Aumentar valor das prestações sociais, sugere Pedroso nos 25 anos do RSI

| 15 Abr 2021

pobreza mendigo foto direitos reservados

O actual Rendimento Social de Inserção não tira ninguém da pobreza, considerou o antigo ministro, até pela desactualização do seu montante. Foto: Direitos reservados.

 

O valor das prestações sociais como o Rendimento Social de Inserção (RSI) deveria aumentar, pois já não responde às necessidades das pessoas mais vulneráveis. A ideia é defendida por Paulo Pedroso, que foi o principal responsável pela comissão que estudou o modelo de criação do então Rendimento Mínimo Garantido (RMN).

O antigo secretário de estado do Trabalho e Formação (1999-2001 e ministro do Trabalho e da Solidariedade (2001-02) no segundo governo liderado por António Guterres fez esta declaração na TSF, nesta quarta-feira, 14 de Abril, quando se completaram 25 anos sobre a criação deste mecanismo de protecção social.

O actual RSI, designação que substituiu a de RMN, não tira ninguém da pobreza, considerou o antigo ministro, até pela desactualização do seu montante. “O seu valor não tem evoluído em linha com a situação económica do país e isso está a gerar fragilidades sociais.”

Apesar disso, Paulo Pedroso considera que a situação de muitas pessoas, no actual contexto de pandemia, seria muito mais grave sem o RSI: “Alturas de emergência social como esta demonstram a necessidade de medidas de garantia de último recurso”.

O seu lamento vai para o facto de a dimensão da inclusão ter fracassado, ao longo dos anos de execução: “O Estado falhou na boa gestão dos programas de inclusão”, afirmou na mesma declaração.

No início, no entanto, o então RMN foi o garante do regresso de muitas crianças à escola. O caso de Rabo de Peixe, na ilha de São Miguel (Açores), foi também recordado aos microfones da TSF como um exemplo do sucesso da dimensão de inclusão que o RMN/RSI incluía: Piedade Lalanda, ex-secretária regional da Solidariedade, dos Açores, recorda que “havia muitas crianças que vinham pedir esmola para a cidade de Ponta Delgada”, mas essa situação desapareceu.

Além de ter reduzido em muito os números do abandono escolar, o RSI permitiu também a diminuição do número de gravidezes precoces que se notava sobretudo nas faixas etárias entre os 16 e 18 anos.

Paulo Pedroso contesta ainda a ideia de que pessoas de etnia cigana são os maiores beneficiários do RSI. Esses casos, diz, representam apenas cinco por cento do total. E lembra ainda: “Se começam a aparecer raparigas ciganas licenciadas, em grande medida deve-se aos contratos de inserção do RSI”, pois este “permitiu uma mudança nas escolas e nas famílias para que não retirassem oportunidades, em particular às raparigas ciganas”.

(Na ligação da TSF, já referida, podem encontrar-se outros elementos.)

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This