Bispos do Haiti condenam violência no país, entregue a “bandidos e assassinos”

| 1 Set 2020

Os bispos católicos do Haiti condenam veementemente “todos os recentes tiroteios no país”, dizem num comunicado, onde avisam que a violência se tornou o quotidiano da população, que está “cansada” e “em estado de choque, trauma, raiva, indignação, revolta e preocupação”. As autoridades “permanecem indiferentes” e “o país foi entregue a bandidos e assassinos”. Entre Janeiro e Junho, cerca de 243 pessoas foram vítimas de violência armada apenas na capital haitiana e, segundo os meios de comunicação social, pelo menos 20 pessoas morreram no que seria um novo massacre num bairro pobre de Port-au-Prince. Ler mais aqui (em castelhano).

 

Bispos e Governo timorense renovam acordo de cooperação

20 anos de independência

Bispos e Governo timorense renovam acordo de cooperação novidade

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, e o presidente da Conferência Episcopal Timorense (CET), o bispo Norberto do Amaral, de Maliana, renovaram um acordo de cooperação que alarga uma cláusula da Concordata entre o país de maioria católica e o Vaticano e que atribui à Igreja Católica a gestão de 15 milhões de dólares (cerca de 14 milhões, 171 mil euros).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Santuário católico vandalizado na Índia

Tensão entre religiões

Santuário católico vandalizado na Índia novidade

As tensões interreligiosas na Índia voltaram a conhecer novos episódios, depois da vandalização por desconhecidos de estátuas de Maria, do Menino Jesus e do Sagrado Coração de Jesus num santuário no estado de Andhra Pradesh, causando “choque entre os católicos locais”. Um articulista ataca o ódio incentivado por “fascistas” contra as minorias cristãs e muçulmanas.

Sermos pessoas “Laudato Si’” sem esforço

Sermos pessoas “Laudato Si’” sem esforço novidade

Há quase dois anos que em nossa casa deixámos de comprar iogurtes e começámos a fazê-los em casa. Um dia fizemos as contas e essa pequena mudança representa cerca de 1000 embalagens de plástico que deixámos de consumir. Se 1000 famílias fizessem como nós, seria 1 tonelada a menos de plástico. As grandes mudanças começam pelas pequenas.

Agenda

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This