Campanha dos jesuítas para “ajudar o Líbano” recolheu 30 mil euros

| 12 Out 2020

Líbano. Destruição. Beirute

Líbano. A destruição em Beirute depois da explosão de 4 de Agosto de 2020. Foto © Anwar Amro/MECC/WCC-CEI

 

A campanha “Ajudar o Líbano”, promovida pela Companhia de Jesus e pelo seu portal PontoSJ, angariou 30.098,57 euros. Agora, os donativos angariados serão enviados para a Rede Xavier, que os aplicará localmente em Beirute, no apoio às populações mais atingidas pelas explosões de Agosto, e na reconstrução das obras e comunidades dos jesuítas que ficaram danificadas pelas explosões.

Os donativos resultaram de ofertas individuais e de algumas comunidades cristãs.

As verbas terão dois destinos: por um lado, irão reforçar o apoio à emergência que foi posto de imediato em curso pelo JRS (Serviço Jesuíta aos Refugiados)-Líbano, e que se traduz num programa de apoio alimentar e num projeto de apoio à reconstrução de casas que foram destruídas pelas explosões. Os destinatários são pessoas que já estavam a ser fortemente atingidas pela crise económica e social que o Líbano atravessava (libaneses em situação de fragilidade, deslocados sírios e trabalhadores migrantes das Filipinas, Etiópia e Sri Lanka). Será apoiada a reconstrução total ou parcial de cerca de 80 casas, num projeto que se se prevê ter a duração de seis meses.

Noutra vertente, a verba será destinada à reconstrução de estruturas da Companhia de Jesus na cidade, atingidas pelas explosões, entre as quais se incluem um hospital, igrejas, uma escola e os edifícios das várias comunidades de jesuítas que residem na cidade.

No PontoSJ os destinos do dinheiro são detalhados em pormenor.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Fraternidade sem fronteiras

Fraternidade sem fronteiras novidade

A fraternidade é imprescindível na vida e na missão. No Congresso sobre o tema, a realizar nos dias 14 e 15 de Outubro, em Lisboa, queremos reflectir sobre a construção da fraternidade na sociedade, na política, na economia, na missão, no diálogo entre as religiões e na reconstrução da esperança.

Irmã Elis Santos: “São mais de 500 anos a sobreviver, e nós queremos existir”

Indígena do povo Mura em entrevista

Irmã Elis Santos: “São mais de 500 anos a sobreviver, e nós queremos existir” novidade

Aos 35 anos, Elis Santos, religiosa da Divina Providência, é uma das vozes mais ativas no Brasil na luta pelos direitos dos povos indígenas. Descendente do povo Mura e mestre em Antropologia Social, a irmã Elis falou ao 7MARGENS durante o encontro d’A Economia de Francisco, que decorreu na semana passada em Assis, e lamentou que no seu país continue a prevalecer “uma economia que mata”. 

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This