Autoridades do Estado acompanham

Cardeal Parolin irá no sábado ver as obras do sítio da JMJ

| 10 Mai 2023

cardeal pietro parolin foto vatican media

O cardeal Pietro Parolin aproveitará a vinda a Fátima para verificar no local como estão as obras de preparação da JMJ. Foto © Vatican Media.

 

O cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano que preside à peregrinação de 13 de Maio, em Fátima, irá visitar no sábado à tarde os terrenos do Parque Tejo, onde decorrerão a vigília e a missa final da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), com o Papa, nos próximos dias 5 e 6 de Agosto.

Na sua visita, soube o 7MARGENS de fontes eclesiásticas nacionais e da Santa Sé, o número dois do Vaticano deverá estar acompanhado de responsáveis do Estado – as mesmas fontes garantem que essas autoridades serão ao mais alto nível, incluindo o Presidente da República, eventualmente a ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, que tutela no Governo a organização da JMJ, e os presidentes das câmaras de Lisboa, Loures e Oeiras, os municípios que recebem eventos da jornada. Responsáveis da Igreja – pelo menos o bispo auxiliar de Lisboa e presidente da Fundação JMJ, Américo Aguiar e, porventura, o patriarca de Lisboa – deverão também estar presentes.

Não será a primeira vez que os mais altos representantes do Estado e da Igreja vão verificar no próprio local o andamento das obras. O Parque está já muito próximo da fase final, já se vêem a elevação para instalar o palco onde ficará o altar, os arruamentos e os talhões que dividirão os jovens em sectores permitindo a circulação. No ano passado, foi no próprio local das obras que o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa promoveu a “reconciliação” entre a Câmara de Lisboa e o Governo, depois de Carlos Moedas ter recuado nas verbas que o município se propunha gastar com a JMJ.

A Jornada decorre de 1 a 6 de Agosto, em Lisboa e espera-se a participação de um milhão de jovens. Antes daquela data, os participantes que venham mais cedo estarão em todo o país, a viver os “dias das dioceses”, contactando realidades locais diferenciadas.

O Papa Francisco deverá chegar a Lisboa na quinta-feira, 3 de Agosto. Na sexta, presidirá à Via-Sacra com os jovens, que deverá acontecer no Parque Eduardo VII. Sábado e domingo são o ponto alto da JMJ, com a vigília e a missa de encerramento. Num dos momentos – sexta, sábado? – é provável que Francisco se desloque a Fátima, por poucas horas, mas o Vaticano ainda não anunciou quando acontecerá essa visita.

Há semana e meia, a regressar a Roma depois da sua viagem à Hungria, o Papa afirmou aos jornalistas que esperava estar em Lisboa e “conseguir” fazer a viagem, apesar de se terem agravado as condições da sua mobilidade.

 

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou

Sínodo, agora, é em Roma… que aqui já acabou novidade

Em que vai, afinal, desembocar o esforço reformador do atual Papa, sobretudo com o processo sinodal que lançou em 2021? Que se pode esperar daquela que já foi considerada a maior auscultação de pessoas alguma vez feita à escala do planeta? – A reflexão de Manuel Pinto, para ler no À Margem desta semana

Apoie o 7MARGENS e desconte o seu donativo no IRS ou no IRC

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados

Inaugurado em Vendas Novas

Nada se perde: um antigo colégio dos Salesianos é o novo centro de acolhimento do Serviço Jesuíta aos Refugiados novidade

O apelo foi feito pelo Papa Francisco: utilizar os espaços da Igreja Católica devolutos ou sem uso para respostas humanitárias. Os Salesianos e os Jesuítas em Portugal aceitaram o desafio e, do antigo colégio de uns, nasceu o novo centro de acolhimento de emergência para refugiados de outros. Fica em Vendas Novas, tem capacidade para 120 pessoas, e promete ser amigo das famílias, do ambiente, e da comunidade em que se insere.

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita

Com as eleições no horizonte

Bispos católicos de França apelam à fraternidade e justiça, mas não se demarcam da extrema-direita novidade

O conselho permanente dos bispos da Igreja Católica de França considera, num comunicado divulgado esta quinta-feira, 20 de junho, que o resultado das recentes eleições europeias, que deram a vitória à extrema-direita, “é mais um sintoma de uma sociedade ansiosa, dividida e em sofrimento”. Neste contexto, e em vésperas dos atos eleitorais para a Assembleia Nacional, apresentaram uma oração que deverá ser rezada por todas as comunidades nestes próximos dias.

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança”

Tolentino recebeu Prémio Pessoa

“Precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança” novidade

Na cerimónia em que recebeu o Prémio Pessoa 2023 – que decorreu esta quarta-feira, 19 de junho, na Culturgest, em Lisboa – o cardeal Tolentino Mendonça falou daquela que considera ser “talvez a construção mais extraordinária do nosso tempo”: a “ampliação da esperança de vida”. Mas deixou um alerta: “não basta alongar a esperança de vida, precisamos de trabalhar num projeto de sociedade que privilegie a ativação da esperança e a deseje fraternamente repartida, acessível a todos, protagonizada por todos”.

Agenda

Fale connosco

Autores

 

Pin It on Pinterest

Share This