Cardeal Tolentino pede aos jovens que não fiquem prisioneiros do confinamento

| 13 Abr 20

O cardeal português José Tolentino Mendonça, bibliotecário da Santa Sé, enviou uma mensagem aos jovens portugueses, convidando-os a superar as dificuldades provocadas pela atual pandemia. “Não deixem o vosso coração prisioneiro do confinamento. Esta não é uma hora para tornar o coração pequenino, mas para fazê-lo crescer. Este não é o momento para desistir de sonhar, mas é sim uma estação para os grandes sonhos”, diz, numa carta divulgada pela organização da edição internacional da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de 2022, que decorrerá em Lisboa e citada pela Ecclesia.

“Há todas aquelas razões que se atropelam logo no nosso espírito: a pandemia, a quarentena, os vários confinamentos, a vida suspensa, as horas passadas no Zoom, as igrejas fechadas, as celebrações por streaming, a solidão, a dor e a morte. Mas para um cristão não pode ser só isso”, indica o cardeal.

Tolentino Mendonça iria dar uma catequese à delegação de jovens portugueses que deveria ter ido a Roma no Domingo de Ramos, para receber os símbolos da JMJ. A iniciativa foi adiada para 22 de Novembro.

Artigos relacionados

Abusos na Igreja
Dar voz ao silêncio

Contactos da Comissão Independente

https://darvozaosilencio.org/

E-mail: geral@darvozaosilencio.org

Telefone: (+351) 91 711 00 00

You have Successfully Subscribed!

Pin It on Pinterest

Share This