Sondagem

Brasil deixa de ter maioria católica 

| 20 Jan 2022

Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro. Foto © Motoki UEMURA(JPN), CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

 

Algures durante este ano a maioria da população brasileira deixará de se afirmar maioritariamente como católica, revela um trabalho do Wall Street Journal, citado pela edição da Vida Nueva de 20 de janeiro. O instituto brasileiro Datafolha (grupo Globo) estimava que, em janeiro de 2020, 51 por cento dos brasileiros eram católicos, muito à frente dos que se reconheciam no protestantismo (31%). Ano e meio depois os números serão outros.

Esta é a perspetiva dos demógrafos consultados pelo jornal e, assim, o maior país católico do mundo seguirá as pisadas do Uruguai, país em que os católicos deixaram de ser a maioria da população em 2018. Um pouco mais de 41 por cento de todos os católicos do mundo residem na região da América Latina e Caribe.

Em 1970, cerca de 6,8 milhões de brasileiros identificavam-se como pentecostais; 50 anos depois este número subiu para 46,7 milhões, sete vezes mais.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Irritações e sol na cara

Irritações e sol na cara novidade

“Todos os dias têm muito para correr mal, sim. Mas pode-se passar pela vida irritado? Apitos e palavras desagradáveis, respirações impacientes, sempre com o “não posso mais” na boca.” – A crónica de Inês Patrício, a partir de Berlim

A cor do racismo

A cor do racismo novidade

O que espero de todos é que nos tornemos cada vez mais gente de bem. O que espero dos que tolamente se afirmam como “portugueses de bem” é que se deem conta do ridículo e da pobreza de espírito que ostentam. E que não se armem em cristãos, porque o Cristianismo está nas antípodas das ideias perigosas que propõem.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This