Aborto e eutanásia em causa

Bispos dos EUA decidem não afrontar o Papa no tema da comunhão dos políticos

| 17 Nov 2021

assembleia bispos americanos foto usccb

A votação dos bispos durante a sua assembleia de inverno foi esmagadoramente favorável a uma proposta que sublinha a centralidade da Eucaristia na vida da comunidade cristã, bem como a um plano pastoral sobre o tema. Foto © USCCB.

 

Os bispos dos Estados Unidos optaram por uma via de não confrontação com o Papa Francisco, na votação que realizaram esta quarta-feira, dia 17, sobre a Eucaristia, e que apontava para a recusa da comunhão a políticos católicos com posições contrárias às posições oficiais da Igreja sobre temas como o aborto e a eutanásia.

Depois das polémicas e confrontos entre os próprios bispos, e de um veemente apelo do núncio apostólico, Christoph Pierre, no discurso de abertura – “uma igreja dividida nunca será capaz de guiar o povo”, afirmou –, a votação foi esmagadoramente favorável a uma proposta que sublinha a centralidade da Eucaristia na vida da comunidade cristã, bem como a um plano pastoral sobre o tema.

Na reta final dos trabalhos da sua assembleia de inverno, 222 bispos dos 233 reunidos em Baltimore desde a última segunda-feira votaram a favor do documento preparatório (houve oito votos contra e três abstenções). A votação foi anónima e feita com recurso a meios eletrónicos.

De fora ficaram, assim, medidas fraturantes como a recusa da comunhão aos políticos católicos que assumam, na sua ação, posições contrárias à doutrina oficial da Igreja, nomeadamente no que respeita ao aborto e eutanásia. O tema assume um forte cunho político, tendo em conta que o atual Presidente do país, Joe Biden, e a presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, são católicos praticantes e defendem que não devem impor as suas convicções.

O texto aprovado traz por título “O mistério da Eucaristia na vida da Igreja” e não deixa de recordar a doutrina, quando diz: “Se um católico na sua vida pessoal ou profissional rejeitasse consciente e obstinadamente as doutrinas definidas da Igreja, ou repudiasse consciente e obstinadamente o seu ensino definitivo sobre questões morais, ele ou ela diminuiria seriamente sua comunhão com a Igreja.”

Os responsáveis da Conferência dos Bispos dos Estados Unidos preferiram investir num texto que se pretende pedagógico e formativo para os membros da Igreja, num país em que, segundo os estudos de opinião, os católicos andam afastados do significado da Eucaristia que é “a fonte e o culminar da vida cristã”.

 

Campanha de redescoberta da Eucaristia durará 3 anos

De acordo com o Pew Research, num estudo de 2019, 69 por cento dos que se afirmam católicos consideram que o pão e o vinho são “símbolos do corpo e sangue de Jesus Cristo”, distanciando-se, assim, da fé na “transubstanciação”  e na “presença real” de Cristo no pão e no vinho consagrados na missa.

Estes e outros dados fizeram soar as campainhas de alarme entre o episcopado, colocando o assunto na agenda da preocupação dos bispos. A eleição de Biden e a recusa de alguns prelados em dar-lhe a comunhão, que já vinha de trás, introduziu no processo uma carga político-ideológica que se tornou motivo de divisão entre os bispos.

A Congregação da Doutrina da Fé e o próprio Papa enviaram, nos meses recentes, vários sinais de que a polarização não era o caminho desejável. Na sua intervenção de abertura, o núncio apostólico aproveitou o tema do processo sinodal para referir que, “agora mais do que nunca”, a Igreja precisa da “escuta atenta, se quiser superar a polarização que este país enfrenta”.

E, convocando declarações do Papa, Christopher Pierre observou que existe “a tentação de tratar a Eucaristia como algo a ser oferecido a uns poucos privilegiados, em vez de procurar caminhar com aqueles cuja teologia ou discipulado está em falha, ajudando-os a compreender e apreciar o dom da Eucaristia, e ajudando-os a superar as suas dificuldades”.

O documento aprovado pela Conferência dos bispos é a peça central de um plano estratégico que assenta numa campanha de redescoberta da eucaristia, que se prolongará por três anos. Tal plano inclui o lançamento de um site, a produção de materiais de apoio e a preparação especial de meia centena de presbíteros que viajarão pelo país a apoiar este movimento de despertar. Todo o processo desembocará num congresso eucarístico nacional, a realizar em junho de 2024, na cidade de Indianápolis.

 

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel

Reino Unido

Judeus do Partido Trabalhista atacam política de Israel novidade

Glyn Secker, secretário da Jewish Voice For Labor – uma organização que reúne judeus membros do Partido Trabalhista ­–, lançou um violento ataque aos “judeus que colocam Israel no centro da sua identidade” e classificou o sionismo como “uma obscenidade” ao discursar no dia 10 diante de Downing Street, durante um protesto contra os ataques de Israel na faixa de Gaza.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

Nos 77 anos do ataque atómico

Representante dos sobreviventes de Nagasaki solidário com a Ucrânia

“Apelo a todos os membros” do Parlamento japonês, “bem como aos membros dos conselhos municipais e provinciais” para que se “encontrem com os hibakusha (sobreviventes da bomba atómica), ouçam como eles sofreram, aprendam a verdade sobre o bombardeio atómico e transmitam o que aprenderem ao mundo”, escreve, numa carta lida nas cerimónias dos 77 anos do ataque atómico sobre Nagasaki, por um dos seus sobreviventes, Takashi Miyata.

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Resgatadas 29 pessoas

Mar Egeu: dezenas de pessoas desaparecidas em naufrágio

Dezenas de pessoas estão desaparecidas depois de um barco ter naufragado no mar Egeu, na quarta-feira, ao largo da ilha grega de Cárpatos, divulgou a ACNUR. A embarcação afundou-se ao amanhecer, depois de da costa sul da vizinha Turquia, em direção a Itália. “Uma grande operação de busca e resgate está em curso.”

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This