Cardeal das Maurícias elogia resposta da população ao derrame petrolífero

| 17 Ago 20

Operações de limpeza do petróleo derramado. Foto: Direitos reservados

 

O cardeal Maurice Piat de Port-Louis, Ilhas Maurícias, elogiou a resposta da população ao derrame de petróleo que devastou a costa da ilha. “Numerosas famílias são afectadas” pelo desastre, afirmou. “No meio da dor partilhada por tantos, saúdo a bela efusão de solidariedade activa e empreendedora que agora se mostra numa tentativa de salvar o que ainda pode ser salvo.”

O navio japonês tinha bandeira panamiana, o que lhe permite contornar regulamentos marítimos do Japão.

Martine Lajoie, editora-chefe adjunta do semanário La Vie Catholique, afirmou, entretanto, que o desastre deixou “muitas perguntas sem resposta” sobre a presença do petroleiro japonês. “Este navio encalhou no pior local possível: um habitat para muitas espécies protegidas, quando o nosso país ainda estava fechado aos turistas por causa da covid-19. É uma catástrofe ecológica”, afirmou, citada pelo Crux.

 

A roseira que defende a vinha: ainda a eutanásia

A roseira que defende a vinha: ainda a eutanásia novidade

Há tempos, numa visita a uma adega nacional conhecida, em turismo, ouvi uma curiosa explicação da nossa guia que me relembrou imediatamente da vida de fé e das questões dos tempos modernos. Dizia-nos a guia que é hábito encontrar roseiras ao redor das vinhas como salvaguarda: quando os vitivinicultores encontravam algum tipo de doença nas roseiras, algum fungo, sabiam que era hora de proteger a vinha, de a tratar, porque a doença estava próxima.

Um caderno para imprimir e usar

Sínodo 2021-23

Um caderno para imprimir e usar novidade

Depois de ter promovido a realização de dois inquéritos sobre o sínodo católico 2021-23, o 7MARGENS decidiu reunir o conjunto de textos publicados a esse propósito num caderno que permita uma visão abrangente e uma utilização autónoma do conjunto. A partir de agora, esse caderno está disponível em ligação própria.

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Esta é a Igreja que eu amo!

Esta é a Igreja que eu amo! novidade

Fui um dos que, convictamente e pelo amor que tenho à Igreja Católica, subscrevi a carta que 276 católicas e católicos dirigiram ao episcopado português para que, em consonância e decididamente, tomassem “a iniciativa de organizar uma investigação independente sobre os crimes de abuso sexual na Igreja”.

Fale connosco

Pin It on Pinterest

Share This