Arcebispo de Colombo

Cardeal do Sri Lanka pede demissão do Presidente e do Governo

| 7 Jul 2022

Arcebispo de Colombo, cardeal Malcolm Ranjith. Foto da página de Facebook da diocese de Colombo, Sri Lanka.

 

O arcebispo de Colombo, cardeal Malcolm Ranjit, exigiu esta semana a renúncia imediata do Presidente Gotabaya Rajapaksa e a constituição de um governo provisório de unidade nacional que enfrente os problemas mais urgentes do país e realize eleições gerais o mais rapidamente possível, noticiou a agência Vatican News de 7 de julho.

“Em nome do povo sofredor, peço veementemente ao Presidente e ao Governo do Sri Lanka que assumam as suas responsabilidades pela triste situação [em que o país se encontra] e renunciem aos seus cargos, já que perderam o direito moral de permanecer no cargo” – afirmou o cardeal. “O Sri Lanka enfrenta a pior crise económica e financeira de há muitas décadas, enquanto não param de crescer as acusações de corrupção generalizada e má administração financeira – escreve a Vatican News.

Reunida em finais de junho, a Conferência Episcopal do Sri Lanka [ver 7MARGENS] já havia denunciado a situação com palavras muito duras: “As pessoas andam pelas estradas, sem produtos básicos como alimentos, combustível e gás doméstico e industrial. Os pacientes são deixados na berma sem medicamentos necessários para se tratamentos. Os pais esgotam-se na procura de produtos lácteos para bebés e crianças. A tragédia que atingiu a nossa nação é, sem dúvida, a pior do nosso tempo.”

A agência Asia News noticia no mesmo dia 7 de julho que o bispo Asiri Perera, ex-presidente da Igreja Metodista do Sri Lanka, fez um pedido semelhante para que o Presidente se demita de imediato. A mesma agência noticia que a Bhikkhu Maha Sangha Sabha, uma importante associação de monges budistas, enviou uma carta a Rajapaksa convidando-o a trabalhar imediatamente para a criação de um governo de todos os partidos.

 

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos

Relatório da ONU alerta

Sida: 60% das crianças entre os 5 e os 14 anos sem acesso a tratamentos novidade

O mais recente relatório da ONUSIDA, divulgado esta terça-feira, 29 de novembro,  é perentório: “o mundo continua a falhar à infância” na resposta contra a doença. No final de 2021, 800 mil crianças com VIH não recebiam qualquer tratamento. Entre os cinco e os 14 anos, apenas 40% tiveram acesso a medicamentos para a supressão viral. A boa notícia é que as mortes por sida caíram 5,79% face a 2020, mas a taxa de mortalidade observada entre as crianças é particularmente alarmante.

Gracia Nasi, judia e “marrana”

Documentário na RTP2

Gracia Nasi, judia e “marrana” novidade

Nascida em Portugal em 1510, com o nome cristão de Beatriz de Luna, Gracia Nasi pertencia a uma uma família de cristãos-novos expulsa de Castela. Viúva aos 25 anos, herdeira de um império cobiçado, Gracia revelar-se-ia exímia gestora de negócios. A sua personalidade e o destino de outros 100 mil judeus sefarditas, expulsos de Portugal, são o foco do documentário Sefarad: Gracia Nasi (RTP2, 30/11, 23h20).

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Bahrein

Descoberto mosteiro cristão sob as ruínas de uma mesquita

Há quem diga que este é o “primeiro fruto milagroso” da viagem apostólica que o Papa Francisco fez ao Bahrein, no início de novembro. Na verdade, resulta de três anos de trabalho de uma equipa de arqueólogos locais e britânicos, que acaba de descobrir, sob as ruínas de uma antiga mesquita, partes de um ainda mais antigo mosteiro cristão.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This