Visada diz que está ameaçada de despejo

Beatriz ocupa indevidamente a cave onde vive, responde Câmara de Loures

| 27 Mai 2024

Beatriz Barbeta, habitação, pobreza

Beatriz Barbeta na sua cozinha improvisada, na cave onde vive. Beatriz recebeu uma ameaça de despejo da Câmara de Loures em Abril 2024. Foto ©️ José Alberto Catalão/7MARGENS

Beatriz B., a jovem mãe de 22 anos que vive numa cave num bairro social em Loures com os seus dois filhos e diz que está a ser ameaçada de despejo pela autarquia, está a ocupar indevidamente o espaço onde vive com os seus filhos, diz a Câmara Municipal de Loures numa resposta enviada ao 7MARGENS, a propósito do caso que revelámos há dias, sobre a situação da munícipe que vive num bairro social do concelho. O município alega que a jovem foi realojada com os pais há 15 anos numa casa com quartos suficientes para atualmente a acolher, ainda que provisoriamente, bem como aos seus filhos.

“A munícipe Beatriz B. encontra-se a ocupar indevidamente os espaços comuns de um lote habitacional municipal na Quinta das Mós. Como tal, foi notificada em março último para a necessidade de desocupação do espaço. Inclusivamente, encontra-se em curso a empreitada de reabilitação desta urbanização municipal”, começa por referir uma resposta do município a perguntas colocadas pelo 7MARGENS. “A munícipe alega ter residido no Bairro da Torre, entre 2016 e 2020, e não ter sido alvo de realojamento no âmbito da erradicação daquele núcleo precário, reclamando o direito ao realojamento, informação que não corresponde à verdade”, menciona a Câmara.

“A munícipe de 22 anos foi realojada com os progenitores em 2008, num fogo municipal da Urbanização Municipal Quinta das Mós. Trata-se de um fogo de tipologia T4, que se entende que não ficaria em situação de sobrelotação que impedisse o alojamento, ainda que a título provisório e temporário, de Beatriz e dos seus filhos menores”, conclui.

Recorde-se que Beatriz B. recebeu já várias notificações da Câmara Municipal de Loures para abandonar o espaço onde reside, a última das quais chegou há duas semanas, foi referido pelo 7MARGENS na reportagem sobre o tema.

Questionado sobre como age perante situações de despejo iminente, o Município de Loures responde que “os agregados familiares são encaminhados para a Ação Social e informados das possibilidades e apoios que poderão beneficiar, sendo orientados para a procura de casa no mercado livre e simultaneamente, aconselhados, a submeter candidatura a Habitação Municipal”. No caso desta jovem mãe, essa candidatura já foi feita, estando a aguardar aprovação camarária.

Ainda sobre as recentes notícias de demolições e despejos efetuados noutros bairros do concelho de Loures, a Câmara não as classifica como tal. Afirma, sim, que “visam impedir a proliferação de construções ilegais utilizadas para fins habitacionais, não sendo estas ações consideradas despejos”.

 

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo”

Na Casa de Oração Santa Rafaela Maria

Uma tarde para aprender a “estar neste mundo como num grande templo” novidade

Estamos neste mundo, não há dúvida. Mas como nos relacionamos com ele? E qual o nosso papel nele? “Estou neste mundo como num grande templo”, disse Santa Rafaela Maria, fundadora das Escravas do Sagrado Coração de Jesus, em 1905. A frase continua a inspirar as religiosas da congregação e, neste ano em que assinalam o centenário da sua morte, “a mensagem não podia ser mais atual”, garante a irmã Irene Guia ao 7MARGENS. Por isso, foi escolhida para servir de mote a uma tarde de reflexão para a qual todos estão convidados. Será este sábado, às 15 horas, na Casa de Oração Santa Rafaela Maria, em Palmela, e as inscrições ainda estão abertas.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja

A um mês da ordenação de dois bispos

Patriarca de Lisboa convida “todos” para “momento raro” na Igreja novidade

O patriarca de Lisboa, Rui Valério, escreveu uma carta a convocar “todos – sacerdotes, diáconos, religiosos, religiosas e fiéis leigos” da diocese para estarem presentes naquele que será o “momento raro da ordenação episcopal de dois presbíteros”. A ordenação dos novos bispos auxiliares de Lisboa, Nuno Isidro e Alexandre Palma, está marcada para o próximo dia 21 de julho, às 16 horas, na Igreja de Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos).

O exemplo de Maria João Sande Lemos

O exemplo de Maria João Sande Lemos novidade

Se há exemplo de ativismo religioso e cívico enquanto impulso permanente em prol da solidariedade, da dignidade humana e das boas causas é o de Maria João Sande Lemos (1938-2024), que há pouco nos deixou. Conheci-a, por razões familiares, antes de nos encontrarmos no então PPD, sempre com o mesmo espírito de entrega total. [Texto de Guilherme d’Oliveira Martins]

“Sempre pensei envelhecer como queria viver”

Modos de envelhecer (19)

“Sempre pensei envelhecer como queria viver” novidade

O 7MARGENS iniciou a publicação de depoimentos de idosos recolhidos por José Pires, psicólogo e sócio fundador da Cooperativa de Solidariedade Social “Os Amigos de Sempre”. Publicamos hoje o décimo nono depoimento do total de vinte e cinco. Informamos que tanto o nome das pessoas como as fotografias que os ilustram são da inteira responsabilidade do 7MARGENS.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This