Arcebispo de Colombo

Cardeal do Sri Lanka pede demissão do Presidente e do Governo

| 7 Jul 2022

Arcebispo de Colombo, cardeal Malcolm Ranjith. Foto da página de Facebook da diocese de Colombo, Sri Lanka.

 

O arcebispo de Colombo, cardeal Malcolm Ranjit, exigiu esta semana a renúncia imediata do Presidente Gotabaya Rajapaksa e a constituição de um governo provisório de unidade nacional que enfrente os problemas mais urgentes do país e realize eleições gerais o mais rapidamente possível, noticiou a agência Vatican News de 7 de julho.

“Em nome do povo sofredor, peço veementemente ao Presidente e ao Governo do Sri Lanka que assumam as suas responsabilidades pela triste situação [em que o país se encontra] e renunciem aos seus cargos, já que perderam o direito moral de permanecer no cargo” – afirmou o cardeal. “O Sri Lanka enfrenta a pior crise económica e financeira de há muitas décadas, enquanto não param de crescer as acusações de corrupção generalizada e má administração financeira – escreve a Vatican News.

Reunida em finais de junho, a Conferência Episcopal do Sri Lanka [ver 7MARGENS] já havia denunciado a situação com palavras muito duras: “As pessoas andam pelas estradas, sem produtos básicos como alimentos, combustível e gás doméstico e industrial. Os pacientes são deixados na berma sem medicamentos necessários para se tratamentos. Os pais esgotam-se na procura de produtos lácteos para bebés e crianças. A tragédia que atingiu a nossa nação é, sem dúvida, a pior do nosso tempo.”

A agência Asia News noticia no mesmo dia 7 de julho que o bispo Asiri Perera, ex-presidente da Igreja Metodista do Sri Lanka, fez um pedido semelhante para que o Presidente se demita de imediato. A mesma agência noticia que a Bhikkhu Maha Sangha Sabha, uma importante associação de monges budistas, enviou uma carta a Rajapaksa convidando-o a trabalhar imediatamente para a criação de um governo de todos os partidos.

 

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Breves

 

Iniciativa ecuménica

Bispos latino-americanos criam Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo

O Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam) lançou oficialmente esta semana a Pastoral das Pessoas em Situação de Sem-abrigo, anunciou o Vatican News. Um dos principais responsáveis pela iniciativa é o cardeal Luís José Rueda Aparício, arcebispo de Bogotá e presidente da conferência episcopal da Colômbia, que pretende que a nova “pastoral de rua” leve a Igreja Católica a coordenar-se com outras religiões e instituições já envolvidas neste trabalho.

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro

Frade morreu aos 85 anos

Lopes Morgado: um franciscano de corpo inteiro novidade

O último alarme chegou-me no dia 10 de Fevereiro. No dia seguinte, pude vê-lo no IPO do Porto, em cuidados continuados. As memórias que tinha desse lugar não eram as melhores. Ali tinha assistido à morte de um meu irmão, a despedir-se da vida aos 50 anos… O padre Morgado, como o conheci, em Lisboa, há 47 anos, estava ali, preso a uma cama, incrivelmente curvado, cara de sofrimento, a dar sinais de conhecer-me. Foram 20 minutos de silêncios longos.

Mata-me, mãe

Mata-me, mãe novidade

Tiago adorava a adrenalina de ser atropelado pelas ondas espumosas dos mares de bandeira vermelha. Poucos entenderão isto, à excepção dos surfistas. Como explicar a alguém a sensação de ser totalmente abalroado para um lugar centrífugo e sem ar, no qual os segundos parecem anos onde os pontos cardeais se invalidam? Como explicar a alguém que o limiar da morte é o lugar mais vital dos amantes de adrenalina, essa droga que brota das entranhas? É ao espreitar a morte que se descobre a vida.

Agenda

There are no upcoming events.

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This