Manuel Alte da Veiga

Somos continuadores das grandes perguntas

(Sobre o ensaio bíblico de Dimas Almeida)   Os exemplos de tradução dos evangelhos, dados por Dimas de Almeida, no quarto texto do ensaio que publicou no 7MARGENS, foram objecto de discussão num pequeno grupo de amigos. Para os meus cinco anos de grego já patinado, as traduções de Dimas Almeida é o que melhor representa o original. Ficámos a...

“O meu amigo” de toda a gente

  É “o meu amigo P. João Gonçalves”. Desde 1976 que trabalho com ele. Trabalho – e não “trabalhava” – porque ainda hoje continuo a trabalhar com o fruto da sua amizade, que não deixa de se ir multiplicando, como aconteceu aos pães e peixes distribuídos por Jesus Cristo. Era agradável secundá-lo no serviço da paróquia, da diocese [de Aveiro]...

Bahá’i e Cristo-Rei

  Li com muito interesse o artigo de Marco Oliveira, membro da Comunidade Bahá’i de Portugal (15 de Novembro). A reflexão sobre a festa de Cristo-Rei (assinalada no final de Novembro, na Igreja Católica) inspira-se na seguinte citação do artigo mencionado: “As escrituras sagradas de todas as religiões mostram que os Profetas e Mensageiros de...

Valha-me o bom samaritano

  Acabei de ver um vídeo sobre a juventude como ídolo. Um público onde predominava gente que teria qualquer idade entre os 20 e os 50. E algumas excepções para lá dos 50. Falava um notável jogador de hóquei, de corte clássico do cabelo a anunciar as brancas laterais e um ar de savana em toda a cabeleira. Todos ouviam com agrado e sorriam com...

A redoma de cristal e a festa de todos os santos não canonizados

  Na história da Branca de Neve, uma passagem havia que me impressionava singularmente: quando os Sete Anões encontravam a princesa caída por terra, um resto de maçã venenosa na boca. Tão linda continuava, que os Anões decidiram guardar o corpo numa redoma de cristal, para que pudessem olhar para ela e senti-la sempre no espaço familiar....

Pin It on Pinterest