Decretada emergência em saúde pública

Bispos brasileiros “estarrecidos” e “profundamente indignados” com situação dos yanomami

| 23 Jan 2023

crianças desnutridas do povo yanomami, no brasil, foto Condisi-YYDivulgação (1)

As imagens que vieram a público revelam crianças e adultos yanomami subnutridos e a precisar de assistência médica urgente. Foto © Condisi-YY / Divulgação.

 

Os bispos católicos do Brasil já haviam feito vários apelos em defesa do povo yanomami, os líderes das comunidades indígenas da floresta amazónica e de várias organizações humanitárias também. Mas as imagens e números que vieram a público este sábado, 21 de janeiro, na sequência da visita do Presidente Lula da Silva e de uma comitiva de ministros à região, são impressionantes. O estado de emergência sanitária foi declarado e os bispos manifestam-se de novo: “estarrecidos”, “indignados” e ao mesmo tempo “profundamente solidários” com o povo e com todos aqueles que estão a “tentar evitar mais mortes” na Amazónia.

“Estamos vendo as imagens dos corpos esqueléticos de crianças e adultos do Povo Yanomami no Estado de Roraima, resultado das ações genocidas e ecocidas do Governo Federal anterior, que liberou as terras indígenas já homologadas para o garimpo ilegal e a extração de madeira, que destroem a floresta, contaminam as águas e os rios, geram doenças, fome e morte. Mais de 570 crianças já perderam a vida” [durante o último governo], escreveram os bispos da região, num comunicado divulgado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

A reserva indígena Yanomami é um vasto território de quase 10 milhões de hectares e onde vivem atualmente mais de 30.400 pessoas, de acordo com dados oficiais. Na década de 1990, os yanomami perderam um quinto da população devido a doenças importadas por garimpeiros, cuja atividade Bolsonaro tentou legalizar, no âmbito da sua política de defesa da exploração de recursos naturais da Amazónia.

Nos últimos anos, devido ao crescimento do garimpo, que contamina os rios e cria escavações com depósitos de água que geram proliferação de mosquitos, houve um aumento muito grande de casos de malária, contaminação por mercúrio e desnutrição.

Lula da Silva criou agora uma comissão nacional de coordenação para combater a falta de assistência médica à comunidade indígena e a ministra da Saúde, Nísia Trindade, avançou que será instalado um centro de operações de emergências de saúde pública na região. “Somaremos esforços na garantia da vida e superação dessa crise”, assegurou Lula numa publicação no seu perfil de Twitter, quando ia a caminho do estado amazónico de Roraima, na fronteira com a Venezuela, onde se localiza grande parte do território Yanomami. No regresso, voltava a escrever: “Mais que uma crise humanitária, o que vi em Roraima foi um genocídio”.

 

Na sua nota, os representantes religiosos dizem apoiar ““as decisões corajosas do Presidente da República e vários ministros, ministras e assessores que visitaram a região, tomando as medidas necessárias e urgentes para expulsar os invasores e salvar muitas vidas de pessoas à beira da morte”.

Citando a exortação pós-sinodal do Sínodo para a Amazónia, “Querida Amazónia”, os bispos referem estar “diante de mais uma situação em que se repete o que foi denunciado pelo Papa Francisco: ‘os povos nativos viram muitas vezes, impotentes, a destruição do ambiente natural que lhes permitia alimentar-se, curar-se, sobreviver e conservar um estilo de vida e uma cultura que lhes dava identidade e sentido’”.

 

Francisco alerta bispos para o perigo do “carreirismo”

Último dia na RD Congo

Francisco alerta bispos para o perigo do “carreirismo” novidade

Antes de se despedir da República Democrática do Congo (RDC), o Papa visitou na manhã desta sexta-feira, 3 de fevereiro, a sede da Conferência Episcopal do Congo (CENCO), onde se encontrou com os bispos do país. No seu discurso, desafiou-os a serem uma “voz profética” em defesa do “povo crucificado e oprimido”, e alertou-os para a tentação de “ver no episcopado a possibilidade de escalar posições sociais e exercer o poder”.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Assembleia continental europeia do Sínodo

Um bispo, um padre e duas leigas na delegação portuguesa novidade

A delegação portuguesa à assembleia continental europeia do Sínodo que vai decorrer em Praga de 5 a 12 de fevereiro é composta pelo bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), pelo padre Manuel Barbosa, secretário da CEP, e por Carmo Rodeia e Anabela Sousa, que fazem parte da equipa sinodal nacional. A informação foi divulgada esta quinta-feira, 2 de fevereiro, em nota enviada às redações.

