Cardeal alemão pede aos jornalistas “absoluto silêncio” sobre relatório de abuso infantil

| 6 Jan 2021

Cardeal Rainer Maria Woelki.

Cardeal Rainer Maria Woelki, arcebispo de Colónia. Foto: Diocese de Colónia/Wikimedia Commons

Diversos jornalistas abandonaram uma conferência de imprensa convocada para esta terça-feira, 5, pela arquidiocese de Colónia (Alemanha), a propósito da divulgação de um relatório inédito sobre casos de abuso sexual de menores dentro da Igreja. Na origem do protesto esteve um pedido de que assinassem um acordo onde se comprometiam a manter o conteúdo da investigação “em segredo”, divulgou a rádio Deutsche Welle na sua página digital.

A conferência tinha como principal objetivo explicar alguns problemas relacionados com a metodologia utilizada durante a investigação, os quais, segundo o arcebispo de Colónia, cardeal Rainer Maria Woelki, terão estado na origem do cancelamento da publicação do relatório na sua forma atual. Woelki é considerado um dos mais conservadores membros do episcopado alemão, no sentido em que se tem oposto a várias propostas de reforma surgidas no seio da Igreja Católica na Alemanha.

Após terem anunciado que mostrariam aos jornalistas o relatório, os representantes católicos pediram-lhes que assinassem um compromisso de manter o seu conteúdo “em segredo”, nomeadamente as informações sobre os delitos, presumíveis autores e funcionários eclesiásticos envolvidos. “O jornalista compromete-se a guardar absoluto silêncio sobre esta informação”, podia ler-se no acordo proposto.

O relatório em causa foi solicitado por Woelki no final de 2018 e conduzido pelo escritório de advogados alemão Westpfahl Spilker Wastl. O arcebispo prometeu que o resultado da investigação será revisto por uma segunda equipa jurídica e publicado em março deste ano, o mais tardar.

O arcebispo de Colónia enfrenta ele próprio acusações de ter encoberto denúncias de abuso sexual envolvendo um padre da diocese e inúmeros religiosos pediram esta semana o seu afastamento do cargo.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Evento "importantíssimo" para o país

Governo assume despesas da JMJ que Moedas recusou

A ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes, chegou a acordo com o presidente da Câmara de Lisboa sobre as Jornadas Mundiais da Juventude, comprometendo-se a – tal como exigia agora Carlos Moedas – assumir mais despesa do evento do que aquela que estava inicialmente prevista, noticiou o Expresso esta quarta-feira, 3.

Multiplicar o número de leitores do 7MARGENS

Em 15 dias, 90 novos assinantes

Durante o mês de julho o 7MARGENS registou 90 novos leitores-assinantes, em resultado do nosso apelo para que cada leitor trouxesse outro assinante. Deste modo, a Newsletter diária passou a ser enviada a 2.863 pessoas. Estamos ainda muto longe de duplicar o número de assinantes e chegar aos 5.000, pelo que mantemos o apelo feito a 18 de julho: que cada leitor consiga trazer outro.

Parceria com Global Tree

JMJ promove plantação de árvores

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e a Global Tree Initiative estabeleceram uma parceria com o objectivo de levar os participantes e responsáveis da organização da jornada a plantar árvores. A iniciativa pretende ser uma forma de assinalar o Dia Mundial da Conservação da Natureza, que se assinala nesta quinta-feira, 28 de julho.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This