Carta suplica aos militares

Bispos católicos pedem corredor humanitário na Birmânia para deslocados

| 15 Jun 21

Cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Yangon, Myanmar

O Cardeal Charles Maung Bo, arcebispo de Yangon, é um dos bispos que pede que locais sagrados sejam encarados como zonas neutras. Foto: Arquidiocese de Yangon

 

Os bispos da Birmânia (Myanmar) apelaram a que seja aberto um corredor humanitário para as populações deslocadas e que estão numa situação dramática. O apelo – ou “súplica”, conforme a expressão usada – surge numa carta publicada no último fim-de-semana, na qual os bispos recordam que as populações em fuga são cidadãos do país “e têm o direito fundamental à alimentação e segurança”.

Na carta, citada pela fundação Ajuda à Igreja que Sofre, os bispos católicos exortam os militares a observar as normas internacionais segundo as quais “igrejas, pagodes, mosteiros, mesquitas, templos, escolas e hospitais são reconhecidos como locais neutros de refúgio durante um conflito”.

A mesma fonte recorda que, na semana passada, a Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, alertou também para a escalada de violência no país. Em consequência do golpe de Estado dos militares, a 1 de Fevereiro, está a assistir-se a uma “catástrofe para os direitos humanos”, afirmou a responsável em comunicado. Os militares são “responsáveis por esta crise” e, por isso, “devem prestar contas”, disse Bachelet.

Calcula-se que a contestação ao golpe de Estado já terá provocado 850 mortos (quase todos, vítimas da violência militar), milhares de feridos e cerca de 6 mil detidos, além de ter provocado a fuga de outros largos milhares de pessoas.

Entretanto, de acordo com a agência France Presse (AFP), citada pela Rádio Renascença, teriam início nesta segunda-feira, 14, as audições de um processo contra Aung San Suu Kyi, a líder do país deposta pelo golpe militar de Fevereiro.

 

Jornada Nacional Memória & Esperança 2021 já tem site

Homenagem às vítimas da pandemia

Jornada Nacional Memória & Esperança 2021 já tem site novidade

O site oficial da Jornada Nacional Memória & Esperança 2021, iniciativa que visa homenagear as vítimas da pandemia com ações em todo o país entre 22 e 24 de outubro, ficou disponível online esta sexta-feira, 17. Nele, é possível subscrever o manifesto redigido pela comissão promotora da iniciativa e será também neste espaço que irão sendo anunciadas as diferentes iniciativas a nível nacional e local para assinalar a jornada.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Novo ano letivo: regressar ao normal?

Novo ano letivo: regressar ao normal? novidade

Após dois conturbados anos letivos, devido à pandemia, as escolas preparam-se para um terceiro ano ainda bastante incerto, mas que desejam que seja o mais normal possível. O regresso à normalidade domina as declarações públicas de diretores escolares e de pais, alunos e professores. Este desejo de regresso à normalidade, sendo lógico e compreensível, após dois anos de imensa instabilidade, incerteza e experimentação, constitui ao mesmo tempo um sério problema.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This