Estudo decorre até 2028

A morte sob o olhar do cinema e da filosofia

O projeto “Film-philosophy as a meditation on death” (A filosofia do cinema como meditação sobre a morte), da investigadora portuguesa Susana Viegas, acaba de ser contemplado com uma bolsa de excelência do European Research Council, no valor de um milhão e setecentos mil euros, para um trabalho de equipa de cinco anos.

Normas inconstitucionais

Eutanásia: CEP e Federação Portuguesa pela Vida saúdam decisão do TC

O secretário da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) saudou a decisão do Tribunal Constitucional (TC), que declarou inconstitucionais algumas das normas do decreto sobre a legalização da eutanásia. “A decisão do TC vai ao encontro do posicionamento da CEP, que sempre tem afirmado a inconstitucionalidade de qualquer iniciativa legislativa que ponha em causa a vida, nomeadamente a despenalização da eutanásia e do suicídio assistido”, disse à agência Ecclesia o padre Manuel Barbosa.

Papa pede aos padres que não se sirvam da sua função para “satisfazer carências”

Encontro com consagrados

Papa pede aos padres que não se sirvam da sua função para “satisfazer carências” novidade

Depois de ter passado a manhã com mais de 80 mil jovens e catequistas, o Papa encontrou-se na tarde desta quinta-feira, 2 de fevereiro, com cerca de 1.200 padres, diáconos, consagrados e seminaristas, na Catedral de Kinshasa. Naquele que foi o terceiro dia da sua viagem apostólica à República Democrática do Congo (RDC), véspera de rumar ao Sudão do Sul, Francisco alertou que o sacerdócio ou qualquer forma de vida consagrada não podem ser vistos como um meio para “satisfazer carências e comodidades” ou para adquirir uma melhor “posição social”.

Americano judeu tenta destruir rosto de Cristo à martelada

Tensão no bairro cristão de Jerusalém

Americano judeu tenta destruir rosto de Cristo à martelada novidade

Um americano judeu de cerca de 40 anos deitou por terra e desfigurou esta terça-feira, 2 de fevereiro, uma imagem de Cristo na capela da Condenação, situada no perímetro da Igreja da Flagelação, na Terra Santa. O ataque deu-se logo de manhã, pelas 8h30, e a destruição só não foi maior porque o porteiro do templo se lançou sobre o atacante e imobilizou-o, tendo os frades chamado a polícia. Esta levou o homem sob prisão para uma esquadra.

Um bispo, um padre e duas leigas na delegação portuguesa

Assembleia continental europeia do Sínodo

Um bispo, um padre e duas leigas na delegação portuguesa novidade

A delegação portuguesa à assembleia continental europeia do Sínodo que vai decorrer em Praga de 5 a 12 de fevereiro é composta pelo bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), pelo padre Manuel Barbosa, secretário da CEP, e por Carmo Rodeia e Anabela Sousa, que fazem parte da equipa sinodal nacional. A informação foi divulgada esta quinta-feira, 2 de fevereiro, em nota enviada às redações.

Lista de padres pedófilos em Itália contém mais de 400 nomes

Casos de abusos nos últimos 15 anos

Lista de padres pedófilos em Itália contém mais de 400 nomes novidade

Nos últimos 15 anos, 164 padres foram condenados por abuso sexual de menores em Itália. A listagem divulgada em conferência de Imprensa pela organização Rete L’ABUSO no dia 1 de fevereiro foi apresentada como “um inventário incompleto” dos clérigos predadores objeto de condenações definitivas, a que se juntam 88 nomes de padres sinalizados pelas suas vítimas, mas cujos casos não foram objeto de investigação criminal por já terem prescrito os crimes de que foram acusados.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This