Filipinas

Bomba explode durante a missa, fazendo quatro mortos e dezenas de feridos

| 3 Dez 2023

Soldados filipinos na igreja em que ocorreu o atentado. Imagem captada em reportagem divulgada pela Euronews.

Soldados filipinos no local em que ocorreu o atentado. Imagem captada em reportagem divulgada pela Euronews.

 

Pelo menos quatro pessoas morreram e mais de quatro dezenas ficaram feridas neste domingo, na sequência da explosão de uma bomba no espaço em que decorria uma missa católica, na cidade de Marawi, nas Filipinas. O autodenominado Estado Islâmico reivindicou o atentado.

A cidade, situada no sul do país e que é considerada a de maior presença muçulmana, está situada numa região onde se verifica uma insurreição.

Segundo as agências noticiosas, o presidente das Filipinas, Ferdinand Marcos, condenou veementemente estes “atos sem sentido e particularmente hediondos perpetrados por terroristas estrangeiros”. 

A Universidade Estatal de Mindanau, à qual pertence o ginásio onde a celebração estava a decorrer, suspendeu as aulas, reforçou a segurança na instituição. Emitiu igualmente um comunicado no qual condena o “ato de violência” e manifesta ao mesmo tempo solidariedade para com a sua comunidade cristã e as vítimas desta “tragédia”. 

Uma testemunha hospitalizada, estudante de 21 anos e um dos feridos, é citada pela agência France Presse, como tendo explicado que a bomba explodiu após a primeira leitura da missa que se tinha iniciado às 7h. “A explosão foi repentina e toda a gente começou a correr”, disse. “Quando olhei para trás, as pessoas estavam deitadas no chão. Não sabíamos o que tinha acontecido, foi tudo muito rápido”. Outra testemunha, igualmente estudante, afirmou não ter compreendido logo o que se havia passado, mas, quando viu as pessoas a correr, fugiu também do local com o seu companheiro.

O presidente da Câmara de Marawi, Majul Gandamra, comentou o sucedido dizendo que a sua cidade “é, desde há muito, um símbolo de coexistência pacífica e de harmonia” e que não permitirá que “tais atos de violência ensombrem o nosso compromisso coletivo com a paz e a unidade”. Nesta linha, apelou aos membros das comunidades muçulmana e cristã a permanecerem unidos.

Segundo relatos dos media filipinos e das agências, na sexta-feira, 1 de dezembro, registou-se um ataque aéreo das forças armadas do país que terá matado 11 militantes islamistas de um grupo minoritário que ficou fora de acordos feitos em 2016, entre as autoridades de Manila e a principal força insurgente local. Contudo, não há indícios de que haja relação entre esse facto e o atentado deste domingo.

 

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe

Nove dias após a sua morte numa prisão russa

Corpo de Alexei Navalny já foi entregue à mãe novidade

O corpo do líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi entregue à sua mãe, informou ontem, sábado, Ivan Zhdanov, diretor da Fundação Anti-Corrupção de Navalny e um dos seus principais assessores na sua conta de Telegram. O responsável agradeceu a “todos” os que apelaram às autoridades russas para que devolvessem o corpo de Navalny à sua mãe, citado pela Associated Press.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos

Como preparação para a segunda sessão do Sínodo

Bispos católicos belgas vão debater sacerdotes casados e mulheres diáconos novidade

Os bispos católicos da Bélgica enviaram às dioceses e comunidades locais do seu país uma carta no dia 16 de fevereiro sugerindo a reflexão sobre dois temas ministeriais, a ordenação sacerdotal de homens casados e a instituição de mulheres diaconisas, como forma de preparação dos trabalhos da segunda sessão do Sínodo dos Bispos, que decorrerá em Roma em outubro próximo.

Cristo Cachorro, versão 2024

Cristo Cachorro, versão 2024 novidade

Invejo de morte a paixão que os cartazes da Semana Santa de Sevilha conseguem despertar. Os sevilhanos importam-se com a sua cidade, as festas e com a imagem que o cartaz projecta, se bem que com o seu quê de possessivo, mas bem melhor que a apatia. Não fossem frases como “É absolutamente uma vergonha e uma aberração” e as missas de desagravo e o quadro cartaz deste ano teria passado ao lado.

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

7MARGENS antecipa estudo

“As estatísticas oficiais subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia Cáritas

Ao basear-se em inquéritos junto das famílias, as estatísticas oficiais em Portugal não captam as situações daqueles que não vivem em residências habituais, como as pessoas em situação de sem-abrigo, por exemplo. E é por isso que “subestimam a magnitude da pobreza e exclusão em Portugal”, denuncia a Cáritas Portuguesa na introdução ao seu mais recente estudo, que será apresentado na próxima terça-feira, 27 de fevereiro, na Universidade Católica Portuguesa do Porto.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This