Capelas de Braga vencem concurso de arquitetura

| 13 Mar 19

(Fotos © Nelson Garrido; para ver a galeria, clicar nas setas.)

 

As capelas Imaculada e Cheia de Graça, do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, em Braga, venceram o prémio do público para edifício do ano ArchDaily na categoria de arquitetura religiosa. O anúncio foi feito terça-feira, 12, pela publicação digital especializada em arquitetura, aquando da divulgação dos resultados da votação eletrónica.

A distinção, atribuída após sucessivas fases de votação pelos leitores daquele que é considerado o “site” da especialidade mais consultado, dá à cidade e à arquidiocese de Braga o segundo prémio ArchDaily. O primeiro tinha sido a capela Árvore da Vida, distinguida em 2011, e assinada também pelo gabinete Cerejeira Fontes Arquitetos.

Para a mesma categoria também estava nomeado o presbitério e altar do recinto de oração do Santuário de Fátima.

Segundo a nota informativa (divulgada pelo Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura), a capela “ergue-se em madeira, desde a estrutura de suporte até aos planos que lhe conferem o espaço, e é composta por várias peças de madeira, encaixando-se, criando uma estrutura equilibrada que se manifesta como uma floresta à entrada do espaço sagrado”.

Os arquitetos assinalam que as capelas são envolvidas por uma abóboda em betão, com 12 cm de espessura e suportada uma estrutura em aço “quase impercetível”, e a sua copa cria uma espaço reservado dedicado aos “habitantes do Seminário, e os seus troncos um filtro entre o espaço profano e o espaço sagrado, permitindo ao visitante entregar-se ao espaço, entregar-se à dimensão dos sentidos.”

O conjunto arquitetónico cria, juntamente com os restantes elementos, um espaço de absoluto “silêncio inquieto” remetendo à introspeção, ao mesmo tempo que se destaca por uma “qualidade acústica superior” e “transportando o espectador para outra dimensão física e espiritual”.

Artigos relacionados

Breves

Papa discursa na assembleia geral da ONU em setembro novidade

O Papa Francisco participará na abertura da assembleia geral das Nações Unidas (ONU), que decorrerá de 15 a 30 de setembro de 2020, avançou o jornal católico espanhol Alfa y Ómega. Pela primeira vez em 75 anos, por causa da pandemia de covid-19, os líderes mundiais não irão reunir-se fisicamente em Nova Iorque para esta assembleia, estando previsto que gravem antecipadamente as suas mensagens. Assim fará também Francisco.

Líderes religiosos pedem fim dos crimes contra os uigures na China

Os cardeais de Myanmar e da Indonésia, os principais rabis do Reino Unido, o representante do Dalai Lama na Europa e diversos líderes muçulmanos estão entre os 76 signatários de uma carta divulgada este domingo, 9 de agosto, a pedir o fim de “uma das mais egrégias tragédias humanas desde o Holocausto: o potencial genocídio dos Uigures e outros muçulmanos na China”, divulga o semanário católico britânico “The Tablet”.

Assassinado reitor do Seminário Romero, em El Salvador

O padre Ricardo Cortez, reitor do Seminário Santo Óscar Arnulfo Romero e pároco da povoação de San Francisco Chinamequita, em El Salvador, foi assassinado na passada sexta-feira, 7 de agosto. A diocese de Zacatelouca, à qual pertencia, emitiu um comunicado onde pede a investigação do crime, que considera “inexplicável” e “execrável”, avança o Vatican News.

Boas notícias

Navio de resgate apoiado pela Igreja Protestante prestes a partir para o Mediterrâneo

Navio de resgate apoiado pela Igreja Protestante prestes a partir para o Mediterrâneo

Chegaram esta terça-feira, 11 de agosto, ao navio de resgate de migrantes Sea Watch 4 os últimos membros da tripulação. Os treinos e exercícios já começaram, e ainda esta semana será dada a partida do porto de Burriana (Valencia, Espanha) para o centro do Mediterrâneo, numa missão tornada possível devido à iniciativa da Igreja Protestante Alemã e ao apoio de mais de 500 organizações que participaram na campanha de recolha de fundos (crowdfunding) #WirSchickenEinSchiff (“Nós enviamos um navio”).

É notícia 

Entre margens

Cultura e artes

“Ataque ultrajante” à liberdade de expressão em Hong Kong, denuncia ONG

A detenção de Jimmy Lai, empresário católico proprietário do mais importante jornal diário pró-democracia de Hong Kong, está a gerar forte contestação por parte da população e de grupos de defesa dos direitos humanos naquele território chinês, que consideram estar perante o “ataque mais ultrajante até ao momento contra o que resta da imprensa livre de Hong Kong”.

A carne, a história e a vida: uma viagem fascinante

A tradição espiritual cristã, radicada na Boa-notícia gerada pelo Novo Testamento, permanece ainda um continente a explorar para muitos dos discípulos de Jesus. A expressão mística contém uma carga associada que não ajuda a visitar o seu espaço: associamo-la a uma elite privilegiada, a fenómenos extraordinários, a vidas desligadas dos ritmos e horários modernos.

Manuel Cargaleiro oferece painel de azulejos a paróquia de Lisboa

Foi como “escrever uma oração” ou fazer “o ramo mais bonito para Deus”. Assim definiu o pintor e ceramista Manuel Cargaleiro o seu mais recente trabalho: um painel de azulejos, que ofereceu à Paróquia de São Tomás de Aquino, em Lisboa. A cerimónia de inauguração e bênção decorreu esta segunda-feira e contou com a presença do autor, avança o Secretariado Nacional da Pastoral da Cultura.

Sete Partidas

STOP nas nossas vidas: Parar e continuar

Ao chegar aos EUA tive que tirar a carta condução novamente. De raiz. Estudar o código. Praticar. Fazer testes. Nos EUA existe um sinal de trânsito que todos conhecemos. Porque é igual em todo o mundo. Diz “STOP”. Octogonal, fundo branco, letras brancas. Maiúsculas. Impossível não ver. Todos vemos. Nada de novo. O que me surpreendeu desde que cheguei aos EUA, é que aqui todos param num STOP. Mesmo. Não abrandam. Param. O carro imobiliza-se. As ruas desertas, sem trânsito. Um cruzamento com visibilidade total. Um bairro residencial. E o carro imobiliza-se. Não abranda. Para mesmo. E depois segue.

Visto e Ouvido

Igreja tem política de “tolerância zero” aos abusos sexuais, mas ainda está em “processo de purificação”

D. José Ornelas

Bispo de Setúbal

Agenda

Fale connosco