Sondagem

Canadianos preocupados com impacte das religiões na sociedade

| 24 Abr 2022

Um jovem segura a bandeira do Canadá. Foto © Redd | Unsplash

 

Apenas 12 por cento dos canadianos que se declaram não religiosos avaliam positivamente o impacte das comunidades religiosas e das religiões na vida do país revela uma sondagem realizada pelo Angus Reid Institute e citada pelo The Muslim Times de 24 de abril.

“A sociedade [canadiana] mostra não ter uma noção clara sobre o que fazer com a religião e, portanto, mostra alguns sinais de desconforto”, disse ao The Muslim Times Abdie Kazemipur, sociólogo da Universidade de Calgary que acrescentou: “Por agora, [com estes resultados] não podemos falar de intolerância, apenas de desconforto.”

Entre os católicos – o maior grupo religioso do Canadá – as comunidades de cristãos evangélicos, de muçulmanos e de sikhs são vistas como trazendo mais danos do que benefícios à sociedade, embora outras religiões obtenham, entre os católicos, avaliação positiva.

De acordo com aquele instituto de sondagens, a não-crença tem vindo a aumentar entre a população canadiana (passou de 16% em finais de 2018 para 19% em abril de 2022). Os restantes dizem ter alguma abertura a Deus ou à espiritualidade, mas apenas 16 por cento do total se dizem religiosamente envolvidos, enquanto um pouco menos de um quinto prefere reconhecer-se como vivendo a religião de modo privado.

 

 

Mais do que A Voz da Fátima

Pré-publicação

Mais do que A Voz da Fátima novidade

Que fosse pedido a um incréu um texto de prefácio para um livro sobre A Voz da Fátima, criou-me alguma perplexidade e, ao mesmo tempo, uma vontade imediata de aceitar. Ainda bem, porque o livro tem imenso mérito do ponto de vista histórico, com o conjunto de estudos que contém sobre o jornal centenário, mas também sobre o impacto na sociedade portuguesa e na Igreja, das aparições e da constituição de Fátima e do seu Santuário como o centro religioso mais importante de Portugal. Dizer isto basta para se perceber que não é possível entender, no sentido weberiano, Portugal sem Fátima e, consequentemente, sem o seu jornal.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita novidade

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Manhã desta quinta-feira, 24

“As piores formas de trabalho infantil” em conferência

Uma conferência sobre “As piores formas de trabalho infantil” decorre na manhã desta quinta-feira, 24 de Novembro (entre as 9h30-13h), no auditório da Polícia Judiciária (Rua Gomes Freire 174, na zona das Picoas, em Lisboa), podendo assistir-se também por videoconferência. Iniciativa da Confederação Nacional de Ação Sobre o Trabalho Infantil (CNASTI), em parceria com o Instituto de Apoio à Criança (IAC), a conferência pretende “ter uma noção do que acontece não só em Portugal, mas também no mundo acerca deste tipo de exploração de crianças”.

Cardeal Zen condenado a pagar multa por ter defendido manifestantes

Hong Kong

Cardeal Zen condenado a pagar multa por ter defendido manifestantes novidade

O cardeal Joseph Zen, bispo emérito de Hong Kong, foi condenado esta sexta-feira, 25 de novembro, a pagar uma multa de cerca de 500 euros pela sua colaboração com o 612 Humanitarian Relief Fund, que apoiou manifestantes pró-democracia a pagar multas e fianças em 2019. Sobre ele, recai ainda a acusação de conluio com forças estrangeiras, pelo que poderá vir a enfrentar penas mais graves.

Freiras italianas gritam “basta!” à violência contra a mulher

Dia Internacional contra a Violência de Género

Freiras italianas gritam “basta!” à violência contra a mulher novidade

“Sentimos o dever de manifestar abertamente a solidariedade com as mulheres que sofrem todo o tipo de violência.” Quem o diz são as irmãs salesianas Filhas de Maria Auxiliadora, da Província de São João Bosco, em Roma, que pela primeira vez decidiram associar-se pessoalmente a uma campanha de prevenção, a propósito do Dia Internacional Contra a Violência de Género, assinalado esta sexta-feira, 25 de novembro.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This