Festas do Santo Cristo em Ponta Delgada

Bispo de Angra quer jovens a participar na renovação da Igreja

| 14 Mai 2023

Santo Cristo, Ponta Delgada

Festas do Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada. Maio 2023. Foto © Igreja Açores/TO

 

O bispo de Angra, Armando Esteves Domingues, incentivou os jovens que participam nas festas do Senhor Santo Cristo, na cidade açoriana de Ponta Delgada, a participar na renovação da Igreja.

“Precisamos de um olhar jovem e católico sobre a Igreja e o mundo que nos obriguem à renovação de métodos e estilos. Precisamos de jovens com um olhar mais evangélico sobre os caminhos do diálogo e da paz; de jovens que tenham a fraternidade universal como bandeira”, disse o bispo aos milhares de fiéis que cumpriram promessas, participando na denominada Procissão da Mudança.

Este sábado, os peregrinos celebraram a mudança da imagem do Santo Cristo do Convento da Esperança para o Santuário, no Campo de São Francisco.

O bispo de Angra, que preside a esta festa pela primeira vez, destacou o tema escolhido para a celebração de 2023, “Jovem, Eu te ordeno: levanta-te”, colocando-o em ligação com a JMJ Lisboa 2023 e o atual contexto de guerra.

“Rezemos para que a maior concentração de jovens no pós-pandemia, em Lisboa, traga de facto uma esperança renovada ao mundo”, apelou, na homilia enviada à comunicação social.

Encerrado no coro baixo do Convento ao longo de todo o ano, o Santo Cristo – uma imagem do Ecce Homo, com mais de 400 anos, oferecida às freiras clarissas pelo Papa Paulo III – sai à rua apenas no VI Domingo da Páscoa do calendário católico.

Armando Esteves evocou os ecce homo da atualidade, afirmando que “Jesus está em agonia até ao fim do mundo em cada homem ou mulher submetidos aos mesmos tormentos que Ele”.

“Fala-se frequentemente das feridas sociais, coletivas: a fome, a pobreza, a injustiça, a exploração dos mais fracos – embora nunca o suficiente –, mas corre-se o risco de se tornarem abstrações. Categorias, não pessoas”, advertiu.

Este lugar do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres é, antes de tudo, um lugar de oração e de espiritualidade, espaço de encontro com a misericórdia de Deus e o Seu perdão, lugar de vida que se levanta, vida ressuscitada.

Numa passagem improvisada da sua homilia citada pelo portal Igreja Açores, o bispo de Angra associou-se à “tristeza do Papa esta manhã [sábado], quando lamentava que, na terra onde Nossa Senhora apareceu, se tivesse aprovado a lei da eutanásia”.

“Fátima e o Santuário do Senhor Santo Cristo estão muito unidos: na primeira aparição de Nossa Senhora, em maio de 1917, também aqui se realizava esta festa. Hoje poderia ser o dia do abraço da mãe ao filho e o abraço de ambos a todos os que sofrem e que têm dores”, acrescentou.

Antes da mudança da imagem, centenas de peregrinos percorrem de joelhos o tapete de promessas em torno do Campo de São Francisco.

Alguns dos fiéis, homens e mulheres, optam por cumprir a promessa sozinhos, mas outros, carregando molhos de círios (velas), fazem o trajeto acompanhados por familiares ou por amigos, que caminham ao seu lado.

No domingo, dia maior da festa, celebrou-se a missa campal da festa do Senhor Santo Cristo, cuja imagem percorreu, durante a tarde, as ruas de Ponta Delgada, ao longo de várias horas, numa tradição secular na região.

O percurso passa pelos antigos conventos da cidade e algumas igrejas paroquiais, com as ruas cobertas de tapetes de flores; em 2023, a imagem sai à rua com uma capa oferecida pela Irmandade do Senhor Santo Cristo de Brampton, no Canadá.

As Festas do Senhor Santo Cristo mobilizam milhares de pessoas, entre micaelenses, emigrantes e devotos do resto da região e do país.

A imagem foi oferecida por Paulo III (Papa entre 1534 e 1549) ao primeiro grupo de religiosas Clarissas que quis fundar um convento em São Miguel, tendo-se deslocado a Roma para pedir a respetiva autorização.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Uma coleção de livros infanto-juvenis que é uma missão para estas férias… e para o resto da vida

[O papel das estórias]

Uma coleção de livros infanto-juvenis que é uma missão para estas férias… e para o resto da vida novidade

Miúdos de férias rima com… leituras sérias. Calma: o objetivo era rimar, não assustar! Até porque os livros sobre os quais vos venho falar são, de facto, sobre temas sérios, mas não são nada aborrecidos. Ou, como diriam os miúdos a quem se dirigem: não são “uma seca”. Pelo contrário, podem ser uma lufada de ar fresco neste verão que se adivinha estar para aquecer.

Um casal em 2024

Um casal em 2024 novidade

“A D. Georgina e o Senhor Amaro comentam o trânsito dos jovens, ele irritado: isto é gente de fora, do karaté ou lá o que é, daquelas coisas chinesas de dar porrada. Ela, rancorosa: pois, deixam-nos vir para cá para aprenderem a fazer-nos mal, deviam era mandá-los a todos para a terra dele”. Um texto de Nuno Caiado, baseado num episódio real testemunhado em Lisboa.

Clientes de supermercados convidados a apoiar a Cruz Vermelha

Campanha Vale +

Clientes de supermercados convidados a apoiar a Cruz Vermelha novidade

Até ao próximo dia 26 de julho, uma nova edição da campanha Vale +, promovida pela Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), está a decorrer em 597 grandes superfícies de todo o país. Os clientes dos supermercados podem contribuir para esta iniciativa através da aquisição de vales monetários ou alimentares no ato de pagamento das suas compras, sendo que no próximo fim de semana, dias 20 e 21, donativos como bens alimentares e de higiene poderão ser diretamente entregues a voluntários que estarão em loja.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This