Proposta de Lei na Câmara dos Lordes

Bispo anglicano quer regresso do apoio a famílias numerosas

| 8 Jul 2022

tres irmaos a caminho da escola, familia numeroda foto oscar jimenez

“Num momento de crescente insegurança social e económica para as famílias em todo o Reino Unido, o limite de dois filhos impõe um fardo desnecessário e desproporcional às famílias”, afirmou o bispo. Foto © Oscar Jimenez.

 

A Câmara dos Lordes debateu esta sexta-feira, 8 de julho, em segunda leitura, a proposta de Lei submetida pelo bispo de Durham, Paul Butler, para que o terceiro e subsequentes filhos das famílias pobres voltem a ser fator de aumento dos subsídios sociais que estas recebem no Reino Unido. A proposta recebeu o apoio público do bispo católico de Northampton, David Oakley, noticiou o Crux Now.

A norma foi introduzida pelo Governo de Theresa May com a argumentação de que os pobres têm filhos para beneficiarem de maiores apoios do Estado, nada fazendo para procurar emprego, ou outras fontes de rendimento. A proposta da sua supressão passará agora por várias etapas típicas do processo britânico de elaboração das leis até chegar à Câmara dos Comuns.

“Num momento de crescente insegurança social e económica para as famílias em todo o Reino Unido, o limite de dois filhos impõe um fardo desnecessário e desproporcional às famílias, principalmente às famílias que sofreram a dor do desemprego ou da deficiência”, disse Oakley em apoio à iniciativa de Paul Butler. O bispo anglicano de Durham é um dos 26 bispos da Igreja da Inglaterra que se sentam na Câmara dos Lordes do Reino Unido.

Vários estudos indicam que a remoção desta limitação tiraria de imediato 250.000 crianças da pobreza [ver 7MARGENS]. No Reino Unido, vivem na pobreza 4,3 milhões de crianças (75% das quais pertencem a famílias trabalhadoras). Metade (46%) de todas as crianças de famílias negras e de outras minorias étnicas vivem na pobreza.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Gratuito e universal

Documentário sobre a Laudato Si’ é lançado a 4 de outubro

O filme A Carta (The Letter) será lançado no YouTube Originals no dia 4 de outubro, anunciou, hoje, 21 de setembro, o Movimento Laudato Si’. O documentário relata a história da encíclica Laudato Si’, recolhe depoimentos de vários ativistas do clima e defensores da sustentabilidade do planeta e tem como estrela principal o próprio Papa Francisco.

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco

Terminou o encontro em Assis

Promessa cumprida, pacto assinado, e agora… “esperamos por ti em Lisboa”, Papa Francisco novidade

“Espero por vocês em Assis.” Assim terminava a carta que o Papa escreveu aos jovens em maio de 2019, convidando-os a participar na Economia de Francisco. Apesar de uma pandemia o ter obrigado a adiar dois anos este encontro, e ainda que as dores no joelho o tenham impedido de vir pelo seu próprio pé, Francisco cumpriu a sua promessa, como só os verdadeiros amigos sabem fazer. Este sábado, 24, logo pela manhã, chegou à cidade de Assis para se juntar aos mil participantes do encontro A Economia de Francisco. Escutou atentamente os seus testemunhos e preocupações, deu-lhes os conselhos que só um verdadeiro amigo sabe dar, selou com eles um pacto e até reclamou por não terem trazido cachaça (bem sabemos que é próprio dos amigos rabujar e fazer-nos rir). Mas sobretudo provou-lhes que acredita neles e que é com eles que conta para fazer do mundo um lugar melhor.

Agenda

Fale connosco

Autores