Estado do Rio Grande do Sul

Bispo brasileiro acusado de abuso sexual de menor

| 21 Dez 2021

D. Antonio Carlos Rossi Keller © Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

O Ministério Público brasileiro denunciou o bispo Antonio Carlos Rossi Keller, titular da diocese de Frederico Westphalen (no Estado do Rio Grande do Sul), por abuso sexual de um menor, que era acólito, divulgou o jornal online The Intercept Brasil.

No inquérito, aberto em agosto de 2020, o promotor Gerson Luis Kirsch Daiello Moreira diz que o bispo se aproveitou da sua “autoridade como bispo” e da “fragilidade afetivo-psicológica da vítima” para cometer os abusos. 

Os crimes, segundo o Ministério Público, ocorreram entre agosto de 2008 e fevereiro de 2010, quando o ex-coroinha (nome dado a acólitos) tinha 13 e 15 anos.

Numa carta enviada ainda em 2017, sete padres e cinco leigos acusaram o bispo Keller de abusar de “meninos menores de idade ligados à igreja”. A missiva foi remetida ao arcebispo da cidade de Passo Fundo, ao núncio apostólico (o representante diplomático da Santa Sé) e ao Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul. Segundo The Intercept, os autores da carta referem que há “pedofilia no interior do clero e do clero com seminaristas”.

No texto, os denunciantes também apontam o dedo ao “esvaziamento das missas”, ao “abuso de poder do bispo com outros sacerdotes, falta de transparência no uso do dinheiro recolhido pela congregação” e ainda à “aproximação intensa com o seguimento radical da Opus Dei”.

De acordo com o jornal online, quatro anos depois da denúncia, os signatários não tiveram qualquer resposta por parte do núncio no Brasil, enquanto a Igreja local preferiu dar pouca atenção ao caso.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

"Nada cristãs"

Ministro russo repudia declarações do Papa

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguei Lavrov, descreveu como “nada cristãs” as afirmações do Papa Francisco nas quais denunciou a “crueldade russa”, especialmente a dos chechenos, em relação aos ucranianos. Lavrov falava durante uma conferência de imprensa, esta quinta-feira, 1 de dezembro, e referia-se à entrevista que Francisco deu recentemente à revista America – The Jesuit Review.

Polícia da moralidade encerrada no Irão

Protestos a produzir efeitos

Polícia da moralidade encerrada no Irão novidade

A ausência de polícia de moralidade nas ruas de Teerão e de outras grandes cidades iranianas nos últimos meses alimentaram a especulação que foi confirmada na noite de sábado pelo Procurador-Geral do Irão, Mohammad Jafar Montazeri, de que a polícia havia sido desmantelada por indicação “do próprio local onde foi estabelecida”.

Um Deus mergulhado na nossa humanidade

Um Deus mergulhado na nossa humanidade novidade

Diante de uma elite obcecada pelo ritualismo de pureza, da separação entre puros e impuros, esta genealogia revela-nos um Deus que não se inibe de operar no ordinário e profano, que não toma preferência alguma acerca daqueles que se assumem categoricamente como sendo corretos, puros de sangue ou mesmo como pertencentes a determinada etnia ou género.

feitos de terra

feitos de terra

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, Domingo II do Advento A. Hospital de Santa Marta, Lisboa, 3 de Dezembro de 2022.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This