou que tinha aberto inquéritos criminais sobre “atos de terror”, enquanto prosseguia a caça aos atiradores.

Testemunhas puderam ouvir tiros perto de uma igreja em Makhachkala, enquanto os tiroteios continuavam em Derbent, informou a agência noticiosa estatal TASS. O Ministério do Interior do Daguestão afirmou ter matado dois dos atiradores em Makhachkala, segundo noticia o Diário de Notícias.

Domingo é um feriado religioso na Igreja Ortodoxa Russa, chamado Domingo de Pentecostes. “Esta noite, nas cidades de Derbent e Makhachkala, foram perpetrados ataques armados contra duas igrejas ortodoxas, uma sinagoga e um posto de controlo da polícia”, declarou o Comité Nacional Antiterrorismo em comunicado à agência noticiosa RIA Novosti. “Como resultado dos ataques terroristas, de acordo com informações preliminares, um padre da Igreja Ortodoxa Russa e agentes da polícia foram mortos”.

Seis polícias mortos e 12 feridos nos ataques é o balanço à hora da redação deste artigo, sendo que também um padre de 66 anos foi morto nos ataques em Derbent, segundo a assessora de imprensa do Ministério do Interior do Daguestão. A emissora RGVK do Daguestão identificou o padre como Nikolai Kotelnikov, dizendo que ele tinha estado ao serviço em Derbent durante mais de 40 anos.

A sinagoga de Makhachkala também foi posta em chamas e ardeu”, acrescentou. Gorin escreveu que, em Derbent, os bombeiros tinham sido aconselhados a abandonar a sinagoga em chamas devido ao risco de “os terroristas permanecerem no interior”. Disse ainda: “Há tiroteios nas ruas à volta da sinagoga.”

São esperados mais desenvolvimentos à medida que as horas passam.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica?

Onde estão as mulheres na música litúrgica católica? novidade

Na música, um dos ministérios mais estruturantes da liturgia católica, este paradigma mantém-se, embora com nuances particulares: salvo algumas (felizmente, cada vez mais) exceções, o ministério do canto, domingo a domingo, é, em Portugal, sustentado maioritariamente por mulheres e a regência dos coros é, preferencialmente, entregue a homens

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This