Bolsonaro acusado no Tribunal Penal Internacional por “genocídio” dos povos indígenas

| 1 Dez 19

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, foi denunciado no Tribunal Penal Internacional, acusado de incitar o “genocídio de povos indígenas”. A ação foi apresentada por duas organizações de advogados especializadas em direitos humanos, a Comissão Arns e o Coletivo de Advogados de Direitos Humanos.

O presidente da Comissão Arns, que iniciou o processo contra Bolsonaro, é o ex-ministro da Justiça do Brasil, José Carlos Dias, que ocupou a pasta durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, entre Julho de 1999 e Abril de 2000. Nesta ação, como refere a página da Unisinos, é referida a propagação dos incêndios na Região Amazónica que levaram ao primeiro foco de tensão internacional com o Governo de Bolsonaro. Este envoleu-se num conflito diplomático com o Presidente francês, Emmanuel Macron, e a Chanceler alemã, Angela Merkel.

Artigos relacionados