Cardeal de Viena defende que a Mãe Igreja não nega uma bênção

| 25 Mar 2021

GuentherZ_2012-06-16_0061_Wien22_Donauturm_Neuweihe_Papstkreuz_Christoph_Schoenborn

Christoph Schönborn, arcebispo de Viena Foto © GuentherZ/Wilkimedia Commons

 

O cardeal arcebispo de Viena, Áustria, foi claro no seu comentário à posição da Congregação da Doutrina da Fé (CDF) sobre a bênção a casais homossexuais. Se a Igreja é mãe, não pode deixar de abençoar e uma bênção não é um prémio por bom comportamento mas um pedido de presença e protecção.

“Não fiquei feliz com esta declaração” da CDF, observou o cardeal. “Pela simples razão de que a mensagem que passou nos media de todo o mundo foi apenas um ‘não’. E este é um ‘não’ à bênção, algo que fere profundamente muitas pessoas, como se dissessem: “Mãe, não tem uma bênção para mim? Afinal, eu também sou seu filho”.

Em entrevista ao jornal Der Sonntag (O Domingo) da sua arquidiocese, Schönborn recordou que a Igreja “é mater et magistra: deve ensinar, mas acima de tudo é mãe”.

Cardeal considerado próximo do Papa, que teve um papel de grande relevo em alguns passos decisórios do Sínodo da Família, o arcebispo de Viena concedeu que a preocupação da CDF foi acautelar que, a pretexto da bênção, não se criasse a ideia de que se estava perante um ritual idêntico ou equivalente ao sacramento do matrimónio. Porém, acrescentou, “se o pedido não for um espetáculo, se for sincero e for realmente o pedido da bênção de Deus para uma vida que duas pessoas, em qualquer situação, procuram levar, então não deve ser negada”, ainda que se deva “refletir cuidadosamente sobre a forma correta de a fazer”.

“Muitas mães abençoam os seus filhos. A minha mãe ainda faz isso hoje. Não saio de casa sem ela me abençoar. Uma mãe não rejeita a bênção, mesmo que seu filho ou filha tenha problemas na vida. Pelo contrário”, observou também.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Índia

Carnataca é o décimo Estado a aprovar lei anticonversão

O Estado de Carnataca, no sudoeste da Índia, tornou-se, no passado dia 15 de setembro, o décimo estado daquele país a adotar leis anticonversão no âmbito das quais cristãos e muçulmanos e outras minorias têm sido alvo de duras perseguições, noticiou nesta sexta-feira, 23, o Vatican News, portal de notícias do Vaticano.

Neste sábado, em Lisboa

“Famílias naturais” em convívio contra a ideologia de género

Prometem uma “tarde de convívio e proximidade”, um concerto, diversão e “múltiplas actividades para crianças e adultos: o “Encontro da Família no Parque” decorre esta tarde de sábado, 24 de Setembro, no Parque Eduardo VII (Lisboa), a partir das 15h45, e “pretende demonstrar um apoio incondicional à família natural e pela defesa das crianças”.

Fraternidade sem fronteiras

Fraternidade sem fronteiras novidade

A fraternidade é imprescindível na vida e na missão. No Congresso sobre o tema, a realizar nos dias 14 e 15 de Outubro, em Lisboa, queremos reflectir sobre a construção da fraternidade na sociedade, na política, na economia, na missão, no diálogo entre as religiões e na reconstrução da esperança.

Irmã Elis Santos: “São mais de 500 anos a sobreviver, e nós queremos existir”

Indígena do povo Mura em entrevista

Irmã Elis Santos: “São mais de 500 anos a sobreviver, e nós queremos existir” novidade

Aos 35 anos, Elis Santos, religiosa da Divina Providência, é uma das vozes mais ativas no Brasil na luta pelos direitos dos povos indígenas. Descendente do povo Mura e mestre em Antropologia Social, a irmã Elis falou ao 7MARGENS durante o encontro d’A Economia de Francisco, que decorreu na semana passada em Assis, e lamentou que no seu país continue a prevalecer “uma economia que mata”. 

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This