Estado do Rio Grande do Sul

Bispo brasileiro acusado de abuso sexual de menor

| 21 Dez 2021

D. Antonio Carlos Rossi Keller © Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

O Ministério Público brasileiro denunciou o bispo Antonio Carlos Rossi Keller, titular da diocese de Frederico Westphalen (no Estado do Rio Grande do Sul), por abuso sexual de um menor, que era acólito, divulgou o jornal online The Intercept Brasil.

No inquérito, aberto em agosto de 2020, o promotor Gerson Luis Kirsch Daiello Moreira diz que o bispo se aproveitou da sua “autoridade como bispo” e da “fragilidade afetivo-psicológica da vítima” para cometer os abusos. 

Os crimes, segundo o Ministério Público, ocorreram entre agosto de 2008 e fevereiro de 2010, quando o ex-coroinha (nome dado a acólitos) tinha 13 e 15 anos.

Numa carta enviada ainda em 2017, sete padres e cinco leigos acusaram o bispo Keller de abusar de “meninos menores de idade ligados à igreja”. A missiva foi remetida ao arcebispo da cidade de Passo Fundo, ao núncio apostólico (o representante diplomático da Santa Sé) e ao Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul. Segundo The Intercept, os autores da carta referem que há “pedofilia no interior do clero e do clero com seminaristas”.

No texto, os denunciantes também apontam o dedo ao “esvaziamento das missas”, ao “abuso de poder do bispo com outros sacerdotes, falta de transparência no uso do dinheiro recolhido pela congregação” e ainda à “aproximação intensa com o seguimento radical da Opus Dei”.

De acordo com o jornal online, quatro anos depois da denúncia, os signatários não tiveram qualquer resposta por parte do núncio no Brasil, enquanto a Igreja local preferiu dar pouca atenção ao caso.

 

Os confins da fenomenologia

Emmanuel Falque na Universidade de Coimbra novidade

Reflectir sobre os confins da fenomenologia a partir do projecto filosófico de Emmanuel Falque é o propósito da Jornada Internacional de Estudos Filosóficos, “O im-pensável: Nos confins da fenomenalidade”, que decorrerá quinta-feira, dia 26 de Maio, na Universidade de Coimbra (FLUC – Sala Vítor Matos), das 14.00 às 19.00. O filósofo francês intervirá no encerramento da iniciativa.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

“A grande substituição”

[Os dias da semana]

“A grande substituição” novidade

Outras teorias da conspiração não têm um balanço igualmente inócuo para apresentar. Uma delas defende que estamos perante uma “grande substituição”; não ornitológica, mas humana. No Ocidente, sustentam, a raça branca, cristã, está a ser substituída por asiáticos, hispânicos, negros ou muçulmanos e judeus. A ideia é velha.

Humanizar não é isolar

Humanizar não é isolar novidade

É incontestável que as circunstâncias de vida das pessoas são as mais diversas e, em algumas situações, assumem contornos improváveis e, muitas vezes, indesejáveis. À medida que se instalam limitações resultantes ou não de envelhecimento, alguns têm de habitar residências sénior, lares de idosos, casas de repouso,…

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This