"Motivo de esperança"

Bispo das Filipinas levou discurso da Nobel da Paz para a homilia

| 13 Dez 2021

Presidente da Conferência Episcopal das Filipinas e bispo da diocese de Kalookan, Pablo Virgilio David. Foto © Judgefloro

 

O Presidente da Conferência Episcopal das Filipinas e bispo da diocese de Kalookan, Pablo Virgilio David, disse este domingo, 12, que o discurso da jornalista Maria Ressa, no ato de entrega do prémio Nobel da Paz, foi uma iluminação e motivo de esperança.

Falando na homilia da missa do terceiro domingo do Advento, conhecido como “Gaudete” (alegrai-vos – alusivo à alegria por estar próxima a evocação do nascimento de Jesus), o prelado sublinhou o facto de ser a primeira vez que uma pessoa das Filipinas consegue o Nobel da paz.

“Enquanto ouvia seu discurso – observou o bispo David, citado pela agência Fides –  senti algo a iluminar-se dentro de mim (…) O discurso de Maria Ressa ecoou as palavras de São Paulo: ‘Alegrai-vos sempre no Senhor’”.

Recordou, depois, nomes de outros Nobel da Paz como Aung San Suu Kyi de Mianmar, Nelson Mandela da África do Sul, Lech Walesa da Polónia ou Malala Yousafzai do Paquistão, que, fez notar, ”foram submetidos a tanta violência”.

“Os verdadeiros defensores da paz neste mundo são aqueles que enfrentaram muitas surpresas e adversidades”, frisou, recordando a pergunta que a galardoada filipina colocou a todos os cidadãos no mundo: “O que é que estás disposto(a) a sacrificar pela verdade?”

O bispo lembrou aquela que considerou “a passagem chave” do discurso de Maria Ressa, realizado no dia 10 de dezembro em Oslo, quando se referiu a muitos conteúdos problemáticos das redes sociais: “A nossa maior necessidade, hoje, é transformar esse ódio e essa violência, a lama tóxica que está percorrendo o nosso ecossistema de informação; isso significa apenas que temos que trabalhar mais arduamente. Temos que acreditar que existe o bem no mundo ”, disse ela, lembrando que “a nossa humanidade faz com que aconteçam milagres”.

 

Silêncio: a luz adentra no corpo

Pré-publicação 7M

Silêncio: a luz adentra no corpo novidade

A linguagem não é só palavra, é também gesto, silêncio, ritmo, movimento. Uma maior atenção a estas realidades manifesta uma maior consciência na resposta e, na liturgia, uma qualidade na participação: positiva, plena, ativa e piedosa. Esta é uma das ideias do livro Mistagogia Poética do Silêncio na Liturgia, de Rafael Gonçalves. Pré-publicação do prefácio.

pode o desejo

pode o desejo novidade

Breve comentário do p. António Pedro Monteiro aos textos bíblicos lidos em comunidade, no Domingo I do Advento A. Hospital de Santa Marta, Lisboa, 26 de Novembro de 2022.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Manhã desta quinta-feira, 24

“As piores formas de trabalho infantil” em conferência

Uma conferência sobre “As piores formas de trabalho infantil” decorre na manhã desta quinta-feira, 24 de Novembro (entre as 9h30-13h), no auditório da Polícia Judiciária (Rua Gomes Freire 174, na zona das Picoas, em Lisboa), podendo assistir-se também por videoconferência. Iniciativa da Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI), em parceria com o Instituto de Apoio à Criança (IAC), a conferência pretende “ter uma noção do que acontece não só em Portugal, mas também no mundo acerca deste tipo de exploração de crianças”.

Porque não somos insignificantes neste universo infinito

Porque não somos insignificantes neste universo infinito novidade

Muitas pessoas, entre as quais renomados cientistas, assumem frequentemente que o ser humano é um ser bastante insignificante, senão mesmo desprezível, no contexto da infinitude do universo. Baseiam-se sobretudo na nossa extrema pequenez relativa, considerando que o nosso pequeno planeta não passa de um “ponto azul” situado num vasto sistema solar.

Mais do que A Voz da Fátima

Pré-publicação

Mais do que A Voz da Fátima

Que fosse pedido a um incréu um texto de prefácio para um livro sobre A Voz da Fátima, criou-me alguma perplexidade e, ao mesmo tempo, uma vontade imediata de aceitar. Ainda bem, porque o livro tem imenso mérito do ponto de vista histórico, com o conjunto de estudos que contém sobre o jornal centenário, mas também sobre o impacto na sociedade portuguesa e na Igreja, das aparições e da constituição de Fátima e do seu Santuário como o centro religioso mais importante de Portugal. Dizer isto basta para se perceber que não é possível entender, no sentido weberiano, Portugal sem Fátima e, consequentemente, sem o seu jornal.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This